Bandera Vecinal – O Nacionalismo e o Social de fato na Argentina

Nos ajude a espalhar a palavra:

Kalki, ultimo avatar de Vishnú, cujo significado corresponde na mitologia hindu para a “última reencarnação de Deus”, vindo para acabar com a era escura e impor a era da justiça na lei moral. Assim que se denomina Alejandro Carlos Biondini, politico argentino fundador do Partido Bandera Vecinal (Bandeira da Vizinhança). Seu partido possui uma visão ideológica puramente nacionalista como todos os antagônicos à atual falsa dicotomia “conservadores x progressistas” ou “esquerda x direita” gostamos que seja. O diferencial do partido é que este é o único da América Ibérica (como diz o seu compatriota Alberto Buela) que possui uma formação definitiva capaz de concorrer em eleições de fato já em 2019. Em Buenos Aires, capital argentina o Partido obteve seu reconhecimento definitivo em 24 de maio de 2014, por meio da Resolução nº 37/14, na qual o juizado federal outorgou personalidade jurídico-politica ao Bandera Vecinal, sendo uma grande vitória para todos os nacionalista. Também deveu-se muito a esse trabalho a atuação hoje como Presidente do Conselho de Administração Metropolitano na capital, a professora Alicia María Quinodoz.

O Bandera Vecinal é um partido político nacionalista que surgiu da fusão do partido Alternativa Social (AS) com grupos de cidadãos patriotas e participantes nas várias organizações comunitárias dos “panelaços” populares.

A caminhada não foi fácil. Após 2014, quando do obtimento do reconhecimento do Partido perante a legalidade, na província de Buenos Aires, hoje com um presidente do Conselho de Administração, o arquiteto Dr. Leonardo Bariani, em 21 de maio de 2015, o Partido obteve seu reconhecimento definitivo no distrito, por meio de uma resolução emitida pelo Tribunal Eleitoral de La Plata.

Alejandro Carlos Biondini, 63, político nacionalista argentino de longa data e biografia ligado a diferentes grupos políticos nacionalistas é atualmente o líder nacional do Bandera Vecinal. FOTO: La Gaceta del Oeste.

A juventude do Bandera Vecinal é a Juventud Nacionalista Darwin Passaponti (La Passaponti). É interessante notar que tanto os jovens como mulheres têm um papel de liderança em todas as estruturas do movimento. A coluna feminina da juventude, por exemplo, está diretamente ligada às mulheres do Partido. Da mesma forma, o Partido tem uma presença efetiva e dupla no campo do Movimento dos Trabalhadores, acompanhando suas lutas e justas demandas, procurando respostas nacionalistas e sociais às demandas e problemas que atingem o trabalhador comum nacional.

Através do Centro de Difusão Casa Pátria, desenvolve-se uma intensa conferência, atividade doutrinária e cultural, que transformou a Instituição numa verdadeira plataforma de Pensamento Nacional. Seu atual secretário é o professor Darío Coria. No âmbito do trabalho educativo da Casa Pátria, a Escola Nacionalista Superior funciona como uma filial ou área especializada, dedicada à formação dos futuros quadros dirigentes do partido.

O Movimento também conta com múltiplos meios de divulgação e informação, como a Rádio AN24 (que transmite ininterruptamente para todo o mundo pela internet) e o jornal Bandera, que é distribuído em todos os quiosques do país, e cujo diretor é o camarada Gabriel Kloster.

Juvetunde BV em ativismo. FOTO: Facebook

O partido está abrindo novas delegações e promovendo conselhos em vários distritos do interior, avançando para obter seu status legal nacional, e espera apresentar uma opção nacionalista à presidência das eleições de 2019.

O Bandera Vecinal posiciona-se como uma terceira opção ideológica no sentido de que não é à direita, nem à esquerda (ou ao centro) do atual sistema de corrupção, mas na pista oposta, absolutamente defronte com os representantes desse regime colonial decadente, mesmo que se apresentem como “pró-governo” ou “oposição”.

Em seu site oficial o partido tem como meta 4 princípios essenciais: A soberania politica, a independência econômica, a justiça social e o nacionalismo cultural.

Os 4 princípios são:

IGUALDADE PERANTE A LEI: Nós acreditamos que é imoral e inaceitável a validade da imunidade de prisão e privilégios especiais para os membros do Executivo e Legislativo nacional. Escudo sob as quais eles têm protegido muitos criminosos no exercício do poder e retardado a iluminação de casos de alto perfil de corrupção. Conforme estabelecido em nossa Constituição Nacional, todos os cidadãos devem ser iguais perante a lei, então nossa primeira ação será renunciar a qualquer tipo de jurisdição e promover um projeto para revogar esses privilégios do Presidente da Nação, o último funcionário público. É hora de entender e exercitar o princípio de que um funcionário público é simplesmente um servidor público.

ORDEM E SEGURANÇA eficaz exige a punição com prisão perpétua sem a possibilidade de benefícios ou redução da pena, por crimes aberrantes tais como estupro, abuso sexual ou assassinato durante roubo ou sequestro. Propomos maximizar penas para os delitos de corrupção na função pública, desde que eles sejam inalienáveis e que além de condenar os culpados, que seja incluído em todos  apreensão de bens ilícitos. Para nós e para a Nova Argentina a que aspiramos, cometer um crime no serviço público deve significar trair a Pátria.

ARGENTINA PARA ARGENTINA: Nós defendemos uma reforma legal para permitir a expulsão imediata de imigrantes que residem ilegalmente no país, bem como aqueles que cometem crimes contra a nossa comunidade, tais como o tráfico de drogas, roubos, usurpação de terra ou vivendas, comercio competitivo desleal contra as capitais argentinas ou a instalação de oficinas clandestinas. Também propomos a revogação da residência de imigrantes que não acreditam ter uma renda genuína ou pagar impostos. Da mesma forma, defendemos a Lei de Prioridade Nacional, que exige que enquanto houver argentinos desempregados, é dever de todas as empresas públicas ou privadas contratar cidadãos argentinos como prioridade e não os residentes estrangeiros. A esse respeito, também incentivamos o estabelecimento de uma cota trabalhista que estipule que essas empresas devem ter pelo menos 85% do pessoal argentino em sua instalação permanente. Finalmente, exigimos que qualquer cidadão estrangeiro tenha pelo menos 20 anos de residência no país para poder acessar a coleção de subsídios ou pensões do estado. A defesa dos nossos direitos como nacionais é genuína e inabalável.

JUSTIÇA SOCIAL E DESENVOLVIMENTO: Afirmamos que o Orçamento Nacional deve dar prioridade à educação e saúde públicas, ao desenvolvimento científico-tecnológico e às obras públicas. Defendemos que os aposentados recebam os mesmos salários que a população ativa, com 100% de mobilidade em sua renda. Não admitir que nem um único peso ANSES seja dado além da justa retribuição para os nossos anciãos fins, uma vez que todos estes fundos são o resultado de milhões de cidadãos que deram uma vida de esforço, trabalhando sacrificado e honesto no bem do país.

CULTURA DO TRABALHO: Impulsionamos o Estado para acabar com a cultura do subsídio estatal e criar uma nova e forte Cultura do Trabalho. Promovemos a implementação de um ambicioso plano de obras públicas em todo o território nacional, o que cria em pouco tempo milhões de novas fontes de trabalho. Uma vez que o plano está em andamento, propomos que os benefícios sociais têm um melhor pagando termos até 6 meses em que os beneficiários podem acessar sem problema a empregos decentes e parar a coleção degradante dos auxílios estatais.

DEFESA DA VIDA E DA FAMÍLIA: Apoiamos a defesa da Vida desde a sua concepção até a sua morte natural. Acreditamos que o aborto é um crime e nos opomos a qualquer iniciativa que pretenda afetar a existência de um único feto. Reivindicamos a Família como um pilar fundamental da nossa comunidade.

Bandera Vecinal marchando em 25/3 em defesa da vida na cidade de Buenos Aires contra o aborto. Movimentação que mexeu com o país inteiro. FOTO: Facebook.

ECONOMIA SOCIAL: Propomos a criminalização da usura em todas as suas formas; a nacionalização dos recursos fundamentais da economia, como os serviços públicos e a exploração de nossos recursos naturais; o estabelecimento de uma lei que regule as empresas estrangeiras para impedir o roubo de nossos recursos e a fuga de capital; a eliminação do imposto de renda sobre os salários dos trabalhadores e a introdução do imposto de renda à jogatina. Nós também realizaremos o inquérito parlamentar da dívida externa, para saber quanto pagamos, quanto realmente devemos, onde o dinheiro recebido foi gasto e que foram responsáveis ​​por tomar cada empréstimo, tornando-os criminalmente responsáveis ​​por qualquer desvio desses fundos. Até que esta investigação chegue ao fim e as conclusões sejam adotadas.

Eleições de 2019 na Argentina

Convenção de lançamento de candidatura a presidência de Biondini na Associação Unione e Benevolenza. FOTO: Site Oficial BV

No final de maio deste ano, Alejandro Biondini lançou-se oficialmente pela candidatura a presidência da Argentina através da Frente Patriota, que será acompanhada na fórmula pelo tenente-coronel (RE) Enrique Venturino.

O evento aconteceu na sexta-feira, 24 de maio, na Associação Unione e Benevolenza, no marco com grande adesão popular estimada em mais de mil pessoas, que lotou as instalações do local.

Com bandeiras como a Defesa da Vida, Família, Soberania, Justiça Social e Audição da Dívida Pública, esta aliança histórica de duas referências emblemáticas do Nacionalismo Argentino, o que abre uma opção eleitoral completamente diferente em relação aos partidos tradicionais do sistema no país.

A Frente Patriótica, união concluída oficialmente frente a justiça argentina em junho, é formada pelos partidos Dignidad Popular (Orden Nacional), El Movimiento (Capital Federal) e Frente Patriota (Buenos Aires). Alejandro Biondini terá como vice, Enrique Venturino.

A Frente patriótica terá candidatos nas representações locais Buenos Aires e sua província, Mendoza, Córdoba, Catamarca e Santiago del Estero.

Edição e correção de texto: André Marques

Ligações externas:

Site Oficial: www.banderavecinal.org

Facebook: @banderavecinal

Twitter: @banderavecinal

Youtube: Bandera Vecinal TV

Kaio Marcelo Harigaya
Siga em:
Últimos posts por Kaio Marcelo Harigaya (exibir todos)
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 11 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.