fbpx
Eduardo Bolsonaro apresenta requerimento 100 % plagiado

Denúncia: o plágio integral do requerimento nº 8/2021, à Comissão de Relações Exteriores, do Deputado Federal Eduardo Bolsonaro.

Estamos diante de uma das maiores fraudes já promovidas por um parlamentar na história do parlamento brasileiro. Trata-se dos argumentos inverídicos (no mais das vezes) e/ou imprecisos (em outra medida) elencados no Requerimento Nº. 8/2021, de autoria do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP). O requerimento interno busca criminalizar o partido político libanês, vale dizer, ofende a soberania nacional de outro país, inclusive com o qual o Brasil mantém relações diplomáticas, comerciais, culturais e políticas históricas, ao ponto de hospedar a maior comunidade libanesa migrada do mundo, estimada em 12 milhões, três vezes maior que a própria população libanesa.

Este requerimento, que pede a “aprovação de moção de repúdio ao movimento xiita Hezbollah”, além de carregar mérito absolutamente ilógico e implausível, ao ponto de ferir os legítimos interesses nacionais do Brasil, não só frente ao Líbano, mas frente ao mundo, é, em sua integralidade, um grosseiro PLÁGIO. Não há uma só palavra, ponto ou vírgula que não seja plágio. Única exceção: nome e assinatura do deputado Eduardo Bolsonaro.

Fazemos a presente denúncia, malgrado todo respeito pela dignidade parlamentar do deputado requerente, bem como as de todos os dignos parlamentares brasileiros, especialmente a dos integrantes da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDEN) desta honrada Câmara dos Deputados, porque não é possível desconhecer que a JUSTIFICATIVA que traz os argumentos às eventuais necessidade e pertinência do requerimento ora sob escrutínio é uma coleção de colagens integrais, sem sequer adaptações de conteúdo ou modo expositivo.

Assim, demonstra-se e prova-se o que afirmado pelo que segue, colacionando-se os trechos plagiados e indicando-se os sítios de internet dos quais se “chuparam” as passagens.

Os trechos do requerimento abaixo reproduzidos constam exatamente nos mesmos termos nos endereços eletrônicos a seguir indicados:

1º TRECHO PLAGIADO CONTIDO NO REQUERIMENTO

“A milícia Hezbollah surgiu em 1985 como um movimento de resistência a Israel, que àquela época ocupava o sul do Líbano. A facção segue o ramo xiita do islã e se alinha ao Irã e ao regime da Síria”.

ENDEREÇOS ELETRÔNICOS DE ONDE FORAM EXTRAÍDOS OS TRECHOS PLAGIADOS

https://www.osul.com.br/o-governo-brasileiro-estuda-classificar-o-grupo-libanes-hezbollah-como-terrorista/

https://www.folhape.com.br/politica/pressao-por-declarar-hizbullah-grupo-terrorista-opoe-militares-e-nucle/113976/

https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2019/08/pressao-por-declarar-hizbullah-grupo-terrorista-opoe-militares-e-nucleo-olavista.shtml

2º TRECHO PLAGIADO CONTIDO NO REQUERIMENTO

“…Sua reputação como grupo extremista cresceu de forma rápida, principalmente pelos confrontos com milícias xiitas rivais e ataques terroristas a alvos estrangeiros dos quais podemos citar:

Nos anos 80 promoveu ataques à embaixada dos EUA e ao quartel da marinha americana ambas em Beirute capital do Líbano, deixando centenas de pessoas mortas;

Ainda nos 80 emitiu um manifesto prometendo forçar as potências ocidentais a sair do Líbano e destruir o Estado de Israel. Já em 1989, o Parlamento libanês assinou um acordo, pondo fim à Guerra Civil Libanesa e garantiu à Síria a guarda do país, também determinou o desarmamento de milícias muçulmanas no país, exceto uma: o Hezbollah;

… foi responsabilizado pelo ataque a embaixada de Israel em Buenos Aires e Londres; 

Em 2006 o Hezbollah lançou diversos mísseis em direção a cidades israelitas da fronteira, gerando uma Guerra Israel-Hezbollah entre julho e agosto desse mesmo ano, deixando milhares de libaneses e 50 israelenses mortos.

O Hezbollah enviou milhares de combatentes para a Guerra Civil da Síria para ajudar o governo de Bashar al-Assad. Tal guerra é responsável por uma das maiores crises humanitárias da história, estima-se ao menos meio milhão de sírios mortos e mais de 12 milhões de refugiados”.

ENDEREÇO ELETRÔNICO DE ONDE FORAM EXTRAÍDOS OS TRECHOS PLAGIADOS

https://noticiasconcursos.com.br/enem-e-vestibular/historia-conheca-como-atua-o-hezbollah-e-sua-ideologia/

3º TRECHO PLAGIADO CONTIDO NO REQUERIMENTO

No dia 18 de julho de 1994, uma explosão estremeceu o entorno da rua Pasteur, 633. A rua ficava no bairro de Balvanera, informalmente conhecido como “Once”, ao lado do centro da capital argentina. Uma bomba havia arrasado a sede da Associação Mutual Israelita Argentina (Amia). O saldo do ataque foi de 85 mortos e mais de 300 feridos. Das vítimas mortais, 66 estavam dentro do prédio da AMIA. Outras 18 pessoas passavam na calçada ou estavam nos prédios vizinhos.”

ENDEREÇO ELETRÔNICO DE ONDE FORAM EXTRAÍDOS OS TRECHOS PLAGIADOS

https://epoca.globo.com/mundo/ataque-bomba-na-argentina-25-anos-de-impunidade-23816412

4º TRECHO PLAGIADO CONTIDO NO REQUERIMENTO

Esta organização que conta com um orçamento de US$ 1 bilhão por ano, dos quais US$ 700 são injetados pelo Irã…”

ENDEREÇO ELETRÔNICO DE ONDE FORAM EXTRAÍDOS OS TRECHOS PLAGIADOS

https://www.conib.org.br/a-presenca-do-hezbollah-na-america-latina-esta-mais-forte-do-que-nos-anos-90-alerta-especialista/+&cd=2&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br (OBS: site eletrônico da CONIB – Confederação Israelita do Brasil)

5º TRECHO PLAGIADO CONTIDO NO REQUERIMENTO

… é considerado uma organização terrorista pelos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Argentina, Israel, Canadá, Países Baixos, pela Liga Árabe e pelo Conselho de Cooperação do Golfo”.

ENDEREÇO ELETRÔNICO DE ONDE FORAM EXTRAÍDOS OS TRECHOS PLAGIADOS

https://pt.wikipedia.org/wiki/Hezbollah

6º TRECHO PLAGIADO CONTIDO NO REQUERIMENTO

O Hezbollah está presente na América Latina desde os anos 1990. As milícias financiadas e treinadas através da Guarda Revolucionária iraniana começaram a se estabelecer através da denominada “Tríplice Fronteira” entre Argentina, Brasil e Paraguai.”

ENDEREÇO ELETRÔNICO DE ONDE FORAM EXTRAÍDOS OS TRECHOS PLAGIADOS

https://dialogo-americas.com/pt-br/articles/cooperacao-regional-e-essencial-para-combater-o-hezbollah-na-america-latina/

7º TRECHO PLAGIADO CONTIDO NO REQUERIMENTO

…Em 2014, uma operação da Polícia Federal apontou a existência de uma relação entre o grupo libanês e a organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que atua principalmente nos presídios brasileiros. De acordo com os relatórios da PF, em 2006 os dois grupos passaram a atuar conjuntamente no contrabando de armas para o PCC, que em troca fornecia proteção aos membros do Hezbollah presos no Brasil…”

ENDEREÇO ELETRÔNICO DE ONDE FORAM EXTRAÍDOS OS TRECHOS PLAGIADOS

https://guiadoestudante.abril.com.br/blog/atualidades-vestibular/entenda-a-atuacao-do-grupo-hezbollah/

8º TRECHO PLAGIADO CONTIDO NO REQUERIMENTO

…O risco de ações terroristas não pode, por óbvio, ser completamente descartado mas é certo que a linha de atuação do Hezbollah na América do Sul mudou desde o atentado à AMIA. O grupo enxergou maior benefício em aliar-se a organizações criminosas do continente, praticando atividades como o narcotráfico e o contrabando de mercadorias nas fronteiras do Brasil com outros países da América do Sul.”

ENDEREÇO ELETRÔNICO DE ONDE FORAM EXTRAÍDOS OS TRECHOS PLAGIADOS

https://www.gazetadopovo.com.br/republica/hezbollah-pode-ser-uma-ameaca-terrorista-ao-brasil/

9º TRECHO PLAGIADO CONTIDO NO REQUERIMENTO

…o Hezbollah é antes de tudo uma organização terrorista, apesar de suas tentativas de se apresentar falsamente como uma entidade política legítima…”

Conforme cabalmente demonstrado, o requerimento de moção de repúdio em tela é o resultado sequencial de uma bricolagem digna de trabalhos escolares primários.”.

ENDEREÇO ELETRÔNICO DE ONDE FORAM EXTRAÍDOS OS TRECHOS PLAGIADOS

https://share.america.gov/pt-br/o-mundo-enfrenta-o-terror-do-hezbollah-grupo-terrorista-apoiado-pelo-ira/


Nestes dois últimos parágrafos conclusivos da justificativa e, logo, do requerimento interno, que deveriam, ao menos eles, terem sido redigidos pelo respeitável deputado e/ou por sua assessoria, também são reproduções literais, extraídos de sítio da internet. Soa escandaloso o todo, mas torna-se ainda mais gritante o caso quando até esta parte final é um “clone”!

Portanto, como se vê, não se trata de um requerimento propriamente, mas sim de uma colagem desconexa de trechos extraídos de endereços eletrônicos motivados ideologicamente, quase todos, senão todos, veiculadores de escandalosas FAKE NEWS, para não se falar que em nenhum dos textos aos quais o deputado recorreu – e, menos ainda, nos trechos que copiou – há uma só réstia de prova quanto ao que afirmado.

Ou seja: este digno parlamento, seus dignos parlamentares, esta respeitável comissão, que debate e elabora a política exterior de um dos países mais importante do mundo, o Brasil, está sendo submetida a um requerimento que nada mais é do que uma clipagem e, portanto, jamais um documento solidamente pensado com vistas à defesa dos interesses nacionais brasileiros.

O parlamento brasileiro, o Brasil como país, não podem passar por este constrangimento, por este verdadeiro vexame, razão pela qual é preciso refutar esta fraude quase inédita em nossa história, pois não temos um requerimento e, sim, um PLÁGIO repleto de colagens de verdadeiras FAKE NEWS.

Brasil livre e soberano, 9 de abril de 2021.

Brasileiro-árabes pela amizade do Brasil com os Países Árabes


Fonte: Oriente Mídia

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)