fbpx

O Livro da Sabedoria de Perun ou Santies Vedas de Perun é uma das mais antigas Lendas Sagradas Eslavo-Arianas, salvaguardadas pelos Sábios-Guardiões da Igreja Yngliística Russa Antiga (doravante referida como ARYC). A Igreja Yngliística Russa Antiga é uma união de pessoas que seguem um dos ramos da Antiga Fé chamada Yngliísmo. Alexander Hinevich é o líder da ARYC e é o homem por trás da última publicação dos Vedas Eslavo-Arianos. Não traduziu os textos rúnicos, mas escreveu comentários para palavras antigas e desconhecidas. É considerado por muitos seguidores da Fé Antiga na Rússia como um líder não oficial. As pessoas que a seguem são chamadas de Ynglings. De acordo com o ARYC, a palavra Ynglíismo vem da palavra Yngliya, cuja tradução aproximada seria “Fogo Divino Primordial”.

Nos tempos antigos, quando os indo-europeus viviam como um mesmo grupo e falavam uma mesma língua, sua cultura se espalhou por todo o planeta e deixou marcas em muitas nações, incluindo a hindu. Mesmo agora, quando todas as línguas estão confundidas, pode-se ver semelhanças óbvias, como com a palavra “Veda”. Em ambos, hindu e russo, significa “conhecimento”. O verbo russo ведать significa “saber”. Santies, no original, poderia ser chamado de livro apenas figurativamente, porque Santies são placas, feitas de metal inoxidável, nas quais estão inscritas as Antigas Runas H’Aryans ou “H’Arianas”. Runas Antigas não são letras ou hieróglifos segundo o entendimento moderno. Runas são imagens secretas; armazenam uma grande quantidade de informações. Esta forma antiga de escrita rúnica não desapareceu como muitos outros alfabetos antigos e continua a ser a principal forma de escrita dos Sábios-Guardiões da ARYC.

Nos tempos antigos, as Runas H’Arianas eram usadas como base na criação de diferentes formas simplificadas de escrita: sânscrito antigo, devanágari, runas anglo-saxônicas e germânico-escandinavas, e várias outras inscrições rúnicas. A fim de salvaguardar a forma rúnica H’Ariana, ela é ensinada nos seminários teológicos da ARYC, “para que a Sabedoria Antiga não desapareça em tempos difíceis, e seja passada de geração em geração”.

O conteúdo do Livro da Sabedoria de Perun tem a forma de um diálogo e foi escrito há quase 40.000 anos. No Primeiro Círculo é dito quais mandamentos foram dados às nações da Grande Raça e o Clã (Kin) Celestial do Deus Perun; sobre os próximos eventos durante o tempo do Círculo de Svarozhich e os 99 Círculos da Vida (40.176 anos); e muitos outros. Afirma-se que houve uma civilização avançada fundada pelos chamados Deuses Arianos responsáveis pela criação da raça indo-europeia. Em tempos antigos, no polo norte, existiu um continente chamado Daaria (também conhecido como Hiperbórea, Thule e Avalon). Estes Deuses e os primeiros humanos de traços europóides viveram lá. Algo aconteceu e o continente foi destruído. Portanto, a maioria dos habitantes mudou-se para o continente eurasiático. O Livro da Sabedoria de Perun descreve os eventos que aconteceram após a destruição de Daaria.

A primeira tradução para a língua russa moderna, do Karuna H’Ariano (antiga língua H’Ariana), foi feita pelos “Sábios Eslavos” no verão de 106772 (1944 d. C.) desde a Fundação da Asgard Iriana. Desde então, foi republicado várias vezes, mas em um número muito limitado de cópias impressas, que estavam disponíveis apenas para as comunidades da ARYC. A última publicação saiu no verão de 7507 (1999 d.C.). Mas apenas em 2000 o livro se espalhou pela internet, onde ganhou grande popularidade e aprovação entre falantes do russo.

Livro em brochura com orelhas tem formato padrão, 14×21 totalizando 116 páginas

Esta tradução portuguesa inédita de Sr. B., tradutor de títulos clássicos como o Mito do Século XX de A. Rosenberg, Desafio de S. Devi e A Passagem da Grande Raça de M. Grant (lançamento futuro) e numerosos outros trabalhos que marcaram época e são vãmente ocultados pelo Governo Mundial, teve por base a versão inglesa do texto russo, feita por um crente yngliísta. Muitas adaptações tiveram de ser feitas e muitas notas substituídas e outras acrescidas. A pontuação foi rigorosamente corrigida e muitos versos realocados para uma melhor compreensão, sem descaracterizar o estilo arcaico de composição. O tradutor adicionou todos os subtítulos para uma melhor experiência de navegação futura, tendo em vista tratar-se principalmente de um livro religioso-esotérico de prática moral.

“Somente unindo todos os Clãs pela Fé Antiga,

você defenderá sua bela Midgard…”

— Deus Perun, Santie 9, Shlock 143.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)