[Vídeo] Roy Howard Beck: Método Gumballs, a inutilidade das “políticas humanitárias” de migração

Nos ajude a espalhar a palavra:

Roy H. Beck, nascido em 1948 e formado em jornalismo pela Universidade do Missouri atual na áreas como jornalista e analista de políticas públicas por três décadas fundando e atuando como presidente da “NumbersUSA” em 1997. Ele é ex-chefe de gabinete do “Washington D.C Booth News papers” e um dos primeiros repórteres do jornal do meio ambiente, antes com o “The Grand Rapids Press e The Cincinnati Enquirer” além de editor da revista John Tanton The Social Contract e um falante frequente sobre questões de população, trabalho e imigração.

Beck ganhou prêmios nacionais durante a década de 1970 por sua cobertura de questões de expansão urbana, incluindo honras da Agência de Proteção Ambiental dos EUA e da Liga Izaak Walton. Além da defesa da redução da imigração, grande parte de seu trabalho centra-se no planejamento urbano e nas questões relacionadas à expansão.

O artigo de Beck, de abril de 1994, no Atlantic Monthly, “The Ordeal of Immigration in Wausau“, trouxe atenção da mídia nacional para a questão da imigração em massa. Beck também atuou como porta-voz da “Coalition for the Future American Worker” e escreveu o livro “The Case Against Immigration“, juntamente com uma série de estudos menores que ligam a imigração em massa à expansão urbana.

Beck ganhou atenção a partir do final dos anos 1990 através da apresentação onde usa bolinhas coloridas (gumballs) para ilustrar a inafabilidade da imigração como uma ferramenta erroneamente usada para aliviar a pobreza mundial. A conclusão é ajudar os empobrecidos onde estão, em vez de exportá-los para países mais ricos.


O Sentinela Vídeos
siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.