Alain Soral é libertado após súbita prisão preventiva

Nos ajude a espalhar a palavra:

Segundo seu site oficial, o presidente da Égalité et réconciliation Alain Soral foi preso em Paris na terça-feira, 28 de julho de 2020 no final da tarde. Apenas no domingo, dia 30 de julho, Alain foi solto. O juiz investigador não recorreu ao juiz da liberdade e detenção. Consequentemente, Alain Soral encontra sua liberdade até sua aparição.

Alain Soral foi detido na terça-feira, 28 de julho de 2020, no final da tarde por quatro indivíduos que se declararam policiais não uniformizados. Por volta das 22 horas (horário de Brasília), Alain Soral foi interceptado no meio da rua por quatro indivíduos em roupas civis (três homens e uma mulher). Até mesmo sua casa foi revistada. Ainda mais curioso, é que Soral foi preso sem acusações claras e específicas. E a prisão cautelar, que era para ser de 24 horas, foi estendida.

SAIBA MAIS

Segundo seus advogados, ele foi preso como parte de uma investigação preliminar por uma ofensa à imprensa: “Provocação para cometer um crime ou ofensa contra os interesses da nação” (artigo 24, parágrafo 4, da lei de 29 de julho de 1881 ) Os delitos em questão incluem, por exemplo, fornecer informações falsas, conspiração, movimento insurrecional, levantamento de forças armadas etc…

Alain Soral saindo da prisão onde estava preventivamente em Paris, cidade onde reside. Foto: Égalité et réconciliation

Soral foi levado perante um juiz de instrução. Embora ele devesse ter sido convocado mais tarde para uma aparição, Alain Soral foi imediatamente e excepcionalmente indiciado. O promotor público solicitou a prisão preventiva.

O artigo 52 da lei de 29 de julho de 1881 prevê detenção provisória por incitação a crimes e ofensas que afetem os interesses da nação.

Se o juiz de instrução apreender o juiz de liberdade e detenção e esse pedido for concedido, Alain Soral corre o risco de ficar preso por um período indeterminado.


Fonte: Egalité et Reconciliation

Publicado originalmente em 30 de julho de 2020


CONFIRA NA LIVRARIA SENTINELA

Sentinela Mídia Independente
siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.