fbpx

Léon Marie Joseph Ignace Degrelle (1906 - 1994) foi um político nacionalista belga fundador do rexismo. Participou na Segunda Guerra Mundial primeiramente como voluntário na frente oriental, em seguida tornou-se oficial das Waffen-SS e foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro. Após a guerra, foi uma importante figura na divulgação do Nacional-Socialismo e do Revisionismo Histórico. Em 1940, quando a Bélgica foi ocupada pela Alemanha, Degrelle juntou suas forças aos Nacional-Socialistas. Após a deflagração da Operação Barbarossa em junho de 1941, ele participou da criação da Legião da Valônia, comandada por Lucien Lippert, lutando na Wehrmacht na frente oriental Na Ucrânia, onde o pequeno batalhão inicial de valões com cerca de 800 jovens voluntários estava integrado no Grupo de Exército Sul. Em 1945, finda a guerra, fugiu da Noruega para a Espanha, onde foi protegido durante décadas pelo regime de Francisco Franco, escapando, assim, de cumprir a pena de morte por crimes de guerra, a que fora condenado. A concessão da cidadania espanhola, em 1954, livrou-o da extradição. Degrelle viveu ainda por cerca de cinquenta anos. Até o fim da sua vida, manteve-se um ferrenho defensor do nacional-socialismo. Ele também foi autor de livros como "Eu-SS Tim-Tim" e "História das SS Europeias."

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)