Explicando o caso Kyle Rittenhouse e o tiroteio com o Black Lives Matter em Kenosha

Nos ajude a espalhar a palavra:

Muito tem se falado na mídia internacional a partir dos Estados Unidos, país do ocorrido, sobre o tiroteio na cidade estadunidense de Kenosha, Wisconsin (EUA), entre Kyle Rittenhouse e militantes do BLM (Black Lives Matter) na última terça-feira (25) durante protestos desses grupos. Mas muito que se passa na mesma mídia acaba sendo incompleto, de linguagem enganosa ou claramente tendenciosa como “atirador supremacista branco atira em manifestantes contra o racismo”. Esse tipo de narrativa e título somente tem o intuito de uma coisa, colocar o atirador como “supremacista branco”, ou seja, fazendo alusão a ideia de alguém intolerante, preconceituoso e racista, enquanto que os “manifestantes contra o racismo” seriam apenas pessoas de boa vontade protestando por justiça e igualdade para todos.

Enumeramos aqui oito pontos básicos para explicar o ocorrido a partir do que se sabe até agora e tudo aquilo que mostram os vídeos divulgados sobre o ocorrido antes e depois mostrando os eventos noticiados com desinformação pela mídia.

Motivos de se fazer um apanhado do que se sabe até agora

Sabemos de antemão que os mesmos grupos financeiros de poder e influencia que, através de suas diversas ONG´s (organizações não governamentais) e S.A.´s (sociedades anônimas) financiam esses movimentos progressistas de esquerda liberal para que atinjam a opinião pública de forma mundial através das corporações midiáticas com suas narrativas de “igualdade, não-fronteiras e antirracismo…” não estão nem um pouco interessados em justiça, igualdade ou felicidade popular, portanto, havendo claro interesse na manipulação da informação mundial e no controle das narrativas e o poder da persuasão política como um todo, desmantelando qualquer resposta nacional, verdadeiramente orgânica e de auto-defesa popular. O objetivo é não haver obstáculos para criação de suas ordens oligopolistas político-financeiras internacionais onde apenas o SEU PRÓPRIO CAPITAL se move como capitão dos mandos e desmandos do sistema por eles mesmos alimentado, tal como hoje já o é, porém, aquilo que se deseja no futuro, parece ser algo bem mais extremo, onde não haja noção alguma de comunidade e pertencimento do indivíduo, mas apenas o indivíduo e suas necessidades de consumo.

Assim, se faz presente um artigo esclarecedor para que se possa tentar explicar os eventos ocorridos … longe do foco midiático corporativo da qual não somente as pessoas comuns são obrigadas a ingerir, mas da qual os próprios ditos “justiceiros, combatentes contra o sistema” presentes entre apoiadores de ideias como o Black Lives Matter tiram suas “informações”.

Agora, falaremos dos oito pontos enumerados pela página The Floating Axe head Page, no Facebook e com alguns incrementos de nossa edição sobre o caso.

1 – Kyle Rittenhouse aparece armado para proteger os postos de gasolina ou o que for. Ele está em vídeo falando sobre como eles vão usar força letal porque eles assumem que é isso que os manifestantes vão fazer

Kyle é perguntado por um repórter o que ele está fazendo ali e ele diz essencialmente estar protegendo os estabelecimentos e prestar serviços médicos com o seu kit de primeiros socorros. Ele afirma que a razão pela qual ele tem uma arma é para sua própria proteção. No primeiro vídeo os seus olhos estão lacrimejando e ele está os piscando profusamente pois o mesmo diz que foi pulverizado por alguém na multidão em algum momento e não respondeu com força letal. É no contexto desta discussão sobre spray de pimenta onde lhe perguntam como ele respondeu a esse incidente quando diz que todas as suas armas são letais.

2 – Ele e sua equipe teriam começado apontando suas armas para provocar manifestantes?

Em todos os vídeos mostrados até agora, os homens da milícia não apontam armas e estão a mantê-los apontados para baixo. Parecia haver tensão, bem como relações pacíficas e até cooperação/ solidariedade entre os indivíduos da milícia civil e os manifestantes contra a polícia. Há registro de um cara da milícia dizendo aos manifestantes que eles não concordam com o que a polícia está fazendo chamando isso de “treta”.

Em um vídeo, Kyle é visto passando pelas multidões de manifestantes buscando quem precisar de cuidados médicos. Também houve empurrões gritaria no posto de gasolina (onde um dos homens que Kyle mais tarde deu um tiro, um de cabeça raspada, na cabeça está a dizer ‘atirou em mim, um cara da milícia!’). Mas não parece haver testemunho ou registo que mostre Kyle ou qualquer um dos milicianos apontando suas armas para ninguém preventivamente.

Joseph Rosenbaum, o homem que mais tarde foi baleado por Kyle Rittenhouse depois de persegui-lo e atirar-lhe um objeto, apareceu em vídeo tentando pôr fogo no posto utilizando as lixeiras do estabelecimento. Um homem no posto de gasolina apagou o fogo com um extintor a que Joseph responde dizendo: “F*** você. Isso é treta. Por que você fazendo isso?”

Os manifestantes então vão de encontro aos civis da milícia que se apoiam e mantêm as suas armas apontadas para baixo. Rosenbaum continua contra eles tentando agredi-los em várias ocasiões.

Em outra filmagem, Kyle corre com extintor de incêndio (presumivelmente para apagar fogo) para apagar incêndios que foram supostamente o que fez com que manifestantes como Joseph Rosenbaum começassem a confrontar a milícia.

3. Um homem alvejado por Kyle o perseguiu antes com uma “sacola” ou algo do tipo como resultado de Kyle e sua equipe começarem a apontar armas e a provocar os manifestantes, mas não se tratava de armas de dano como coquetel Molotov pois não tinha peso e não explodiu, portanto, um ataque desproporcional de Kyle contra o “manifestante”?

A escalada violenta parecia ter ocorrido na concessionária de carros onde manifestantes estavam destruindo propriedade. Houve tiros disparados de várias armas diferentes segundo o The New York Times. No vídeo, é claro que o primeiro tiro não foi de Kyle. Não está claro quem disparou primeiro, se foi um tiro de aviso ou um tiro contra Kyle, ou o que fez os manifestantes começarem a persegui-lo à volta da concessionária de carros lhe atirando coisas.

Um dos homens a perseguir Kyle e atirar-lhe um objeto era um dos Kyle atirou. É verdade que o objeto pode não estar pegando fogo ou pode ser a iluminação, etc., que o fez parecer fogo. Não está bem claro. Mas não parece um saco de plástico vazio pois quem seria tão estúpido perseguir um homem com um fuzil e atirar-lhe um saco vazio, desses de supermercado? De qualquer forma, Kyle estava sendo perseguido por vários indivíduos. Ele não disparou primeiro. Claramente, havia muita confusão acontecendo.

Receba nossas postagens por e-mail

Fica a impressão de que na confusão, enquanto Kyle estava sendo perseguido por pessoas, tendo pelo menos um objeto atirado nele, e ouvindo tiros de armas, ele deduziu que eles estavam tentando matá-lo. Ele virou-se e atirou no homem que o estava a perseguir.

Na verdade, poderia ter sido uma variante de um molotov. O manual de campo anarquista tem uma bomba de fogo chamada “incendiary lunch bomb”, mas estes dispositivos geralmente falham devido sua precariedade. O júri ainda não sabe o conteúdo que havia dentro da sacola.

4. Ele escapa, foge e depois vira-se e atira noutro homem a cerca de 7 metros de distância, batendo-lhe uma vez depois de disparar seis a dez vezes?

Kyle não foge imediatamente. Ele fica ao lado do homem moribundo por 30 segundos e fez uma chamada para alguém dizendo que ele acabou de matar alguém enquanto manifestantes correm de volta para o local do tiroteio e outros lhe dizem para “sair dali”.

5. Manifestantes perseguem-no… Depois de tropeçar e ser subsequentemente chutado por um primeiro manifestante, um segundo manifestante carregando um skate corre para a frente e tenta tirar o fuzil de Rittenhouse, mas sem sucesso?

Eles fazem mais do que simplesmente persegui-lo. É ele posto contra uma multidão de pessoas. Ele é atingido na cabeça várias vezes enquanto tenta fugir. Ele titubeia e cai, levando um pontapé na cabeça. Kyle dispara um tiro contra o homem que lhe deu um pontapé e sente falta. Então um homem com um skate apressou-se e bateu-lhe na cabeça com o objeto. Depois de acertar-lhe na cabeça, o homem tenta pegar sua arma. Kyle está no chão e atira contra os que o agridem.

6. À medida que o segundo manifestante foge, Rittenhouse atira nele pelas costas?

Ele não lhe deu um tiro nas costas, deu-lhe um tiro no estômago. O homem do skate não estava a tentar fugir. Ele estava a tentar tirar a sua arma. Ele parece ter sido baleado no peito ou no lado enquanto pairava sobre o Kyle com as mãos ainda agarrando o cano da arma.

7. Um terceiro manifestante, um paramédico, ao aproximar-se para ajudar o que ele pensava ser uma pessoa ferida deitada na rua (Rittenhouse) de repente encontra Rittenhouse a atirar no segundo manifestante, depois virando e apontando a sua arma para ele enquanto o primeiro manifestante desmaiou fora do quadro…?

Não é preciso. O terceiro homem que foi baleado no braço aproxima-se do Kyle com uma arma apontada na mão. Ele não o tirou quando alegadamente “percebeu” que Kyle era o atirador. Ele correu em cima dele com a arma aposta e apontou-a para ele. Ainda no chão, Kyle atira no braço do homem.

8. À medida que o segundo manifestante de 26 anos que inicialmente tentou desarmar Rittenhouse morre na rua, o paramédico tira uma arma para se defender de Rittenhouse?

Errado novamente. A arma já estava desenhada enquanto o homem apressou Kyle com ela.

Conclusão

Não podemos classificar isto como homicídio. o que vimos até agora é inconsistente com homicídio e não é inconsistente com autodefesa nos três tiroteios.

Ele tinha o direito de proteger a propriedade do proprietário do negócio, mesmo que não fosse dele. Ele não disparou os primeiros tiros. Em cada vídeo, incluindo o primeiro – crucial -, Kyle repetidamente tenta recuar antes de qualquer coisa. Estando fortemente em desvantagem, ele dispara apenas depois de ser perseguido e atacado.

Kyle Rittenhouse, que segundo a imprensa mundial, incluindo a brasileira, é um “supremacista branco”, aqui o vemos limpando os grafites da galera do “mais amor por favor”. Crédito: Facebook

É possível que mais provas possam surgir que que afirmem que ele era o agressor inicial e estava apontando sua arma para as pessoas preventivamente, mas, mesmo se ou até isso surgir, uma reivindicação de autodefesa ainda sim seria credível.

Kyle Rittenhouse é um adolescente de 17 anos. A queixa criminal contra ele foi divulgada na última quinta-feira (27) na qual os promotores afirmam que a primeira pessoa na qual o jovem atirou, identificada como Joseph Rosenbaum, parecia estar desarmada durante o vídeo analisado pelos investigadores.

Rittenhouse foi acusado judicialmente de homicídio doloso pela morte de Rosenbaum, assim como pelo assassinato de Anthony Huber. Segundo a procuradoria, Huber tentou alcançar a arma de Rittenhouse antes de levar um tiro.

Caso seja condenado, o jovem pode pegar prisão perpétua apenas pelo homicídio doloso de Huber. Ele também vai responder por posse de uma arma perigosa sendo menor de idade.

O caso aconteceu na última terça-feira (25), durante protestos na cidade americana de Kenosha, em Wisconsin (EUA) durante a terceira noite de protestos promovidos por grupos BLM (Black Lives Matter), cuja justificativa seria a violenta abordagem policial contra Jacob Blake, que está paralisado após ser atingido por pelo menos sete tiros por um policial branco.


CONFIRA NA LIVRARIA SENTINELA

Sentinela Mídia Independente
siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.