Da reestruturação da tradição familiar nasce a revolução

Um mundo tão individualista onde a empatia não se direciona nem aos próprios filhos. Onde há desistência em praticar o bem pela falta de recebimento de recompensas. Onde se vive sem propósito, como vasos vazios que saem de sua existência, ainda vazio. Triste cenário de um mundo em constante declínio. Continuar lendo Da reestruturação da tradição familiar nasce a revolução