fbpx
Fórum Econômico Mundial publica guia sobre como coagir pessoas a receber a vacina do Covid-19

O Fórum Econômico Mundial tem desempenhado um grande papel nos últimos quinze meses, maior do que muitos de vocês podem imaginar, e agora publicou um guia útil para os governos e funcionários de saúde pública em todo o mundo sobre como coagir o público em geral para colocar a vacina Covid-19.

O Fórum Econômico Mundial afirma em um artigo recente que, para alcançar a imunidade do rebanho contra a doença do Covid-19, as autoridades de saúde pública devem usar a “teoria da publicidade”, manipular a maneira como as pessoas pensam e se sentem ao receber a vacina, usar os líderes da comunidade e os profissionais de saúde para fazer propaganda e oferecer subornos como incentivos para “ajudar os céticos a passarem pelas portas dos centros de vacinação locais”.

A teoria da publicidade gira em torno da estrutura da hierarquia de efeitos, que sugere que “os clientes pensam primeiro, depois sentem e depois fazem”. O Fórum Econômico Mundial acredita que a vontade dos formuladores de políticas em todo o mundo só se ajusta atualmente às pessoas que já estão interessadas em receber a vacina Covid, por isso recomendam que, para convencer os céticos, os funcionários recorram a três métodos simples de coerção e manipulação.

O primeiro passo que o Fórum Econômico Mundial recomenda aos responsáveis pela saúde pública é “aumentar os conhecimentos e superar a desinformação”. Isso gira em torno do estágio “pensar” da teoria da publicidade e afirma que os líderes locais chegam proativamente e educam os céticos através de “mídia como chamadas telefônicas, mala direta, televisão, outdoors e canais digitais”.

Por que eles recomendam isso? Porque, graças à pesquisa, o Fórum Econômico Mundial acredita que as pessoas “provavelmente acreditam que o processo de invenção e aprovação de vacinas foi precipitado, com efeitos colaterais subvalorizados”. O problema com o Conselho do Fórum Econômico Mundial é que as pessoas estão certas em acreditar que o processo de invenção e aprovação foi apressado. Eles também estão certos em acreditar que os efeitos colaterais não foram relatados. Isso não é uma questão de opinião, é uma questão de fatos.

 

O tempo médio que todas as vacinas do mercado levaram para serem aprovadas é de cerca de oito anos. As vacinas Covid-19 começaram a ser administradas nos braços do público em geral aos 11 meses de supostamente criadas, mas mesmo assim não foram aprovadas como outras vacinas, mas receberam autorização de uso de emergência. Por que razão só lhes foi concedida a autorização de utilização de emergência? Porque elas ainda estão na fase três dos ensaios e, portanto, são experimentais. A autorização de uso de emergência significa que o fabricante da vacina não pode ser responsabilizado por qualquer dano que possa ocorrer como resultado da vacina.

E os efeitos colaterais? Já ouviu falar do programa de cartões amarelos da MHRA? Muitas pessoas não fizeram isso e é precisamente por isso que os efeitos colaterais não são relatados. O programa do cartão amarelo permite que as pessoas notifiquem quaisquer reações adversas que tenham tido devido às vacinas Covid-19, e a MHRA acredita que apenas 1% a 10% das reações adversas são notificadas.

Isso torna o número real de reações adversas e mortes notificadas ao sistema bastante alarmante se a falta de notificação for levada em consideração. Porque de acordo com a 21ª atualização publicada pelo Governo do Reino Unido/MHRA sobre as reações adversas às vacinas Covid-19 ocorreram 973.425 reações adversas que variam de leves a extremamente graves e 1.356 mortes até 16 de junho de 2021.

O segundo passo que o Fórum Econômico Mundial recomenda aos funcionários da saúde pública é a propaganda e o assédio. Isso gira em torno do estágio de “sensação” da teoria da publicidade e afirma que os indecisos da vacina devem ser bombardeados com telefonemas e discussões e assediados nas mídias sociais para persuadi-los a serem vacinados contra o Covid.

O Fórum Econômico Mundial também sugere que outra maneira de melhorar os sentimentos dos céticos em relação às vacinas é aproveitar o medo de perder algo, tanto social quanto economicamente. Para isso, o Fórum Econômico Mundial recomenda que as autoridades de saúde pública usem táticas que induzam a culpa e o arrependimento. Eles sugerem que isso pode ser feito de forma semelhante ao que foi empregado com sucesso no Canadá durante os anos 30 e 40 para lidar com a difteria. Durante este período, eles usaram mensagens como “se seus filhos morrem de difteria, é culpa deles porque eles preferem não se dar ao trabalho de se proteger contra ela”.

 

O problema aqui é que as vacinas Covid não impedem a infecção ou a transmissão, portanto, usar mensagens como as recomendadas pelo Fórum Econômico Mundial é uma coerção e não equivaleria a um consentimento informado, porque a pessoa seria muito mal informada.

Apenas se demonstrou que as injecções de Covid reduzem o risco de ser hospitalizado ou de morrer por causa do Covid-19, um risco que já é incrivelmente pequeno para a maioria das pessoas e que se eleva a uma média de 0,02%.

Os ensaios limitados realizados apenas mediam se uma pessoa vacinada sofria ou não de uma doença grave se fosse infectada com Covid-19, mas estavam com defeito, uma vez que ninguém se expunha ao vírus durante o estudo, apenas mediam o que acontecia quando estava fora na população em geral.

Eles não mediram se uma pessoa vacinada poderia continuar a se infectar com Covid-19, e não mediram se uma pessoa vacinada poderia continuar a espalhar o vírus de acordo com a teoria dos germes aceita pela maioria.

Este é um conselho bastante vergonhoso por parte do Fórum Económico Mundial, tendo em conta o que precede, não é?

 

O terceiro e último passo que o Fórum Econômico Mundial recomenda às autoridades de saúde pública é o suborno e as chamadas telefônicas. Isso gira em torno do estágio de “fazer” da teoria da publicidade e afirma que os incentivos devem ser oferecidos para coagir as pessoas a se vacinarem contra o Covid-19, bem como assediar as pessoas em suas casas em uma tentativa de persuadi-las a se vacinarem ali mesmo.

O Fórum Econômico Mundial aconselha as autoridades de saúde pública a oferecer incentivos em dinheiro, transporte gratuito, Tempo Livre remunerado, produtos gratuitos e sorteios de loteria como subornos para “incentivar” a aplicação da vacina Covid.

Eles também aconselham a instalação de clínicas emergentes em áreas negligenciadas com populações reticentes às vacinas e a criação de “equipes de vacinação” que assediem as pessoas em suas casas sob o pretexto de alcançar pessoas que “não podem sair de casa” ou que “têm dificuldade” em chegar aos centros de vacinação.

O Fórum Econômico Mundial afirma que acredita que a aplicação da abordagem centrada no paciente “pensar – sentir – fazer” ao problema da comunicação da vacina COVID-19 melhorará os esforços para acelerar a imunidade coletiva mundial. Garantir uma reabertura e recuperação econômica segura e superar esse importante desafio sanitário e econômico pode depender desse tipo de tática”.

A vacina Covid-19 não garantirá uma reabertura e recuperação econômicas seguras, assim como a Covid-19 nunca provocou um fechamento e a dizimação da economia. Foram os governos tiranos e seus conselheiros científicos unidimensionais que fecharam e destruíram a economia, mas isso não poderia ser feito sem o conformismo inquestionável do público em geral. Mas podemos realmente culpar o público por isso, considerando as táticas de guerra psicológica desencadeadas sobre eles pelas autoridades para manipulá-los no conformismo? Uma guerra psicológica que desencadeou a emoção do medo e os transformou em cordeiros sacrificiais sob o pretexto de “fazer sua parte para o bem comum”.

As mesmas táticas que o Fórum Econômico Mundial recomenda agora às autoridades para manipular o mesmo público para tomar uma “vacina” experimental.


Fontes

  • World Economic Forum: 3 tactics to overcome COVID-19 vaccine hesitancy
  • The Daily Expose: World Economic Forum releases guide on how to coerce and manipulate public into getting the Covid-19 Vaccine

Tradução de Dinâmica Global

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)