fbpx
“Mammonismo”, por Gottfried Feder (trecho de Manifesto sobre a abolição da escravidão dos juros)
Nos ajude a espalhar a palavra:

 

“Devemos ver o Mammonismo como conluio consciente dos grandes capitalistas sedentos de poder para subjugar todos os povos.”

Mammonismo é o reino sinistro, invisível e misterioso dos grandes poderes monetários internacionais. O mammonismo também é, no entanto, uma mentalidade, um estado de espírito; é a adoração desses poderes monetários por parte de todos aqueles que estão infectados com o veneno do mammonismo. Mammonismo é o ilimitado exagero do – em si saudável -impulso humano para aquisição de bens. Mammonismo é o desejo por dinheiro cultivado de maneira louca, que não possuí mais um objetivo que não seja puramente o de empilhar dinheiro em cima de dinheiro, do acumulo e mais acumulo de dinheiro, de modo que o dinheiro já não sirva para o propósito da aquisição, mas que busca com brutalidade inigualável coagir todas as forças do mundo a seu serviço e levando assim necessariamente à economia à escravidão, à exploração do potencial de trabalho de todos os povos do mundo como servos do capital especulativo. Mammonismo é a mentalidade que levou a um declínio de toda moral de conceitos. Mammonismo é considerado como um fenômeno mundial devendo ser equiparado com o egoísmo brutal e cruel do homem. Mammonismo é o espírito de ganância, de desejo ilimitado de governar, da mentalidade totalmente focada na apreensão dos bens e tesouros do mundo; a fim de saciar a sede por dominar e subjugar com o dinheiro, estando em sua essência a religião do tipo humano dos puramente orientados para o mundo material. Mammonismo é o oposto direto do verdadeiro socialismo. Socialismo, concebido como maior ideal moral, como a ideia de que o homem está no mundo apenas para si sozinho, que todo homem tem deveres para com a comunidade, em direção a toda a humanidade, e que ele não é apenas responsável pelo bem-estar momentâneo de sua família, de os membros de sua tribo, de seu povo, mas que ele também tem moral inabalável de obrigações para com o futuro de suas crianças e seu povo, irmãos do corpo-nacional.

Mas, concretamente, devemos ver o Mammonismo como conluio consciente dos grandes capitalistas sedentos de poder para subjugar todos os povos. Digno de nota nisso sempre foi à chegada oculta do mammonismo. Os grandes magnatas se velam por trás de máscaras de cidadãos nacionais, mas estando de fato como a força motriz por trás do mundo Anglo-Americano, imperialismo; nada mais. Os grandes poderes monetários de fato financiaram os terríveis genocídios em massa da [Primeira] Guerra Mundial. Os grandes poderes monetários têm de fato, como proprietários dos grandes jornais, tricotado o mundo em uma teia de mentiras. Eles têm, com satisfação, por muito despertado todas as paixões inferiores, diligentemente promoveu o crescimento das presentes tendências. […]

Mesmo entre nós na Alemanha, o espírito do Mammonismo que apenas se importava com os números de exportação, riqueza nacional, expansão, grandes projetos bancários e negócios financeiros internacionais, levou a uma derrota moral pública, inserindo entre nós a mentalidade da mudança, afogando assim nosso círculo dominante no tão destrutivo materialismo e hedonismo, na imoralidade que agora estão operando aqui e assim aceitamos, fomos reduzidos a uma massa superficial em nossa vida nacional, todos os fatores que são cúmplices da culpa pelo colapso aterrorizante.

 

Com espanto, devemos perguntar a nós mesmos de onde vem o mammonismo, de onde o grande capital internacional deriva seu poder irresistível.

Não se deve esquecer que a colaboração internacional dos grandes poderes monetários é algo completamente novo. Não temos paralelo na história para isso. As obrigações internacionais de natureza monetária eram praticamente desconhecidas. Somente com a economia global emergente, com o comércio global, a ideia de economia de juros internacional se estabelece em si, e aqui tocamos na mais profunda raiz, aqui nós atingimos a fonte mais interna da força a partir da qual o Goldene Internationale chama seu poder irresistível. E por que todas as nações começam a seguir este poder irresistível?

Juros, o influxo sem esforço e interminável de bens baseados na mera propriedade do dinheiro sem qualquer adição de mão de obra deu todas as condições aos grandes poderes monetários para crescerem a este ponto. Os juros do empréstimo é o princípio diabólico a partir do qual o Goldene Internationale nasceu. O capital de empréstimo conectou firmemente o seu funil de sangue em absolutamente todos os lugares para drenar o sangue e suor, a riqueza dos povos. Como os braços de um grande capital de empréstimo, grande anêmona, assim, enredou todos os estados, todos os povos do mundo.

Empréstimos do governo, títulos de ferrovias, títulos de guerra, hipotecas, títulos hipotecários, em fim, todos os diferentes tipos de título, instrumentos de empréstimo de todas as naturezas de maneira que contaminou toda a nossa vida econômica de tal maneira que os povos do mundo estão agora se debatendo impotentes nas redes de ouro sem que consigam se soltar. Por uma questão de princípio de juros, de acordo com uma ideia fundamentalmente errônea de que todos os tipos de propriedade têm direitos e ganhos, submetemos o mundo a uma escravidão de juros sobre dinheiro. Nem uma justificativa moral válida e real pode ser dada pelo fato de que a mera posse de dinheiro dá direito à renda permanente de juros.

Essa resistência interna aos juros e a qualquer outro tipo de renda, sem qualquer ocorrência de trabalho produtivo, estende-se através da vida e alma de todos os povos. Mas essa resistência mais profunda contra o poder do dinheiro nunca se tornou tão popular entre as pessoas como em nosso tempo.

Nunca o Mammonismo foi preparado de uma maneira tão abrangente para começar a dominação do mundo. Ainda não havia colocado em seu serviço toda a baixeza, luxúria pelo poder, desejo de vingança, ganância, inveja, e falsidade de forma tão inteligentemente escondida e ainda brutalmente insistente como agora. A Grande Guerra é a mais profunda das grandes decisões no processo de desenvolvimento da humanidade na luta pela tomada de decisões, seja no futuro a visão de mundo mammonista-capitalista ou a visão de mundo socialista-aristocrática passarão a determinar o destino do mundo.


Fonte: Alerta Nacionalista


Alerta Nacionalista
Siga em:
Nos ajude a espalhar a palavra:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)