Paul Craig Roberts: A intervenção do Banco Central atende a um por cento

Nos ajude a espalhar a palavra:

Os trapaceiros que dirigem o sistema financeiro ocidental configuram o mercado de ouro de uma forma que lhes permite controlar o preço. O ouro não é cotado no mercado de ouro físico onde o ouro é comprado e vendido. O ouro é precificado em um mercado de futuros, onde contratos descobertos que são liquidados em dinheiro são comprados e vendidos. Como os contratos futuros não precisam ser cobertos da mesma forma que as ações a descoberto, os agentes dos bancos centrais podem criar ouro em papel imprimindo contratos a descoberto. Em outras palavras, é possível inflar a oferta de ouro no mercado em que o preço do ouro é determinado pelo dumping [1] de contratos futuros no mercado. O enorme aumento na oferta de ouro em papel reduz o preço futuro do ouro. Esta política ocidental é estúpida, porque reduz o preço do ouro real para os principais compradores asiáticos – China, Índia e Turquia. Mas a política protege o valor do dólar norte-americano, evitando um aumento do preço do ouro, que mostraria a crescente falta de confiança nas moedas de papel fiduciário.

Os bancos centrais da Europa, do Reino Unido e do Japão protegeram a taxa de câmbio do dólar estadunidense em relação a outras moedas de reserva, entregando-se eles próprios a flexibilização quantitativa. Com todas as moedas fiduciárias inflando, as taxas de câmbio permanecem relativamente estáveis. Os bancos centrais evitam o aumento do preço do ouro imprimindo ouro em papel para o mercado de ouro em papel.

SAIBA MAIS

Em minha opinião, o bitcoin [2] é o beneficiário dessa manipulação dos preços do ouro e das moedas fiduciárias. A oferta de bitcoins não pode aumentar, e os bitcoins não têm preços em mercados futuros que permitem a venda a descoberto.

Dave Kranzler explica a retirada do ouro do banco central de hoje. Para proteger seu próprio comportamento irresponsável e provavelmente ilegal, os bancos centrais estão comprometidos com uma política que frustra os esforços das pessoas para encontrar refúgio no ouro da inflação do papel-moeda fiduciário. A política dos bancos centrais prova que a elite trabalha assiduamente contra os interesses do povo.

Por que as pessoas toleram os bancos centrais que atendem apenas a um por cento? Thomas Jefferson entendeu isso assim como o presidente Andrew Jackson, mas no mundo ocidental a despreocupação substituiu a inteligência. O Um por cento sabe o que está fazendo. Os 99 por cento estão presos em Matrix.

Aqui está a explicação clara de Kranzler sobre a manipulação dos mercados de ouro pelos bancos centrais. Claro, nada será feito sobre os crimes, pois são crimes contra os 99% desamparados, uma coleção de “deploráveis”. Quem se importa com eles? Certamente nenhum governo ocidental.


Fonte: Paul Craig Roberts Institute for Political Economy

Publicado originalmente em 26 de junho de 2017

Tradução de Leonardo Campos


Nota

[1] Nota da edição: O “dumping” é uma prática comercial que consiste em uma ou mais empresas de um país venderem seus produtos, mercadorias ou serviços por preços extraordinariamente abaixo de seu valor justo para outro país (preço que geralmente se considera menor do que se cobra pelo produto dentro do país exportador), por um tempo, visando prejudicar e eliminar os fabricantes de produtos similares concorrentes no local, passando então a dominar o mercado e impondo preços altos. É um termo usado em comércio internacional e é reprimido pelos governos nacionais, quando comprovado. Esta técnica é utilizada como forma de ganhar quotas de mercado.

[2] Nota da edição: O Bitcoin (sigla BTC) é a moeda digital mais importante que é usada na rede mundial para transações de pagamento. As unidades (inteiras) da moeda são geralmente chamadas de bitcoins. O experimento com moeda alternativa foi iniciado anonimamente em 3 de janeiro de 2009 , o originador ainda é desconhecido.

A capitalização de mercado, convertida em dólares do Fed, está na faixa de bilhões de três dígitos. Os defensores vêem o Bitcoin como uma alternativa gratuita ao dinheiro fiduciário dos bancos centrais, enquanto os críticos enfatizam os perigos de uma moeda de rede global que não é geralmente aceita e sujeita a fortes flutuações nas taxas de câmbio.


CONFIRA NA LIVRARIA SENTINELA

Paul Craig Roberts
Siga em:
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × quatro =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.