Arquivos do FBI mostram que Lord Mountbatten, assassinado pelo IRA, era um pedófilo

Nos ajude a espalhar a palavra:

Os arquivos do FBI sobre o tio do príncipe Charles, Lord Mountbatten, morto por uma bomba do IRA há 41 anos, o descrevem como “homossexual com uma perversão para meninos”.

Ao longo da vida de Lord Mountbatten, e nos anos após sua morte em um atentado do IRA em 27 de agosto de 1979, rumores surgiram sobre seus casos extraconjugais.

Um dossiê do FBI sobre Mountbatten, lançado em 2019, graças a um pedido de liberdade de informação, revela informações chocantes sobre o rei que foi mentor de seu sobrinho-neto, o príncipe Charles.

Os arquivos da inteligência de 75 anos descrevem Louis Mountbatten, o primeiro conde da Birmânia, e sua esposa Edwina como “pessoas de moral extremamente baixa” e contêm informações que sugerem que Lord Mountbatten era um pedófilo com “uma perversão em meninos”.

1922: Louis Francis Victor Albert Nicholas, I Conde Mountbatten da Birmânia (1900 – 1979) no dia de seu casamento com Edwina Cynthia Annette Ashley. Foto: Hulton Archive/Getty Images

Oficiais da inteligência estadunidense começaram a compilar o dossiê em 1944, depois que Mountbatten foi nomeado comandante supremo aliado do sudeste da Ásia. Eles foram obtidos por meio de um pedido do  historiador britânico Andrew Lownie, cujo livro, “The Mountbattens: their Lives & Loves”, será publicado em 22 de agosto.

Quando a Baronesa Decies, Elizabeth de la Poer Beresford, estava sendo entrevistada pelo FBI sobre outro assunto, ela levantou preocupações sobre Lord Mountbatten.

SAIBA MAIS

De acordo com o The Times o arquivo diz: “Ela afirma que, nesses círculos, Lord Louis Mountbatten e sua esposa são considerados pessoas de moral extremamente baixa.

“Ela afirmou que Lord Louis Mountbatten era conhecido por ser um homossexual com uma perversão em meninos.

“Na opinião de Lady Decies, ele é um homem incapaz de dirigir qualquer tipo de operação militar por causa dessa condição. Ela afirmou ainda que sua esposa, Lady Mountbatten, era considerada igualmente errática”.

28 de março de 1947: Lord Louis Mountbatten, primeiro conde Mountbatten da Birmânia (1900-1979), recebe a saudação do guarda-costas do governador geral na casa do vice-rei em Nova Delhi, ao assumir sua posição como vice-rei da Índia. Foto: Keystone / Getty Images

A entrevista foi assinada por “EE Conroy”, chefe do escritório de campo de Nova Iorque, que escreveu que ela “parece não ter nenhum motivo especial para fazer as declarações acima”.

O livro de Lownie também inclui uma entrevista com Anthony Daly, o qual trabalhou como assistente de aluguel para os ricos e famosos de Londres durante os anos 1970. Daly afirma que “Mountbatten tinha uma espécie de fetiche por uniformes – belos rapazes em uniformes militares (com botas de cano alto) e belos meninos em uniforme escolar”.

Receba nossas postagens por e-mail

A Newsweek especulou se a série da Netflix The Crown, que não se esquivou de abordar escândalos e rumores reais no passado, abordará a questão da amizade de Lord Mountbatten com o DJ Jimmy Savile. Centenas de acusações de abuso sexual predatório e pedofílico contra Savile foram investigadas após sua morte em 2011:

“Não está claro se [a série da Netflix] The Crown irá abordar a amizade de Mountbatten com Savile, às vezes ligada à investigação de Kincora Boys ‘Home na Irlanda, uma escola que muitos acreditam abrigar uma rede de pedofilia para homens britânicos poderosos. O show certamente criou rumores sobre o família real, mas mesmo insinuar que Mountbatten (ou Charles) sabia que seu amigo Savile tinha intenções sombrias seria uma atitude ousada – talvez até condenável”.

Mountbatten passava férias todo verão no castelo Classiebawn em Mullaghmore Harbor, no condado de Sligo. Em 27 de agosto de 1979, ele foi morto em um ataque a bomba realizado pelo IRA.

Policial irlandês examinando os destroços do barco Shadow V em que Earl Mountbatten estava quando foi explodido pelo IRA em 1979

Ele tinha, junto com a família e amigos, embarcado em uma expedição de pesca e cultivo de lagosta quando uma bomba a bordo foi detonada a apenas algumas centenas de metros do porto.

Ele morreu devido aos ferimentos, junto com seu neto Nicholas Knatchbull (14), o menino local Paul Maxwell (15), que ajudava no barco, e Lady Brabourne (83), a sogra de sua filha mais velha.

O príncipe Charles, que descreveu Lord Mountbatten como “o avô que eu nunca tive”, visitou o local de seu assassinato em 2015.


Fonte: Irish Central

Originalmente publicado em 2019 e atualizado em 20 de julho de 2020


CONFIRA NA LIVRARIA SENTINELA

Sentinela Mídia Independente
siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.