Song Hongbing e A Guerra da Moeda: Sionistas cazares no controle do FED e o sistema monetário global

Nos ajude a espalhar a palavra:

Em seu livro “Currency Wars” (A Guerra das Moedas, 2007), bestseller na China, Song Hongbing desenvolveu o argumento de que os países ocidentais e particularmente os Estados Unidos são controlados por uma elite banqueiros internacionais, utilizando a manipulação da moeda para concentrarem a riqueza mundial.

Um dos focos da teoria que liga os cazares e o controle sionista dos centros de poder internacional é o fato de que o pai de Netanyahu, como Jabotinsky o ideólogo do sionismo, e todo o grupo liberal do Partido Likud e os Rothschild, têm a mesma ancestralidade cazar. Além da chance de que dos 13 bancos de Nova York, 10 estão nas mãos dos sionistas, cuja maioria são cazares. Além disso, a Reserva Federal dos Estados Unidos (FED), presidida hoje por Jerome Powell, é/foi fundamentalmente gerida por cazares, como Ben Shalom, Bernanke e Janet Yellen, que também tem ligações com o banco de Israel, governado por Stanley Fischer.

Receba nossas postagens por e-mail

Em seu livro, Song Hongbing também revela que a Reserva Federal dos Estados Unidos não é um departamento de funções do Estado, mas um conglomerado de bancos privados dedicado à família todo-poderosa de Rothschild e associados.

Os Rothschilds, que controlam quase todos os bancos centrais do mundo, também são cazares do Reno na região de Frankfurt. Segundo Alfredo Jalife, 70, analista política e médico cirurgião mexicano e de origem libanesa,  essa família carrega o escudo vermelho que tem um elemento atávico da luta mercenária que caracterizou os cazares antes de se converter ao judaísmo.

O estratagema de administrar as finanças do mundo ocidental vem dos irmãos Rothschild. E é aí que nasce a teoria de que eles enviaram vários deles para vários centros financeiros na Europa para tomar o banco. No entanto, a máquina de propaganda dos Rothschild e o controle exercido em praticamente todos os meios de comunicação ocidentais foram capazes de esconder que são eles que continuam a administrar o sistema financeiro global.

Através dos empréstimos de dólares para as nações em desenvolvimento para posteriormente desvalorizar sua moeda, causando crises financeiras como a da Ásia em 1997 e a da América Latina – entre outras – foram causadas por esse modelo.

O livro também afirma que a riqueza da família Rothschild totalizou 5 trilhões de dólares em 2007, enquanto a mídia convencional nos fez acreditar que Bill Gates é o homem mais rico do mundo no mesmo ano, com uma fortuna na época de 40 bilhões de dólares (hoje 94,1 bilhões).

Segundo Song, em 4 de junho de 1963, o presidente Kennedy assinou uma ordem executiva que delegava autorização ao secretário do Tesouro para emitir certificados em prata. A consequência disso foi que o Federal Reserve perdeu o monopólio do controle monetário, e Kennedy foi assassinado em novembro do mesmo ano. De acordo com Song, o colapso do sistema financeiro ocidental, e em particular da moeda fiduciária, é em si uma conspiração que se caracterizou pela abolição da moeda apoiada em favor da imposição da moeda fiduciária através da luta entre o cartel bancário. e os governos das nações ocidentais, que culminaram com a vitória dos primeiros que ainda controlam grande parte do mundo.


Fonte: Mente Alternativa

Publicado originalmente em 26 de julho de 2017.


CONFIRA NA LIVRARIA SENTINELA

Sentinela Mídia Independente
siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

2 thoughts on “Song Hongbing e A Guerra da Moeda: Sionistas cazares no controle do FED e o sistema monetário global”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.