fbpx

Ex-presidente dos EUA, Donald Trump lançou nesta terça-feira (4) uma plataforma de comunicação on-line semelhante às tradicionais redes sociais. A novidade foi uma das promessas que Trump fez logo após ser banido do Twitter e do Facebook.

A plataforma “From the Desk of Donald J. Trump” pode ser acessada em um site criado pelo ex-presidente. O espaço permitirá que Trump poste comentários, imagens e vídeos.

[carousel_slide id=’24435′]

 

Em uma das publicações na plataforma, o ex-presidente estadunidense criticou a republicana Liz Cheney, do estado do Wyoming.

“Ela está tão baixa [nas pesquisas] que sua única chance seria se um grande número de pessoas corresse contra ela, o que, felizmente, não acontecerá. Eles [o povo de Wyoming] nunca gostaram muito dela, mas digo que ela nunca mais se candidatará a uma eleição em Wyoming!”, escreve Trump na rede.

A tecnologia da mídia social, disse a Fox News, é feita especialmente para gerenciar campanhas e organizações políticas com eficiência. O sistema foi elaborado pelo ex-gerente de campanha republicano, Brad Parscale.

[carousel_slide id=’23543′]

 

O espaço também permite que seguidores compartilhem as postagens do ex-presidente Trump em outras redes sociais. Porém, não há interação social: a nova plataforma não tem um recurso que permita aos usuários “responder” ou interagir com as publicações de Donald Trump.

“Esta é apenas uma comunicação unilateral. Este sistema permite que Trump se comunique com seus seguidores”, disse a fonte citada pela Fox News.

O lançamento da plataforma também ocorre um dia antes do prazo final para o conselho de supervisão do Facebook anunciar sua decisão de suspender Trump indefinidamente das redes sociais de Mark Zuckerberg.

[carousel_slide id=’23571′]

 

Zuckerberg decidiu bloquear Donald Trump de suas redes sociais após os protestos de 6 de janeiro no Capitólio dos Estados Unidos. Na ocasião, ele disse que “acredita que os riscos de permitir que o presidente continue a usar nosso serviço durante este período são simplesmente grandes demais”.


Fonte: Sputnik News

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quer receber nossas notificações?    SIM! Não, obrigado (a)