fbpx

Depois de apresentar rapidamente o mito do “Progresso”, Carlos Alberto Sanchez denuncia a falácia progressista através de um exemplo, escolhido por ser bastante celebrando em nossa sociedade, e por ser repleto dos típicos anacronismos do contemporâneo: a questão do sexo, suas liberações e as identidades derivadas deste processo.

By Carlos Alberto Sanches

Sociólogo de formação; Pesquisador de Antropologia, Metapolítica, Metafísica Tradicional e Tradição Perene

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)