fbpx

O Comitê da Basileia aprova a avaliação anual dos Bancos Grandes demais para Falir (G-SIBs) e atualiza o plano de trabalho para avaliar as reformas pós-crise

O Comitê da Basileia discute os riscos da Covid-19 para o sistema bancário; reitera a importância da utilização de amortecedores de capital e liquidez.

Aprova o exercício de avaliação anual para Bancos Globais Sistemicamente Importantes (G-SIBs).

Atualiza seu plano de trabalho para avaliar suas reformas pós-crise para incorporar as lições aprendidas com a crise da Covid-19.

VISITE NOSSA LIVRARIA

[carousel_slide id=’21184′]

 

O Comitê da Basileia se reuniu em 14, 18 e 25 de setembro de 2020 para avaliar os riscos da Covid-19 para o sistema bancário global e vulnerabilidades relacionadas, e para discutir uma série de iniciativas de política e supervisão.

As perspectivas para a Estabilidade Financeira global continuam incertas. Os fatores que podem aumentar os riscos para o sistema bancário incluem a trajetória das infecções e medidas de contenção da Covid-19, um período de recuperação prolongado e o cancelamento e expiração das medidas de suporte. E a resiliência operacional do sistema bancário continuará a ser testada à luz do aumento do trabalho remoto e da dependência dos bancos em tecnologia e prestadores de serviços terceirizados.

Nesse pano-de-fundo, o sistema bancário entrou na crise da Covid-19 em uma base mais resiliente. Graças em parte às reformas pós-crise de Basileia III…

Basileia III: marco regulatório internacional para bancos

… os recursos de capital e liquidez dos bancos são maiores do que durante a Grande Crise Financeira de 2007-09, tornando-os mais resilientes. O Comitê está atualmente fazendo consultoria sobre um conjunto de princípios para aumentar a resiliência operacional dos bancos.

Princípios para resiliência operacional

Os membros do Comitê da Basileia reafirmaram por unanimidade sua expectativa de implementação total, oportuna e consistente de todos os padrões de Basileia III pendentes com base no cronograma revisado endossado pelo Grupo de Governadores e Chefes de Supervisão no início deste ano.

Governadores e Chefes de Supervisão anunciam o adiamento da implementação de Basileia III para aumentar a capacidade operacional dos bancos e supervisores para responder à Covid-19

O Comitê reitera sua orientação anterior de que os bancos devem fazer uso do capital de Basileia III e amortecedores de liquidez durante esta crise para absorver choques financeiros e apoiar a economia real por meio de empréstimos a famílias e empresas com capacidade de crédito. Os supervisores darão aos bancos tempo suficiente para restaurar os amortecedores, levando em consideração as condições econômicas e de mercado, bem como as circunstâncias de cada banco. O Comitê continuará monitorando os riscos da Covid-19 para o sistema bancário global e buscará medidas adicionais, se necessário. Também continuará a coordenar o trabalho em questões financeiras intersetoriais com o Conselho de Estabilidade Financeira (FSB) e órgãos de definição de padrões globais.

Comitê da Basiléia se reúne, discute o impacto da Covid-19 e reitera a orientação sobre buffers

O Comitê também aprovou um plano de trabalho atualizado para avaliar suas reformas pós-crise, que incorporará as lições aprendidas com a crise da Covid-19. O Comitê conduzirá uma série de análises empíricas para avaliar:

até que ponto suas reformas pós-crise alcançaram seus objetivos;

as interações entre as reformas de Basileia III e outras reformas pós-crise; e

se há lacunas na estrutura regulatória, ou efeitos indesejados significativos.

Como parte de seu trabalho, o Comitê continuará a buscar as opiniões e contribuições de uma ampla gama de partes interessadas, incluindo acadêmicos, analistas, bancos, participantes do mercado e o público em geral.

É incontestável o aparato regulatório expedido pelo BIS para garantir os privilégios dos bancos.


Fonte: Canal Daniel Simões – Estudos e Pesquisas

Publicado em 28 de dezembro de 2020

Artigo de Daniel Simões. O autor atua como pesquisador independente


Nota do autor: Este artigo é a continuidade de uma linha-de-trabalho que tem vindo a ser desenvolvida no blog, por isso, para uma mais profunda compreensão do assunto aqui abordado, sugerimos ler, primeiramente, os seguintes artigos:

Lista dos 30 Bancos Globais Grandes-Demais-Para-Falir (G-SIBs) | Plano COVID prevê mundo afundado em dívidas e Bancos ganhando muito, mas muito dinheiro com isso! (14/7/2020)

Conselho de Estabilidade Financeira lança Workshop virtual: os efeitos das Reformas dos Bancos Grandes-Demais-Para-Falir (27/8/2020)

PLP 281/2019 | Salvar Bancos a todo o custo! – até com o seu dinheiro! (25/9/2020)


VISITE NOSSA LIVRARIA

[carousel_slide id=’21184′]

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)