fbpx
Movimento de Resistência Nórdica se reúne em Helsinque contra proibição

No último sábado (20), o Movimento de Resistência Nórdica se reuniu em Helsinque, capital finlandesa, apesar de uma recente decisão do tribunal, exigida a partir da comunidade judaica-sionista do país,  proibindo suas atividades. Aqueles sob custódia foram liberados mais tarde.

Enquanto milhares de residentes finlandeses se reuniam na capital no sábado (20) para uma manifestação exigindo uma forte resposta do governo à mudança climática, dezenas de membros do Movimento de Resistência Nórdica, conhecido como PVL em finlandês, também estavam se reunindo no Centro da cidade de Helsinque. A polícia estima que cerca de 100 pessoas participaram da manifestação da tarde.

Já de manhã, antes da Assembleia, a Polícia de Helsinque deteve nove pessoas que planejavam se juntar à marcha. Autoridades policiais twittaram que os indivíduos foram levados sob custódia em um porto de Helsinque para salvaguardar de quaisquer crimes ou distúrbios que possam ocorrer.

“De acordo com nossos dados, os indivíduos estavam planejando participar de uma demonstração de PVL. Eles estavam em posse de equipamentos – luvas de artes marciais, entre outras coisas – que nos deram motivos para acreditar que eles estavam preparados para a violência”, disse a polícia de Helsinque. chefe Heikki Kopperoinen.

A polícia relata que as pessoas detidas foram libertadas e deixaram o país. Um dos indivíduos recebeu uma multa. Kopperoinen diz que a Assembleia marchou para a frente do Ministério do Interior da Finlândia, onde vários discursos foram feitos. O vice chefe de polícia disse que o grupo recebeu permissão para se reunir e o evento aconteceu sem incidentes.

A proibição do movimento ainda não entrou em vigor


Publicado em 21 de outubro de 2018
Fonte: YLE


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)