Dieudonné pede por “reabilitação” de Adolf Hitler

Nos ajude a espalhar a palavra:

Em um discurso à nação e ao mundo francófono em geral na quinta-feira (16 de abril), o comediante franco-camaroneses [1] Dieudonné M’bala M’bala pediu paz e reconciliação nesses tempos de ansiedade de confinamento e coronavírus.

Abrindo o vídeo com o habitual “que a paz esteja com você e com o seu espírito”, Dieudonné lembrou os muitos líderes mundiais que compararam a atual crise do coronavírus com os eventos mais sombrios do século XX. O presidente francês Emmanuel Macron disse a seus compatriotas que “estamos em guerra”, enquanto o vice-admiral estadunidense Jerome Adams alertou que o coronavírus é “nosso Pearl Harbor“.

Receba nossas postagens por e-mail

Dieudonné alertou que tal conversa estava aumentando o medo entre as pessoas:

“O que poderia ser mais traumatizante para os descendentes da grande derrota de 1940 [se volta para a foto emoldurada do marechal Philippe Pétain em sua parede] do que se verem mergulhados hoje nos horrores da barbárie e do açougue? Você não percebe? Hitler e o coronavírus: a mesma luta! Que analogia extravagante.”

Ele acrescentou que essa comparação histórica levou ao risco de comparações inadequadas e à relativização dos eventos da Segunda Guerra Mundial.

Dieudonné saiu das graças do sistema político-midiático francês em 2003, quando fez um esboço de comédia na televisão nacional comparando colonos israelenses e nacional socialistas. Isso foi considerado “antissemita” e levou à sua lista negra, bem como ao assédio legal pelas organizações judaico-sionistas.

Dieudonné continuou explicando:

“As conclusões do Tribunal Militar [de Nuremberg] deveriam ter fechado definitivamente a porta para qualquer tipo de metáfora dos eventos entre 1939 e 1945. Na França, foi aprovada uma lei que impõe essa submissão total a todos – não uma submissão total à história oficial, mas à história jurídica… uma versão obrigatória da história…

Adolf Hitler, que também é “servido até com molho” acima da direita nos dias de hoje continua a encarnar o mal absoluto. Embora seja verdade que alguns consideram que ele tinha uma habilidade real na área de recuperação econômica, ele recuperou a Alemanha em alguns anos.”

Exortando a “mente aberta”, ele acrescentou:

Hitler não deveria mais carregar o peso da infâmia sozinho nos ombros. Não mais do que Judas Iscariotes, nesse caso. Jesus os perdoou. Sim, Jesus os perdoou! E ele nos convida a fazer o mesmo. E por que não considerar que Hitler era um homem que pensava estar fazendo o bem, mas estava simplesmente enganado? E ele também pagou por isso com a vida. Ele também fez outros pagarem, mas não chegou a hora da grande reconciliação? Ou, após esse confinamento, entraremos em um novo ciclo de conflito? Com mais uma vez: “Os nazistas! Hitler! Hitler, quer ou não! Hitler-Ben Laden! Hitler-Le Pen! Hitler-Saddam! Hitler-Putin! Hitler-Mahmoud [Ahmadinejad]! ” Não poderíamos, ao contrário, reabilitar Hitler? Sim, para nos olhar de frente. Para olhar a humanidade de frente. Sim, ele pertence à humanidade, goste ou não.

Dieudonné concluiu: “Vamos deixar esse confinamento [mental], leve, livre. Como? Através do perdão.”

O comediante zombou de Manuel Valls – um político socialista e sionista franco-espanhol que perseguiu Dieudonné em 2013 como ministro da Justiça, proibindo um de seus esboços. Desde que perdeu o cargo na França, Valls tentou penetrar na política espanhola e fracassou.

Dieudonné também falou sobre as mudanças climáticas: “Você se lembra da camada de ozônio?” Ele pediu aos espectadores que colocassem suas economias em cripto moeda, principalmente a moeda digital de Dieudonné, a Sestrel, e que comprassem máscaras faciais da LeeImpex, uma empresa que pode ou não ser de propriedade de Dieudonné e/ou seus associados.


Fonte: The Unz review: an alternative media selection

Publicado originalmente em 18 de abril de 2020

Nota:

[1] Nota do autor: Isso obviamente se refere à cidadania política. Etnicamente, Dieudonné é um híbrido bretão-Ewondo.

DISPONÍVEL NA LIVRARIA SENTINELA

Guillaume Durocher
siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

One thought on “Dieudonné pede por “reabilitação” de Adolf Hitler”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.