Descendentes dos arianos: restos de sangue indo-europeu na Ásia (PARTE 3)

Este artigo é uma continuação. Para melhor interação do assunto, recomendamos leitura das partes anteriores: Descendentes dos arianos: restos de sangue indo-europeu na Ásia (PARTE 1) Descendentes dos arianos: restos de sangue indo-europeu na Ásia (PARTE 2) TERCEIRA PARTE Como não poderia faltar em um artigo feito em homenagem ao povo ariano do Afeganistão, homens, mulheres e crianças, nesta terceira parte serão tratados os casos … Continuar lendo Descendentes dos arianos: restos de sangue indo-europeu na Ásia (PARTE 3)

Descendentes dos arianos: restos de sangue indo-europeu na Ásia (PARTE 1)

Apresentação Todo mundo conhece a famosa capa do National Geographic em que aparece uma refugiada afegã de olhos verdes. Essa capa causou sensação, e inúmeras pessoas se ofereceram para adotar a menina em questão, e passaram a se interessar pelo caso dos grupos étnicos no Oriente. Hoje, praticamente qualquer pessoa sabe que mesmo nos cantos mais remotos da Ásia profunda existem vestígios de genética europeia. … Continuar lendo Descendentes dos arianos: restos de sangue indo-europeu na Ásia (PARTE 1)

Fritz Reich: A ascensão e a queda do mundo no mito ariano

De onde vêm os mundos, os Deuses, as pessoas e todas as coisas que estão entre o céu e a terra? E para onde vão todos eles, especialmente os Deuses e mundos, que, embora durem mais do que a vida terrena do homem, devem estar sujeitos a uma grande lei cósmica? É assim que as pessoas de todas as épocas e povos perguntam, e a … Continuar lendo Fritz Reich: A ascensão e a queda do mundo no mito ariano

Mykel Alexander: Politeísmo e monoteísmo

Monoteísmo ou politeísmo? Talvez uma das mais fundamentais questões da temática religiosa seja o contraste entre monoteísmo, a existência de um deus apenas, e politeísmo, a existência de vários deuses. Na verdade, esta questão com uma conotação tão antagônica é mais uma consequência tanto das desinformações que se acumularam com o desenvolvimento das religiões abraâmicas, isto é, judaísmo, cristianismo e islamismo, como também devido à … Continuar lendo Mykel Alexander: Politeísmo e monoteísmo

Roma e o “Natal Solar” da tradição nórdico-ária

No plano espiritual, a doutrina da raça deveria ter, pelo menos, entre outros, dois resultados de grande importância. Em primeiro lugar, com um retorno à origem, essa deve conduzir de volta à luz e aos significados mais profundos das tradições e dos símbolos, que se são obscurecidos no curso dos milênios, ocorre de não sobreviverem a não ser como fragmentos esparsos, decaídos em costumes e … Continuar lendo Roma e o “Natal Solar” da tradição nórdico-ária

O Paganismo de Alain de Benoist e a Filosofia de Martin Heidegger

Em seu ensaio “Como ser um pagão”, Benoist nos convida a redescobrir as antigas fontes pagãs a partir das quais a grandeza futura pode fluir novamente. As chamadas religiões pagãs que durante vários milênios os povos da Europa praticaram constituíram um sistema de representações, de valores, de figuras específicas. Eles foram a estrutura e o apoio espiritual de numerosas culturas e grandes civilizações das quais … Continuar lendo O Paganismo de Alain de Benoist e a Filosofia de Martin Heidegger

O destino do mundo segundo os Indo-Arianos

“Todas as coisas na Terra são alcançadas pela destruição, pois sem destruição não pode haver geração. ” —  (Hermes Trismegistus). O artigo que será apresentado é uma coleção de textos hindus. Eu exponho as passagens e dou um pouco de forma, negrito as partes que parecem particularmente notáveis, comento até certo ponto e adiciono um par de apêndices meus. Não se deve interpretar esse texto literalmente, … Continuar lendo O destino do mundo segundo os Indo-Arianos