Cartas de um Solícito Acompanhante – Jonas Otávio Bilda

R$65,00

  • ISBN: 978-85-5996-900-9
  • 452 Páginas

Livro epistolar. A tradição reconhece em Horácio uma das fontes de onde brotou a epistolar clássica, ao lado de Plínio, Sêneca, Cícero, Ovídio e Varrão. Conservou-se este legado no medievo pelas mãos de Gregório Magno, Pseudo-Dionísio e Abelardo até alcançar Petrarca e toda a Renascença. A resistência à teorização manteve o gênero a salvo da tirania instituída e em deliciosa liberdade. Aqui, a forma poética das exposições que transitam entre o idílico, o onírico, o crítico e o sistemático busca restaurar o estilo originário do pensar antes da alcunha por philosophicus.

Categoria:

Descrição

Nos ajude a espalhar a palavra:

Este é um livro epistolar.

A tradição reconhece em Horácio uma das fontes de onde brotou a epistolar clássica, ao lado de Plínio, Sêneca, Cícero, Ovídio e Varrão. Conservou-se este legado no medievo pelas mãos de Gregório Magno, Pseudo-Dionísio e Abelardo até alcançar Petrarca e toda a Renascença. A resistência à teorização manteve o gênero a salvo da tirania instituída e em deliciosa liberdade. Aqui, a forma poética das exposições que transitam entre o idílico, o onírico, o crítico e o sistemático busca restaurar o estilo originário do pensar antes da alcunha por philosophicus. No mais, ver-se-á que não me limitei a imitar os antigos nem em estilo ou conteúdo. Harmonia e entendimento, ritmo e imagem, compõem o que chamo por filosofia poética. A exposição capitular em ciclos prefigura uma interdependência existencial numa relação arquitetônica semelhante à de um templo grego. Tome-se o Templo de Ártemis em Éfeso como exemplo: O peregrino ergue os olhos, antes de subir a estereóbata, para contemplar o mito enarrado no frontão, sustidão sob delicados frisos no entablamento. Este é o Ciclo de Literatura no qual se abrem as vias do modo poético de ser. A elevação de si a cada degrau sobre o socalco até atingir a entrada do templo, no pronau, o põe diante do mistério no silêncio do pressentimento sagrado. É o Ciclo de Educação, momento de conjugação entre pensar, cultivar e criar. Adiante as galerias de colunas jônicas se estendem e imergem até o centro repousante. A cada passo audacioso, estádios, períodos, pontos, intervalos prenunciam o encontro com o divino. Assim prossegue o Ciclo do Trabalho Intelectual, cauteloso e reverente, conquistando um modo de ser próprio para o obrar do pensamento. É, por fim, à meia-luz do naos que sobre o altar as faces do inquietante mistério, do frescor virginal e da pureza inocente reúnem a totalidade do mundo naquilo que intimamente move o homem. Eis o Ciclo da Moral que provoca a crise existencial e inflama revelações que, pelo reencontro espiritual, orientam a criação de valores para o novo homem. Encontrando lugar, destino e sentido, redimindo-se perante a própria consciência, o caminhante pode agora seguir viagem, com um grato meneio de cabeça, com a força necessária para adentrar a eternidade que se faz no tempo.

Inspirado pela ensaística livre de Montaigne, assim subscrevo-o: segue uma obra de boa-fé sem pretensão de glória pública que, ilustrando meus humores, defeitos e ideias sem os artifícios acadêmicos, ajudará na preservação mais viva e completa de meu ser, ao que este se perder, entre amigos e familiares. Refletiu Casimiro de Abreu que os poetas jovens são como vozes menores perdidas meio ao retumbar da orquestra frondosa, cujo mais valioso mérito é o de não se renderem ao silêncio. Pois bem. São estas letras os primeiros gorjeios do sabiá, pelos quais, como um novel Álvares de Azevedo, hei de obter vossa afável condescendência dantes advertindo, ó vós críticos de gosto severo, que primeiro ouçam este hino até o seu fim.

Siga em:

Sentinela

Site formado em 2013 com foco em história não oficial do Brasil e geral, política, filosofia, economia, cultura e etc.

Com foco geral em análises de um ponto de vista da Terceira Posição Política e do Revisionismo histórico, nossa missão e visão consiste em trazer a verdade (assim como questioná-la, já que nenhuma verdade é absoluta) sobre uma ótica diferente do habitual.

Pense diferente.
Siga em:

Últimos posts por Sentinela (exibir todos)

Nos ajude a espalhar a palavra:

Informação adicional

Ano

2018

Autor

Jonas Otávio Bilda

Edição

1ª edição

Editora

Multifoco

Você também pode gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.