Líderes do Aurora Dourada condenados à prisão

Nos ajude a espalhar a palavra:

Como um adendo ao artigo de Colin Liddell, “Grécia se volta contra a democracia”, este artigo do New York Times  indica que embora o Aurora Dourada tenha sido destruído, outros partidos estão tentando tomar seu lugar. Como líder de um dos novos partidos, disse Nikos Michaliakos, os gregos se lembrariam da Aurora Dourada “quando os imigrantes ilegais forem a maioria na Grécia, quando eles concederem terra e água à Turquia, quando milhões de gregos estão desempregados nas ruas”.

* * *

Um tribunal de Atenas condenou a liderança do partido Aurora Dourada da Grécia a 13 anos de prisão na quarta-feira, uma semana depois de declarar o partido neofascista uma organização criminosa em um veredito histórico que encerrou um dos julgamentos políticos mais importantes da história moderna do país.

Na semana passada, o tribunal condenou os líderes do partido por crimes relacionados a uma campanha de ataques contra migrantes e críticos de esquerda em 2012 e 2013. Ao final de um julgamento que durou mais de cinco anos, o partido estava vinculado a uma série de ataques, incluindo o  esfaqueamento fatal em 2013 de um rapper de esquerda, Pavlos Fyssas.

Giorgos Roupakias, militante do partido condenado pelo homicídio do senhor Fyssas, recebeu a pena mais severa, prisão perpétua mais 10 anos. O tribunal ainda pode suspender algumas das sentenças.

As condenações foram amplamente vistas na Grécia como um golpe final para a Aurora Dourada, que não voltou a entrar no Parlamento nas eleições gerais do ano passado, pois o julgamento gradualmente corroeu sua popularidade. E o resultado já gerou turbulência política. …

Ao todo, o tribunal condenou 50 pessoas por serem membros de uma organização criminosa – 18 delas ex-políticos da Aurora Dourada, incluindo seu líder, Nikos Michaloliakos.

 

Além da condenação do Sr. Roupakias, cinco outros apoiadores ou membros do partido foram considerados culpados pelas tentativas de assassinato de três pescadores egípcios em 2012. Quatro outros foram condenados por causar danos corporais em ataques a membros do sindicato do Partido Comunista da Grécia em 2013.

O Sr. Michaloliakos e cinco outros ex-membros do Parlamento pelo Aurora Dourada foram todos condenados a 13 anos de prisão. Outro ex-parlamentar que estava entre os líderes do partido foi condenado a 10 anos de prisão. Os 11 ex-legisladores restantes do grupo a serem condenados receberam penas de prisão de cinco a sete anos.

Antes das sentenças, os advogados de defesa instaram o tribunal a considerar circunstâncias atenuantes, citando bom caráter, comportamento legal e, em alguns casos, o casamento de seus clientes com mulheres estrangeiras. …

VISITE A LIVRARIA SENTINELA

Depois de anunciadas as sentenças, o tribunal deve deliberar sobre a suspensão de alguma delas, decisão que só pode ocorrer na quinta-feira. Se o tribunal considerar qualquer um dos condenados como não apresentando risco de fuga, pode permitir que suas sentenças sejam suspensas enquanto se aguarda o resultado de seus recursos.

A queda do Aurora Dourada foi tão espetacular quanto sua ascensão. Foi catapultado da obscuridade para a linha de frente da política grega no auge da crise financeira do país em 2012-2013, aproveitando o descontentamento público com as medidas de austeridade e um crescente fluxo de migrantes.

Apesar do declínio dramático do Aurora Dourada, o neonacionalismo na Grécia não desapareceu. Ex-membros do Parlamento, incluindo Ilias Kasidiaris, ex-porta-voz do Aurora Dourada, formaram partidos que abraçam pontos de vista semelhantes.

 

Partidos menos de extrema direita também surgiram, incluindo o nacionalista Solução Grega.

Em uma postagem no Twitter na semana passada, Michaloliakos, o líder do partido, disse que os gregos se lembrariam do Aurora Dourada “quando os imigrantes ilegais forem a maioria na Grécia, quando eles concederem terra e água à Turquia, quando milhões de gregos estão desempregados nas ruas”.

Ele se referia à chegada de migrantes da Turquia e a uma recente crise política entre os dois vizinhos devido a desentendimentos territoriais de longa data e direitos de energia correspondentes.

O Sr. Michaloliakos insistiu que o grupo foi vítima de uma caça às bruxas. …


Fonte: The Occidental Observer
Autor: Kevin MacDonald
Publicão original em: 14/10/2020


COMPRE NA LIVRARIA SENTINELA

Kevin MacDonald
siga em
Últimos posts por Kevin MacDonald (exibir todos)
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.