QUEM SOMOS

Olá, seja muito bem vindo o site O Sentinela! É um prazer tê-lo como leitor.

Afim de esclarecer o objetivo e pretensões do site, afirmamos que temos por objetivo a apresentação de artigos, ensaios, vídeos, documentários e demais material de variados temas, com especial enfoque no Revisionismo Histórico e Política de Terceira Posição e afins vistos sob uma ótica “não convencional” que não possui espaço na mídia de massas.

Essas prerrogativas se fazem necessárias pois uma vez que as perspectivas que a sociedade possui sobre determinados eventos não deve ser estática; a revisão histórica, o questionamento político e informativo é o aperfeiçoamento da sociedade como um todo pela busca pela verdade do seu passado, presente e futuro, partindo-se de um revez contra os agentes de manipulação político-histórica. O conhecimento, ainda que no ramo das Ciências Sociais, está sujeito a metodologia científica, ou seja, carece de pesquisa racionalmente conduzida e pautada por critérios objetivos. A tentativa de dogmatização, tornando o conhecimento estático, encontra resistência no próprio caráter dinâmico da Ciência como um todo. Quantos não foram os momentos em que a Humanidade reviu suas próprias assertivas em dado campo do conhecimento? É justamente essa a posição de nossa equipe: a apresentação de uma tese científica inovadora, orientando-nos pelos parâmetros de legalidade do ordenamento jurídico.

Não compactuamos com qualquer tipo de discriminação gratuita ou outra espécie de conduta delitiva. Não fazemos apologia a ideias que vão contra o principio da dignidade do ser e do coletivo. Nossa equipe é formada de grupo de livres pensadores!

Estamos amparados juridicamente pela atual legislação brasileira no que diz respeito à liberdade de  expressão e manifestação do pensamento:

Declaração Universal dos Direitos Humanos da ONU

Artigo XIX

Todo ser humano tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras. [fonte do texto]

Constituição da República Federativa do Brasil

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

V – o pluralismo político [fonte do texto]

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

IV – é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VIII – ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença [fonte do texto]

Art. 220º A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

2º – É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística. [fonte do texto]

Garantidos pela ordem constitucional brasileira, fundada na Dignidade da Pessoa Humana, firmou expressamente a garantia à expressão de opinião política, científica e ideológica. Pressuposto inquestionável do Estado Democrático de Direito é a proteção do indivíduo frente às arbitrariedades dos Governantes, principalmente quando estes se vinculam a grupos de influência escusos ou a minorias privilegiadas. Portanto, cercear a liberdade de expressão é contrariar os princípios máximos de sustentação da sociedade contemporânea, especialmente das chamadas “democracias ocidentais”.

Dúvidas? Entre em contato: [email protected]