Armênia chama embaixador para cobra explicação sobre envio de armas de Israel ao Azerbaijão

Nos ajude a espalhar a palavra:

A Armênia chamou seu embaixador em Israel para consultas sobre o fornecimento de armas israelenses ao Azerbaijão, anunciou o Ministério das Relações Exteriores armênio na quinta-feira (01) passada.

Em coletiva de imprensa, a porta-voz da chancelaria armênia, Anna Naghdalyan, qualificou como inaceitáveis os fornecimentos de armas por Israel ao Azerbaijão no contexto de crescentes conflitos na região de Nagorno-Karabakh.

“O Ministério das Relações Exteriores tomou a decisão de chamar para consultas o seu embaixador em Israel”, destacou a funcionária do governo armênio.

LEIA MAIS

No último dia 27 de setembro, Nagorno-Karabakh voltou a ser palco de uma escalada de confrontos entre forças da Armênia e do Azerbaijão. A região é foco de conflitos desde 1988, quando este território com uma população predominantemente armênia decidiu se separar da então República Socialista Soviética do Azerbaijão.

Os militares azeris têm usado drones Harop de fabricação israelense durante o recente aumento na violência com a vizinha Armênia, disse Hikmet Hajiyev, assistente do presidente do Azerbaijão, em entrevista ao jornal israelense Walla na quarta-feira (30).

Na entrevista, Hajiyev disse que seu país usou drones israelenses, incluindo munições vagabundas, ou “drones kamikaze”, nas recentes rodadas de combate e elogiou sua eficácia.

“Tiremos o chapéu para os engenheiros que o projetaram”, disse Hajiyev. Ele também disse que os azeris “apreciam muito a cooperação com Israel, especialmente a cooperação de defesa”.

Israel e o Azerbaijão desfrutam de acordos de segurança e importação e especula-se que Israel forneça 60 por cento do armamento militar azeri, enquanto o Azerbaijão fornece uma grande quantidade de combustível natural para o Estado judeu.

Questionado se estava desapontado com o silêncio de Israel em relação aos recentes combates, Hajiyev disse inequivocamente: “Não, não, Israel e o Azerbaijão entendem nossa situação”, e citou os múltiplos acordos entre as duas nações.

Questionado sobre avistamentos recentes de aviões de carga azeri que supostamente pousaram em bases militares israelenses, e se Israel estava fornecendo ao Azerbaijão armas para a atual rodada de combate, Hajiyev disse que não pensava assim e ignorou a questão, citando os acordos de defesa entre as duas nações, e observando que não são um segredo.

Nos últimos dias, um “trem aéreo” de aviões de carga afiliados ao ministério da defesa azeri partiu para Israel. De acordo com aplicativos de radar de voo, os aviões de carga pararam na base aérea de Ovda, no sul de Israel, antes de partir para o Azerbaijão.


VISITE A LIVRARIA SENTINELA

 

Sentinela Mídia Independente
siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.