A efêmera cruzada de Roberto Alvim contra a arte degenerada

Nos ajude a espalhar a palavra:

“O governo Bolsonaro pode ser formado por uma reunião de ministros excêntricos e ideologicamente desgastantes, talvez o mais alienado e subalterno a interesses estrangeiros declaradamente da história do Brasil, coisa que se clareia na qualidade de erudição de seus membros, mas na capacidade de “tanger o gado”, ou seja, sua massa de manobra militante, tem especialistas brilhantes. Eles sabem exatamente aquilo que precisam fazer para manter a parca e desorientada oposição de esquerda progressista e liberal em um estado permanente de histeria que retira toda a sua seriedade e credibilidade.

O empréstimo discursivo de Alvim de um discurso do Goebbels é prova disso. Agora a esquerda ficará pelo menos uma semana inteira falando do assunto da seguinte forma: “Você sabia que o governo está copiando discursos nazistas?” E ninguém do povo vai dar a mínima. Num país com enormes atrasos de infraestrutura, principalmente de coesão e nível educacional e cultural, mantido a séculos em fortes arreios, o atual governo consegue, com o manobro da polêmica necessária da qual a mídia mainstream e a esquerda “lacradora” sabem fazer muito bem, desviar a atenção dos nossos reais problemas tão alarmantes como a falta de soberania absoluta para qualquer desenvolvimento real à nível de nação, desejado a manter por um governo empregado pelo sistema financeiro interno e externo.” – André Marques, editor do site O Sentinela.

Na noite desta última quinta-feira (16/01/20), o secretário da Cultura Roberto Alvim publicou na rede social da Secretaria Especial da Cultural um vídeo em que divulga o Prêmio Nacional das Artes, no qual faz referência a trechos de discurso de Joseph Goebbels.

O correto é correto, não importa quando e onde


O “crime hediondo” de Alvim foi parafrasear uma citação atribuída a Goebbels. Vejamos o que foi pronunciado por Alvim:

“A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada.”

E agora a frase atribuída a Goebbels:

“A arte alemã da próxima década será heroica, será de um romantismo ferrenho, será objetiva e sem sentimentalismos, será nacional com um grande pathos e será, ao mesmo tempo, igualmente obrigatória e vinculante, ou não será nada.”

Como podemos observar, nada de mais foi dito. Como naquela época, hoje nos encontramos em um período de generalizada decadência cultural. A fala do secretário foi perfeita, adequada à premente necessidade de guinada radical nos rumos culturais do país.

Indignação

Vejamos agora a onda de indignação das ditas “forças democráticas”, que raramente pensam em benefício do povo, mas formam aquela nefasta corrente inclinada quase sempre a defender seu próprio umbigo, sua própria comunidade…

“Como primeiro presidente judeu do Congresso Nacional, manifesto veementemente meu total repúdio a essa atitude e peço seu afastamento imediato do cargo” – Davi Alcolumbre, presidente do Senado Federal.

“O secretário da Cultura passou de todos os limites. É inaceitável. O governo brasileiro deveria afastá-lo urgente do cargo” – Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados.

“Emular a visão do ministro da Propaganda nazista de Hitler, Joseph Goebbels, é um sinal assustador da sua visão de cultura, que deve ser combatida e contida” – Conib – Confederação Israelita do Brasil.

“Meu sentimento é de indignação. Sou um brasileiro de família judia. Seis milhões de judeus morreram por causa do nazismo. O Holocausto é um fato histórico. Usar a Cultura para fazer revisionismo histórico é perverso, atrasado e violento” – Luciano Huck.

“É cedo para julgar, mas o Roberto Alvim talvez não esteja muito bem da cabeça. Veremos” – Olavo de Carvalho, “guru” político-filosófico dos Bolsonaro.

Exoneração

E como não podia deixar de ser, a pressão sobre o presidente foi grande e Roberto Alvim foi exonerado já pela manhã do dia de hoje (17/01/20). Yossi Shelley, embaixador de Israel no Brasil pressionou Bolsonaro para que tomasse uma medida contra Alvim. E claramente, isso foi atendido de pronto.


Desejamos que as palavras do secretário Roberto Alvim Goebbels ressoem pelos rincões do país:

“A cultura é a base da pátria. Quando a cultura adoece, o povo adoece junto. E é por isso que queremos uma cultura dinâmica, mas ao mesmo tempo enraizada na nobreza de nossos mitos fundantes. A pátria, a família, a coragem do povo e sua profunda ligação com Deus, amparam nossas ações na criação de políticas públicas. As virtudes da fé, da lealdade, do auto-sacrifício e da luta contra o mal serão alçadas ao território sagrado das obras de arte” – Roberto Alvim Goebbels.

Fonte: Inacreditável

Edição de texto por André Marques.

Nota da edição: Não é segredo nenhum que o diretor de teatro da Companhia Club Noir, Roberto Alvim foi indicado ao cargo por ninguém menos que Olavo de Carvalho, o qual ele diz ter profunda admiração.

Marcelo Franchi
Siga em:
Nos ajude a espalhar a palavra:

4 thoughts on “A efêmera cruzada de Roberto Alvim contra a arte degenerada”

  1. O pressuposto de qualquer dialética é a honestidade moral dos participantes ou seja, que todos estejam buscando a verdade .

    Satanás SEMPRE faz-se de mártir e ainda consegue demonizar suas vítimas. https://nationalvanguard.org/2019/02/44-of-gilets-jaunes-think-there-is-a-zionist-conspiracy-on-a-global-scale/#comment-29058

    Empiricamente, quem não lê, sabe tanto quanto quem não sabe ler – fica inexoravelmente refém da tv https://nationalvanguard.org/2019/12/vulture-capitalism-is-jewish-capitalism/#comment-28250

    Este livro http://archive.is/PIIpv é uma espada de fogo, que na escuridão das mentiras ilumina agora o caminho de cada um dos povos. “A terra ainda não gerou tal povo que seria tão impuro e foi, tão sujo por dentro, tão vil e repugnantemente depravado. E aqui os judeus estão” à frente “de todos. vide cap. VIII https://archive.is/PIIpv#selection-4035.0-4035.165 Os semitas“ – segundo Helena Petrovna Blavatsky em ISIS SEM VÉU – „a raça menos espiritualizada – jamais lograram elaborar uma linguagem, através da qual se possa formular elevados ideais morais e intelectuais“ https://www.osentinela.org/produto/a-arte-classica-e-a-arte-degenerada-nicolae-sofran/?unapproved=4160&moderation-hash=db4c583ae052e22babdb856847119263#comment-4160

    Empiricamente, se o domínio da mídia mundial https://1.bp.blogspot.com/-wlDGkJXQEtQ/XSFD3snB4MI/AAAAAAAACMY/WaZj022_XLYY9AvceEfxvKE-VwRdpBSMACLcBGAs/s1600/jude-768×488.png é exercido por coprofílicos https://doctrinanacionalsocialista.blogspot.com/2017/02/la-fijacion-fecal-de-los-elegidos.html destarte, o efeito deste empreendimento não pode ser outro: https://www.lifeandlove.de/images/tv-evolution.jpg

    O nazismo combateu o comunismo e esta democracia degenerada que os desinformados sonham defender.
    https://www.darkmoon.me/2019/paul-craig-roberts-millions-could-die-in-nuclear-war/?unapproved=994963&moderation-hash=3534b347fb23ad5ddeded90234e81410#comment-994963

    TODA ESQUERDA MUNDIAL, está ligada à maçonaria, mãe da revolução sanguinária revolução francesa embandeirada em nome da democracia – seguida de outra revolução mais sanguinária ainda – o comunismo, que em nome da liberdade escravizou e exterminou o povo russo e todos que se opuseram à escravidão. https://www.osentinela.org/andre-marques/a-relacao-entre-judaismo-e-comunismo/#comment-28796

    “A tradição”, aponta Flavio Kothe em ‘Cânone Colonial’ “guarda a versão que interessa aos dominadores e sufoca a fala dos vencidos. A premissa” (A MENTIRA) “já contém em si a conclusão. A moral da história não vem, a rigor no fim da história, mas no princípio, ANTES DE INICIAR, determinando toda sua construção; INVENTA-SE a história para provar a conclusão, não se conclui em função da história.” https://www.osentinela.org/theodore-j-o-keefe/a-libertacao-dos-campos-fatos-a-se-considerar/?unapproved=28264&moderation-hash=a75a77f10139b7210f65dfbb8a9bd473#comment-28264

    “América – é o desenvolvimento da barbárie à decadência sem passar pela cultura”. Georges Clemenceau . https://www.zitate-online.de/sprueche/politiker/16280/amerika—die-entwicklung-von-der-barbarei.html

    Em qualquer época ou lugar, a mediocridade recorre ao espirito de rebanho para ignorar ou atacar aquilo que a supera.

    Alemanha nazista foi o ápice de progresso espiritual, intelectual, ambiental, social alcançado pela humanidade. Nenhuma nação até hoje logrou nem através das pilhagens de guerras, todas elas – colossais latrocínios – atingir o padrão social tão avançado elaborado e realizado honestamente pelo Terceiro Reich. https://www.osentinela.org/ramon-bau/25-anos-sem-degrelle/?unapproved=28882&moderation-hash=6cbf0595e394d42bb3a76ed01959f794#comment-28882

    Empiricamente todas menções pejorativas ao nazismo, são papagaios de comunistas e seus asseclas – a maçonaria, o neoliberalismo, e A FALSA DEMOCRACIA empregada para legitimar abissais desigualdades sociais, serviços públicos precários ou inexistentes e extinção de direitos trabalhistas como esta recente farsa da reforma previdenciária. https://www.youtube.com/watch?v=MxjXjM5R6rA

    Estas magnânimas palavras distinguem o bem e o mal: “Pelos seus frutos os conhecereis” Mateus 07:16 https://gutezitate.com/zitate-bilder/zitat-dieses-hochste-wort-wird-gut-und-bose-trennen-an-ihren-fruchten-sollt-ihr-sie-erkennen-ernst-von-feuchtersleben-224246.jpg

    Qualquer discurso comparando o nazismo ao comunismo visa difamar o primeiro e disfarçar o segundo. Vide sem pressa ou temor https://nationalvanguard.org/2016/06/national-socialism-and-animal-rights/#comment-28619

    Knut Hamsun, Nobel de Literatura de 1920, no jornal norueguês AFTENPOST em 07.05.1945, selou o legado que lhe conferiu o Nobel literário com exemplo de lucidez e destemor ao imperialismo midiático em sua concisão: “EU NÃO SOU DIGNO DE FALAR EM VOZ ALTA DE ADOLF HITLER E FAZÊ-LO NÃO É NENHUM ESTÍMULO SENTIMENTAL PARA MIM. ELE FORA UM COMBATENTE, UM COMBATENTE PELA HUMANIDADE E UM EVANGELIZADOR DO DIREITO DE TODOS OS POVOS. ELE FORA UMA FIGURA REFORMADORA DO MAIS ALTO NÍVEL E SEU DESTINO HISTÓRICO FOI A NECESSIDADE DE AGIR EM UMA ÉPOCA DE BESTIALIDADES SEM PRECEDENTES, DA QUAL SE TORNOU VÍTIMA.” http://www.renegadetribune.com/wp-content/uploads/2017/05/hitler-sun-800×445.png

  2. Se o Bolsonaro não fechou a mídia judaica (Globo, etc), é evidente que viria 4 anos de circo.

    Até uma criança percebe que não existe “Direita” nem “Esquerda”, mas a mídia judaica.

    Os únicos paises que se livraram da mídia judaica são Rússia, China e Iran (notou alguma coincidência?), os mais perseguidos pela mídia judaica.

  3. A verdade continua sendo a verdade, não importa se quem diz é Goebbels, Stalin ou a tiazinha das pipocas. O que eles querem é um povo cada vez mais medíocre e imbecil, mergulhado na futilidade e banalidade, porquê é fácil controlar, é como uma droga. Cedo ou tarde o próprio povo terá de fazer uma escolha e uma análise desse caminho que estão sendo conduzidos. Por mais que os parasitas internacionais continuem omitindo a verdade através de perseguições, assassinatos, falsas propagandas e mentiras, cabe somente ao próprio povo a busca pela verdade e libertação de suas garras. Cedo ou tarde o povo terá de notar a fraude disso que se chama democracia liberal, com seus políticos lacaios, que sempre traem os interesses nacionais e apunhalam na primeira oportunidade o povo pelas costas. Cedo ou tarde terão de notar todo esse engodo chamado democracia, que nada mais é que a manutenção dos oligopolios desses malditos. É como disse Hitler: democracia é o sistema Onde o povo menos importa. Continuem com esse incrível trabalho vocês do sentinela, acompanho vocês desde o começo no Facebook, só tenho a agradecer por sempre estarem na linha de frente em favor da verdade e libertação. Isso sim é mídia independente e preocupada com em trazer e agregar conhecimento.

    1. Se a democracia fosse a melhor forma de governo, os Estados primitivos teriam surgido em forma das mesmas democracias, e não de hierarquias sociais fundamentadas em um estado maior. (((Absolutismo)))

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.