fbpx

Absolvido de todas as acusações: Kyle Rittenhouse, o jovem de 17 anos que matou dois antifascistas em 25 de agosto de 2020 e feriu um terceiro para se defender de um linchamento e salvar a própria vida, foi considerado inocente em todas as cinco acusações.

Em uma Kenosha (estado de Wisconsin) incendiada, completamente devastada pela fúria dos ativistas Black Lives Matter, Rittenhouse na companhia de outros atiradores voluntariamente decidiu proteger uma fábrica de entrega de gasolina para evitar que fosse destruída e saqueada. Permanecendo isolado, Kyle foi literalmente perseguido por dezenas de antifascistas, muitos deles armados com objetos contundentes além de armas de fogo, e atacado. Nos inúmeros vídeos divulgados e vazados ele também é visto no chão sendo atingido por um skate e,  ainda mais dramático, em um combate corpo a corpo com um  dos “manifestantes” que segurava uma arma de fogo.

Rittenhouse absolvido de todas as acusações

O veredito vem depois de quatro dias de discussões do júri e quinze dias de julgamento. O jovem de 18 anos ficou visivelmente emocionado quando ouviu o veredito final. Na quinta-feira (18), o juiz Bruce Schroeder proibiu a emissora MsNbc de acompanhar o julgamento pelo restante do seu decorrer, depois que um jornalista freelance foi parado pelo Departamento de Polícia de Kenosha sob suspeita de tentativa de fotografar o ônibus usado para transportar os jurados para o tribunal. A NBC News disse que o repórter não pretendia contatar ou fotografar os jurados e está colaborando com as autoridades.

Cinco acusações

Rittenhouse, 18, enfrentou cinco acusações criminais. As mais graves foram os homicídios de primeiro grau pelas mortes de Joseph Rosenbaum e Anthony Huber. Após o veredito, a situação em Kenosha permanece tensa. Agentes da polícia local e dos departamentos do xerife estão posicionados ao redor do tribunal do condado há dias, onde dezenas de manifestantes violentos do Black Lives Matter se reúnem todos os dias. Rittenhouse teria sido condenado à prisão perpétua se fosse considerado culpado e condenado por assassinato voluntário em primeiro grau.

Advogado de Rittenhouse fez criticas ao aproveitamento dos Republicanos

O advogado de Kyle Rittenhouse, Mark Richards, criticou legisladores republicanos que ele acusou de tentar lucrar com seu cliente e chamou seu comportamento de “nojento”.

Ele também chamou Donald Trump Jr de “idiota” por apoiar uma oferta do Guns of America de dar a Rittenhouse um rifle AR-15 gratuito, semelhante ao usado por Rittenhouse em Kenosha, Wisconsin, em 25 de agosto de 2020. Richards, disse ao Insider: “Ele é um idiota. Eu não tenho que me aprofundar nisso porque suas atitudes falam por si”.

Pelo menos três membros do Congresso sugeriram oferecer estágios a Rittenhouse após sua absolvição.

“Eles querem negociar com sua celebridade e eu acho nojento”, disse Richards ao Insider após o veredito.

A personalidade da Fox News, Tucker Carlson, entrevistará Rittenhouse na segunda-feira (22), e a rede está programada para transmitir um documentário sobre o julgamento em dezembro. Richards disse à CNN na sexta-feira (19) que não aprovava a incorporação de uma equipe de filmagem à equipe jurídica.

Justin Wells, um produtor executivo sênior da Tucker Carlson Tonight, disse à Associated Press que nenhum pagamento foi feito pelo acesso, direitos de filmagem, taxas legais ou de qualquer outro propósito para Rittenhouse ou sua família.

Em um clipe do próximo documentário mostrando Rittenhouse após o veredito, ele diz que “o júri chegou ao veredito correto. Autodefesa não é ilegal. Acredito que eles chegaram ao veredicto correto e estou feliz que tudo tenha corrido bem”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)