fbpx

No mês de janeiro, começamos o ano de 2022 com dois títulos inéditos em português para apreciação do público; “O Judaísmo E A Subversão Moral“, de E. Michael Jones e “Um Estado Nacional-Socialista“, de Gottfried Feder, com a qualidade dos livros por encomenda da Episch Verlag num formato moderno, fácil e acessível.

Confira abaixo um resumo sobre cada título e siga os links para mais informações diretamente no site da editora.

Um Estado Nacional-Socialista, de Gottfried Feder

ENCOMENDE O SEU NA EPISCH VERLAG CLICANDO AQUI

Nesta obra, publicada pela primeira vez em alemão na data de 19 de março de 1919, sucedendo a publicação de de “Manifesto pela Abolição da Escravidão dos Juros” (Das Manifest zur Brechung der Zinsknechtschaft), inaugurou-se um momento importante na história humana.

O teórico fundador do Nacional-Socialismo, Gottfried Feder, lançou aquilo que foi um dos primeiros fundamentos da doutrina Nacional-Socialista, fazendo com que “Um Estado Nacional-Socialista” (Ein NationalSozialistiche Staat) seja um livro obrigatório para todos que almejam compreender verdadeiramente os conceitos que alicerçam esta doutrina. Na Episch você também poderá encomendar as três obras do autor disponível em português por um valor único, “Manifesto pela Abolição da Escravidão dos Juros”, Um Estado Nacional-Socialista e Os Sindicatos, a DAF e o Valor do Trabalho clicando AQUI.

O Judaísmo e a Subversão Moral – E. Michael Jones

ENCOMENDE O SEU NA EPISCH VERLAG CLICANDO AQUI

A distinção crucial a ser feita em relação aos Judeus por parte de um cristão é frequentemente mal compreendida. O antissemitismo é um conceito racial, no sentido de ódio aos judeus devido às características raciais imutáveis e inerradicáveis. Isso é totalmente errado e é algo que já foi repudiado pela Igreja. Porém, é necessário para um cristão, em vista da crença e da fé na divindade de Cristo, ser antijudaico no sentido de se opor à crenças e ações dos judeus que operam como consequência da rejeição judaica de Cristo. Este livro mantém firmemente esta distinção vital. Reconhece o fato de que muitos judeus sinceramente tentam viver sob a lei moral. No entanto, é verdade que os judeus rejeitam a Cristo, o Messias Sobrenatural, para suportar movimentos revolucionários anticristãos. Essa rejeição do Logos tem sido uma característica da história judaica e levou diretamente à subversão cultural e o colapso da ordem moral expressa no título deste livro.

Eugene Michael Jones (1948–) é um escritor americano, professor aposentado, comentador midiático e atual editor da revista Culture Wars. É conhecido por suas publicações a respeito do declínio da cultura católica nos EUA a partir da segunda metade do século XX e sua assimilação pela cultura americana de massa. Escreveu prolificamente sobre a revolução sexual, a história da Igreja, os judeus, o poder financeiro e a modernidade. Dentre seus muitos livros, constam os mais conhecidos Libido Dominandi: Sexual Liberation and Political Control , Degenerate Moderns: Modernity as Rationalized Sexual Misbehavior, e sua sequência Dionysos Rising: The Birth of Cultural Revolution out of the Spirit of Music, bem como The Jewish Revolutionary Spirit and Its Impact on World History.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)