fbpx
Como os bilionários financiam em milhões de dólares a causa LGBT

Na última sexta-feira (12), a União Americana de Liberdades Civis (ACLU na sigla em inglês) recebeu a maior doação de sua história. 15 milhões de dólares de John L. Stryker e sua companheiro Slobodan Randjelovic, o maior patrocínio para causas LGBT na história da ACLU. A associação anunciou que vai dar o nome dos dois homens para seu Projeto LGBTQ & HIV.

Herdeiro bilionário cujo ativismo inclui tanto financiar esforços para limitar a liberdade religiosa como financiar grupos de cristãos dissidentes que incentivam mudar os ensinamentos de suas igrejas sobre casamento e moral sexual dentro das próprias instituições, Stryker é um dos herdeiros da Stryker Corporation, fabricante de equipamento médico. A revista Forbes estima que ele tenha 4,4 bilhões de dólares. Antes da doação à ACLU calcula-se que ele tenha dado 585 milhões de dólares para causas que vão da conservação de grandes primatas à defesa da causa LGBT, frequentemente através de sua organização filantrópica Arcus Foundatin.

Essas doações incluem milhões de dólares especificamente dirigidos a promover limites à liberdade religiosa.

Slobodan Randjelović, à esquerda, e Jon Stryker participam da festa do MoMA / Nova Iorque, NY, Getty Images – 4/6/19

Nos últimos anos a Fundação Arcus aumentou seus gastos da defesa de transgêneros e na mudança legal e cultural pró-transgêneros. Isso em meio à crescente controvérsia sobre tratamentos médicos para mudança de sexo para adultos e menores, o lugar de atletas transgêneros nos esportes femininos e a censura às críticas a declarações filosóficas, científicas e políticas pró-transgênero nos Estados Unidos.

As doações de Stryker para grupos religiosos dissidentes da doutrina da Igreja também apoiam grupos que combatem a moral cristã sobre sexualidade. Dinheiro da Arcus já financiou o “Católicas pelo Direito de Escolha”, que rejeita o ensinamento católico sobre aborto, e a “Coalizão de Igualmente Abençoados”, que reúne grupos como “Dignity USA”, “Chamado à Ação” e “Ministério Novos Caminhos”, que se engajam em promover políticas LGBT e rejeitam a doutrinação oficial católica sobre moralidade sexual e seus sacramentos. Alguns dos grupos apoiam a ordenação de mulheres e consideram que casamento e pessoas do mesmo sexo deveria ser reconhecido como sacramento.

Fundação Arcus e suas doações passadas recentes

Em 2012 a Fundação Arcus financiou um relatório crítico ao apoio dos Cavaleiros de Colombo ao casamento como uma união entre um homem e uma mulher.  Em 2014 uma doação destinava-se a “apoiar defensores LGBT religiosos para influenciar e se contrapor à narrativa da Igreja Católica” em relação ao Sínodo da Família e ao Dia Mundial da Juventude. Outra doação buscava promover “aceitação dos LGBT e o fim das políticas de isenção danosas dentro de comunidades Católicas.”

Em 2016, por exemplo, a Fundação Arcus de Stryker deu à ACLU 150 mil dólares para implementar “uma campanha coordenada de educação pública e mídia para combater isenções religiosas a legislação de nível federal e estadual,” segundo o site da fundação.

O uso dessas doações na política

A ACLU disse que os 15 milhões de dólares de Stryker e Randjelovic poderiam ajudar a mudar os Estados Unidos.

“Vamos usar a generosidade de Jon e Slo para mudar a lei e criar uma cultura em que a discriminação de pessoas LGBTQ seja impensável. Eles entendem que, enquanto pessoas LGBTQ puderem ser usadas como munição para ataques políticos, toda a nossa comunidade será vulnerável à discriminação,” disse James Esseks, diretor do projeto que com nome dos doadores.

O Diretor Executivo da ACLU, Anthony D. Romero, disse que os dois homens têm sido “pioneiros no apoio ao trabalho da Associação pelos direitos LGBTQ há anos.”

Junto com dezenas de financiadores e organizações assim como milhões de ativistas e pessoas LGBTQ comuns, Jon e Slo ajudaram a construir a infraestrutura que tornou a igualdade de casamento a lei do país, mas eles também entenderam que a luta pela igualdade LGBTQ não terminou aí.”


 

RECEBA NOSSOS LIVROS EM CASA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)