fbpx

Udo Walendy (1927) é um dos mais prolíficos pesquisadores, escritores e editores revisionistas do mundo. Após servir nas forças armadas, formou-se na escola de jornalismo em Aachen, e graduou-se em Ciência Política na Hochschule für Politik em Berlim Ocidental. Ele dirige a editora revisionista alemã Verlag for Volkstum e Zeitgeschichtsforschung. Walendy escreveu muitos trabalhos revisionistas por conta própria, incluindo uma análise única de fotografias falsas de atrocidade. Ele escreveu vários livros e desde o início dos anos 1970 tem publicado o periódico alemão Historische Tatsachen (fatos históricos), até agora abrangendo mais de 110 edições - incluindo a versão alemã de Did Six Million Really Die?, a versão em alemão do primeiro Relatório Leuchter e é o tradutor e editor da edição alemã do livro de Arthur Butz, The Hoax of the Twentieth Century (Der Jahrhundert Betrug em alemão). Walendy foi um dos conselheiros e testemunhas de Ernst Zündel durante os Grandes Julgamentos do Holocausto de 1985 e 1988. Como resultado de suas atividades, sua casa e escritórios foram frequentemente invadidos pela polícia, arquivos de negócios, livros, chapas de impressão e computadores foram confiscados. Muitas de suas publicações são indexadas (ou seja, não podem ser oferecidas publicamente) ou são totalmente proibidas. Em 1996 e 1997, Walendy, então com 70 anos, foi condenado na Alemanha e condenado a 15 e 14 meses sem liberdade condicional, respetivamente, por ter publicado e distribuído vários números do seu periódico Historische Tatsachen. Entre suas principais obras estão: "Who Started World War II: Truth for a War-Torn World" (uma edição atualizada, ampliada, recém-traduzida e corrigida de Truth for Germany - The Question of Guilt for the Second War World), Castle Hill Publishers, 1 de setembro de 2014; "Forged War Crimes Malign the German Nation Truth for Germany – The Question of Guilt for the Second World War" (Wahrheit für Deutschland – Die Schuldfrage des Zweiten Weltkriegs), publicado originalmente em 1964. Reimpressão pela Barnes Review.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)