Governo pelos genes? Todos os presidentes dos EUA, exceto dois, são descendentes diretos de rei inglês medieval

Nos ajude a espalhar a palavra:

O que Barack Obama, Thomas Jefferson, George W. Bush e os outros ex-presidentes dos EUA têm em comum? Além do cobiçado título de comandante-chefe, parece que todos, menos um, são primos.

A descoberta notável foi feita por BridgeAnne d’Avignon, de 12 anos, de Salinas, Califórnia, que criou uma árvore genealógica inovadora que conectou 43 dos 45 presidentes dos EUA a um ancestral comum e bastante inesperado: o rei João da Inglaterra.

“Todos eles têm a característica de querer poder”, disse d’Avignon à estação WFMY.

 

O rei João, também conhecido como John “Lackland”, [João, Sem Terra] é conhecido por assinar a Magna Carta em 1215, que limitou o poder do monarca e ajudou a formar o Parlamento Britânico.

A outra reivindicação de João para a fama, ou infâmia, é que ele foi descrito como o vilão nos contos de Robin Hood.

D’Avignon, uma aluna da sétima série da Monte Vista Christian School em Watsonville, começou o projeto na esperança de rastrear sua própria linhagem na França, mas em algum momento ao longo do caminho ela decidiu levar sua busca genealógica ao mais alto nível.

Para criar a árvore genealógica, a menina de 12 anos passou meses vasculhando mais de 500.000 nomes em busca do “Adão presidencial”.

Seu avô de 80 anos, que traça raízes há quase seis décadas, ajudou-a a estabelecer ligações presidenciais.

D’Avignon começou com o primeiro presidente dos EUA, George Washington, traçando suas linhas familiares masculina e feminina para fazer a conexão.

Antes da descoberta de d’Avignon, os genealogistas eram capazes de unir apenas 22 famílias de presidentes, provavelmente porque eles se concentraram apenas em linhagens masculinas.

O único ex-comandante-chefe não ligado ao rei João é o oitavo presidente, Martin Van Buren, que tinha raízes holandesas e o atual Donald John Trump, o 45º presidente dos Estados Unidos, cuja família é de um misto de origem alemã, escocesa, tcheca e eslovena.

 

A adolescente também descobriu que é prima de 18º Grau do presidente Obama. Ela até escreveu uma carta ao seu parente recém-encontrado para compartilhar suas descobertas com ele.

Até agora, no entanto, d’Avignon disse que recebeu apenas uma resposta genérica da Casa Branca.

 

João da Inglaterra conhecido como João Sem-Terra, nasceu em Oxford, 24 de dezembro de 1166. Filho mais novo do rei Henrique II (da dinastia dos Plantagenetas normandos) e da rainha Leonor da Aquitânia, inicialmente não tinha esperanças de herdar terras significativas. Ele tornou-se o filho favorito de seu pai após uma frustrada rebelião de seus irmãos mais velhos entre 1173 e 1174. João foi nomeado Lorde da Irlanda em 1177 e recebeu terras na Inglaterra e no continente. Seus irmãos mais velhos, Guilherme, Henrique e Godofredo, morreram jovens; quando Ricardo I Coração de Leão, tornou-se rei em 1189, João era um herdeiro em potencial. Tentou sem sucesso uma rebelião contra os administradores de Ricardo enquanto este participava da Terceira Cruzada. Mesmo assim, foi proclamado rei em 1199 depois da morte de Ricardo, chegando a um acordo com Filipe II em 1200 para reconhecer sua posse das terras angevinas.

Com a morte de Ricardo, foi o Rei da Inglaterra de 1199 até sua morte. João perdeu o Ducado da Normandia e muitas de suas outras possessões para o rei Filipe II em 1204, resultando na queda de quase todo Império Angevino e contribuindo para o crescimento da dinastia Capetingia no século XIII. A Primeira Guerra dos Barões no final de seu reinado levou à selagem da Magna Carta, um documento que algumas vezes é considerado como um dos primeiros passos rumo à Constituição do Reino Unido.

 

D’Avignon criou um pôster da árvore genealógica presidencial e começou a  vender cópias autografadas na esperança de arrecadar dinheiro suficiente para fazer uma viagem a Washington DC. A estudante do ensino médio disse na época que seu objetivo é entregar em mãos uma réplica de sua árvore genealógica ao presidente.

“Acho que voltamos todos para algum lugar; é apenas uma questão de provar”, disse ela.


Fonte: Dailymail
Texto original de Snejana Farberov
Publicado originalmente em 5 de agosto de 2012
Adaptação de texto pela edição deste site


VISITE A LIVRARIA SENTINELA

Sentinela Mídia Independente
siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.