Norberto Toedter: “Forças Ocultas”

Com certeza foi surpreendente a coordenação e presteza com que governos dos mais diversos países (50?), incluindo o do Brasil, reconheceram em prazo de poucos dias o tal autonomeado governo “Guaidó” para a Venezuela. Isto, apesar de ser discutível sua legitimidade. Mas o que não deixa de chamar a atenção é o fato de que entre os adversários do governo Maduro vamos encontrar não só globalistas, o que era de se esperar, porém também nacionalistas. É verdade que o governo Maduro, sucessor de Chaves, nasceu como socialista, portanto de esquerda, e são justo os comunistas os que mais o criticam.

Diante do desenrolar do “affaire” justifica-se perguntar: Quem, ou o quê, fez um Donald Trump reconhecer um Guaidó como presidente interino? Justamente Trump, o do Muro, o da “America first”. E os nossos aqui, não deixaram bem claro que são nacionalistas? Não temos problemas próprios em número suficiente? Aí veio o termo-chave já eternizado pela Merkel na Europa: humanitário. Este vai encaminhar muita coisa…

Fica muito claro, mesmo para quem é apenas medianamente informado, que são outros os que estão determinando a direção. São F.O. – Forças Ocultas! Desde o tempo em que Getúlio e depois Jânio Quadros as mencionaram elas cresceram, ganharam muita força, tudo com o intuito de exercer o domínio global.

Livros de Toedter disponíveis da nossa loja. Links abaixo  (Imagem: Facebook do Autor)

É provável que as F.O. de hoje sejam a continuidade de uma ação iniciada em 1774, quando Adam Weishaupt (1748 – 1830), em Ingolstadt (perto de Munique) na Baviera, fundou a Ordem dos Illuminati. Fora educado num colégio de jesuítas, do qual acabou sendo diretor. Foi aluno do filósofo judeu Mendelsohn e consta que em 1770 foi procurado por sócios da casa bancária Rothschild. Teria sido este encontro a origem do propósito de se criar a citada ordem.

Os objetivos dos Illuminati desde sempre foram ambiciosos e revolucionários. Teriam eles alguma ligação com a antiga Ordem de Sion (Prieuré de Sion), que acolhera o que sobrou dos Templários, depois da inclemente perseguição que estes sofreram pelo Rei Felipe IV da França e pelo Papa Clemente V. Os Illuminati são contra a Igreja e definiram a tática da infiltração nos órgãos diretivos dos países, que já deixa claro a existência de um plano de domínio amplo e abrangente. Weishaupt acabou expulso da Baviera, o que só acelerou a expansão de sua ação. Em 1778 começou a infiltração nas lojas maçônicas e apenas quatro anos depois viu o Congresso norte-americano aprovar o brasão nacional de concepção nitidamente por eles influenciada. Em 1787 já existiam nos EUA dezesseis Lojas da Ordem. Da primeira era membro Clinton Roosevelt, ancestral direto de Franklin Delano Roosevelt. Os Illuminati foram apoiados pelo Duque Ernst von Sachsen-Gotha, ancestral da Rainha Elisabeth II da Inglaterra.

“No acredito en brujas, mas que las hay, las hay.”

E são estas bruxas, quem está preparando as poções e trama os pauzinhos em mais este caso, agora envolvendo o país vizinho a Venezuela.

QUE NÃO VENHA A SER UMA PRIMAVERA SUL-AMERICANA.

Veja Também

Veja os livros de Toedter na Loja

A Paz que não houve: O Outro Lado da História – Norberto Toedter

O que é verdade? O Outro Lado da História – Norberto Toedter

… E a Guerra Continua – Norberto Toedter

Outra Face da Notícia: O que os Jornais não disseram – Norberto Toedter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *