fbpx

O governo alega falta de recursos para investir na continuação do auxílio emergencial, que socorria quase 70 milhões de brasileiros, mas o Banco Central segue gastando centenas de bilhões para remunerar a sobra de caixa dos bancos com a desculpa de “combater inflação”. Tal gasto injustificado é realizado através do abuso das chamadas “operações compromissadas”, que já nos custaram mais de R$ 1 trilhão nos últimos dez anos.

Imaginem quantos investimentos em saúde e educação poderiam ter sido feitos!

Essas operações são as principais responsáveis pelo rombo no orçamento público e, ainda por cima, provocam elevação das taxas de juros de mercado, amarrando toda a economia. Esse cenário de caos econômico pode se agravar ainda mais caso sejam aprovados os projetos de lei da independência do Banco Central (PLP 19/2019) e da Bolsa Banqueiro (PL 3877/2020)

Remuneração sobre sobra de caixa? Que diabos é isso. Eu não vi na minha timeline sobre nada disso!

Um dos mecanismos mais absurdos que “geram” dívida pública no Brasil é a remuneração diária da sobra de caixa dos bancos.

O dinheiro que sobra no caixa dos bancos corresponde à soma de todos os depósitos e aplicações de clientes, que poderiam ser utilizados para empréstimos ao público em geral. Essa sobra já considera a dedução obrigatória da parcela referente ao depósito compulsório, que os bancos são obrigados a reservar.

RECEBA EM CASA

[carousel_slide id=’22716′]

 

Nos demais países, os bancos se esforçam para fazer empréstimos ao público em geral, oferecendo juros cada vez mais baixos, para não ficar com esse dinheiro parado em caixa, sem render nada.

No Brasil é diferente. Os bancos não se esforçam para emprestar à população e empresas que precisam de crédito, e fazem o contrário: cobram juros altíssimos, além de várias exigências burocráticas e comerciais, como venda de seguros e outros produtos. Os bancos agem dessa forma porque não perdem nada com o dinheiro parado em caixa, pois recebem remuneração diária, paga pelo Banco Central com recursos do orçamento público.

É tudo um grande teatro!

No dia 5 de janeiro, o Presidente Jair Bolsonaro disse: “O Brasil está quebrado. Não consigo fazer nada”.

Mas temos quase R$ 5 trilhões na gaveta! R$ 1,289 TRILHÃO na conta única do Tesouro Nacional [1], R$ 1,836 TRILHÃO em reservas internacionais [2], R$ 1,393 TRILHÃO de sobra de caixa dos bancos parados no Banco Central rendendo juros somente aos bancos, à custa do povo! [3]

Além disso, tivemos superávit de mais de US$ 50 bi na balança comercial; temos potencial para arrecadar tributos de ricos que não pagam e várias outras fontes de recursos, pois o Brasil é riquíssimo!

Onde está o ralo?

Gastamos R$ 1 tri em 10 anos só em juros para a remuneração ilegal da sobra de caixa dos bancos! [4] Se computarmos o custo dos títulos, esse gasto ilegal sangrou quase R$3 trilhões.

Gastamos dezenas de bilhões com a farra do swap a privilegiados sigilosos. Perdemos centenas de bilhões em investimentos por causa da falta de controle de capitais, que, em vez de corrigir, o Congresso Nacional está relaxando ainda mais por meio do Projeto de Lei 5.387/2019. O governo federal gastou R$ 1,383 TRILHÃO em 2020 com despesas financeiras com a chamada dívida pública nunca auditada! [5] [6]

Os dados oficiais mostram que temos muito dinheiro parado e muito gasto equivocado e até ilegal!


RECEBA NOSSOS LIVROS EM CASA

[carousel_slide id=’21203′]


Notas

[1] https://www.bcb.gov.br/content/estatisticas/docs_estatisticasfiscais/Notimp3.xlsx. (Word Excel).  Tabela 4 – Linha 44 – dado de 30/11/2020

[2] US$ 355,76 bilhões, em 4/1/2021 (valor obtido nas séries temporais do Banco Central – série 13621 – https://www3.bcb.gov.br/sgspub/localizarseries/localizarSeries.do?method=prepararTelaLocalizarSeries, multiplicado por 5,162 (taxa de câmbio de 4/1/2021, disponível em https://www.bcb.gov.br/conversao

[3] Este mecanismo é feito por meio das chamadas “Operações Compromissadas”, cujo estoque pode ser obtido em https://www.bcb.gov.br/content/estatisticas/docs_estatisticasfiscais/Notimp3.xlsx – Tabela 4 – Linha 50 – dado de 30/11/2020. (Word Excel)

[4] https://balanca.economia.gov.br/balanca/mes/2020/BCB002.xlsx (Word Excel)

[5] Auditoria Cidadã da Dívida – Tesouro gastou quase 3 trilhões com o banco central. Disponível em < https://auditoriacidada.org.br/conteudo/tesouro-gastou-quase-r-3-trilhoes-com-o-banco-central/>

[6] http://www.transparencia.gov.br/despesas – Execução da despesa por Natureza de Despesa. Os analistas neoliberais costumam criticar este dado, com argumentos equivocados. Para conhecer os problemas destes argumentos, ver https://auditoriacidada.org.br/conteudo/mentiras-e-verdades-sobre-a-divida-publica-parte-3/

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)