Brasil: Bancos lucram R$ 15,6 bilhões amais no 3º trimestre

Nos ajude a espalhar a palavra:

O valor é 28% maior que o registrado no período anterior (R$ 12,164 bilhões), apesar de ser 19,2% menor que os R$ 19,277 bilhões do mesmo período em 2019

O lucro líquido somado de Itaú Unibanco, Santander, Bradesco e Banco do Brasil – quatro dos principais bancos no Brasil – foi de R$ 15,582 bilhões no terceiro trimestre deste ano, segundo reportagem do UOL.

O valor é 28% maior que o registrado no período anterior (R$ 12,164 bilhões), apesar de ser 19,2% menor que os R$ 19,277 bilhões do mesmo período em 2019.

Levantamento divulgado pela reportagem mostra que se trata do melhor resultado de 2020 – o lucro conjunto dos quatro bancos foi de R$ 13,762 bilhões e R$ 12,164 bilhões, no primeiro e segundo trimestre, respectivamente.

Em termos nominais — sem considerar a inflação —, o maior valor já alcançado desde o início da série, em 2006, foi o do quarto trimestre de 2019: R$ 21,807 bilhões.

Entre os quatro, o Itaú é o que registrou o maior lucro no terceiro trimestre, R$ 4,492 bilhões, seguido por Bradesco (R$ 4,194 bilhões), Santander (R$ 3,811 bilhões) e Banco do Brasil (R$ 3,085 bilhões).

VISITE NOSSA LIVRARIA

Já a mediana do ROE (Rentabilidade sobre o Patrimônio), um indicador da lucratividade dos bancos, ficou em 13,58% no período, o mais baixo do ano e ainda sim, somente o quarto menor resultado da série histórica. No primeiro e no segundo trimestres, o índice foi de 17,89% e 15,44% respectivamente. De maneira individual, a análise do ROE mostra o Santander na liderança pelo quinto trimestre consecutivo, com 17,71%. Depois, aparecem Banco do Brasil (14,77%), Itaú (12,39%) e Bradesco (11,64%).

Blindagem contra calote garantida

Nos quatro bancos, as PDD (Provisões para Devedores Duvidosos), que servem de reserva para possíveis calotes, somaram R$ 20,708 bilhões no terceiro trimestre deste ano, montante 21,8% inferior ao do período anterior (R$ 26,494 bilhões). Em comparação com o terceiro trimestre de 2019 (R$ 15,252 bilhões) houve crescimento de 35,8%. O maior valor reservado para PDD para um 3º trimestre foi registrado em 2015, ainda de acordo com o levantamento. À época, esse montante era de R$ 27,740 bilhões. O Banco do Brasil é o que acumulou maior reserva para calotes no terceiro trimestre, com R$ 6,716 bilhões, à frente de Itaú (R$ 5,449 bilhões), Bradesco (R$ 5,405 bilhões) e Santander (R$ 3,139 bilhões).

Esses resultados são sinais de eficiência do setor privado ou o resultado da própria corrupção bilionária da máfia bancária?

Segundo a Auditoria Cidadã da Dívida, esse resultado não é obra do acaso ou sinal de “eficiência” do setor em plena pandemia, quando milhões de empresas quebraram e milhões de pessoas perderam seus empregos.

Esse lucro é o resultado dos privilégios concedidos ao setor, que recebeu pacote de liquidez de R$1,2 trilhão (23/3/2020) e não emprestou o dinheiro, passando a lucrar ainda mais com a remuneração da sobra de caixa, feita diariamente e com toda generosidade pelo Banco Central aos bancos.

VISITE NOSSA LIVRARIA

Não satisfeitos com tantos benefícios e doações via Estado, esses oligopólios financeiros no caso privado são as principais instituições que pressionam por reformas e ajustes fiscais! Não esquecer que o governo e o Banco Central criaram projeto de lei para salvar bancos em caso de crise e lavar seu dinheiro em títulos podres de dívidas não pagas através do uso irrestrito do Tesouro.

O ajuste fiscal visa garantir ainda mais recursos públicos para os serviços da dívida, que tem sido usada e abusada para repassar dinheiro público aos bancos diariamente.

A destruição do Estado por meio da PEC 32 abre ainda mais espaço para atuação do setor privado e negócios fraudulentos, como tem sido provado no Rio de Janeiro com as privatizações na área da saúde e instalação das OS conhecidas como os das “rachadinhas”.

Por isso o atual governo defende privatizações e ajuste fiscal, mostrando seu claro comprometimento com o mercado financeiro e os bancos, em detrimento dos direitos sociais previstos na Constituição.


VISITE NOSSA LIVRARIA

Sentinela Mídia Independente
siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.