Until the light takes us: documentário completo legendado

Nos ajude a espalhar a palavra:

Informações técnicas

Nome original: Until the light takes us [Até que a luz nos leve]
Origem: EUA, Noruega
Direção: Aaron Aites, Audrey Ewell
Duração: 94 min.
Distribuição: Variance Films
Idioma: Inglês, norueguês
Legendas: Português brasileiro
Formato desta reprodução: MP4
Ano: 2007/2008
Lançamento DVD: 19 de outubro de 2010
Estrelando: Varg Vikernes, Gylve Nagell, mais.

Receba nossas postagens por e-mail

Sinopse

O longa “Until the light takes us” [Até que a luz nos leve] é uma produção estadunidense de 2008 e lançado em 4 de dezembro de 2009, sobre o fenômeno da origem e verdadeiro significado do Black Metal Norueguês pelos diretores Aaron Aites e Audrey Ewell.

O vídeo tem como personagens principais Gylve “Fenriz” Nagell [baterista da banda Darkthrone], mostrando seu cotidiano, e Varg “Count Grishnackh” Virkenes [ex-Mayhem e Burzum, seu projeto solo], que depõe sobre seu projeto musical, ideologia, ativismo durante o período em que esteve preso pelo assassinado de “Euronymous”, pseudônimo de Øystein Aarseth, guitarrista norueguês que atuou principalmente na banda Mayhem e um pioneiro no heavy metal nórdico e um dos formadores da cena do black metal norueguesa.

Através de uma série de entrevistas, o filme narra a relação entre os dois, bem como o relacionamento de cada um deles com o gênero que ajudaram a criar. As entrevistas com a dupla são altamente perspicazes, divertidas e, em alguns momentos, até mesmo comoventes. Embora cada um de nós tenha uma imagem formada de Fenriz e Varg construída a partir de suas obras musicais e atos pessoais, é esclarecedor ouvir ambos descreverem e criticarem a sua própria cena.

As conversas com Vikernes foram realizadas em uma cela na prisão de segurança máxima de Trondhein, onde o músico cumpriu pena pelo assassinato do ex-parceiro Euronymous e pela queima de igrejas históricas de seu país natal. Varg afirma estar desfrutando o seu encarceramento, comparando-o a uma estadia em um mosteiro, louvando o tempo que lhe foi oferecido para ler e pensar. Ouvi-lo descrever o processo de composição, gravação e produção do primeiro álbum do Burzum é como embarcar em uma viagem no tempo. Vikernes deixa bem claro que, para ele, o black metal representava um ataque contra quem ele via como inimigos da cultura norueguesa, em particular o Cristianismo e a comercialização desenfreada.

Em contraste com o confinamento físico de Vikernes, Fenriz é um homem permanentemente confinado em si mesmo, transitando como um fantasma através da sociedade moderna. Para Fenriz, o black metal foi uma reação à comercialização do death metal e outros gêneros da música pesada – uma declaração artística, ao invés de política. Essa postura idealista é desafiada quando Fenriz viaja a Estocolmo para visitar a exposição de arte de Bjarne Malgaard, que inclui imagens da cena black metal norueguesa. O momento mais incômodo do filme ocorre no silêncio prolongado que se segue ao encontro cara a cara de Fenriz com Malgaard.

Além de entrevistas com Fenriz e Vikernes, o filme utiliza várias fontes para contar a história da cena, incluindo materiais veiculados na época dos acontecimentos pela imprensa norueguesa, vídeos de ensaios, shows e depoimentos de integrantes de grupos como Immortal, Mayhem e Satyricon. Como não poderia deixar de ser, há também muita música de bandas como Burzum, Darkthrone, Enslaved e Gorgoroth, entre outros. E, claro, estão lá inúmeras informações sobre os atos que marcaram a cena black metal norueguesa, como os assassinatos, suicídios e queima de igrejas.

Until the light takes us é um excelente documentário e lança um fascinante olhar sobre o black metal. Um filme extremamente recomendado para aqueles que desejam entender de fato a verdadeira essência da revolta espiritual que está ligada a origem do Black Metal Norueguês.

DISPONÍVEL NA LIVRARIA SENTINELA

O Sentinela Vídeos
siga em
Últimos posts por O Sentinela Vídeos (exibir todos)
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + sete =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.