Nacionalismo Ganhando Espaço na Suécia

Nos ajude a espalhar a palavra:
O Partido Nacional-Socialista Sueco participará do maior evento político na Suécia
O Movimento Nacional de Resistência Nórdica Nacional-Socialista foi autorizado pela polícia sueca a realizar publicamente reuniões e manifestações na Semana de Almedalen, o maior evento político do país.
De acordo com a lei sueca, todas as reuniões e manifestações públicas exigem uma autorização aprovada pelo departamento de polícia.
O Movimento de Resistência Nórdica procura criar uma república nórdica, composta pelos países da Suécia, Noruega, Dinamarca, Finlândia e Islândia, e quer expulsar todos os cidadãos que não têm uma herança étnica do norte da Europa.
O partido é abertamente nacional-socialista e declara em seu programa partidário que quer retomar o poder da elite sionista global que econômica e militarmente ocupou a maior parte de nosso mundo. Eles também são francos revisionistas do Holocausto.
A lei sueca e suas fortes disposições para a liberdade de expressão tornam difícil para a polícia negar a qualquer pessoa o direito de marcar uma reunião pública ou uma manifestação. No entanto, uma exceção é se a reunião constitui um perigo para os participantes ou perturba fortemente a lei e a ordem. O comissário de polícia encarregado da segurança durante a semana disse ao jornal sueco SvD que a polícia tem um bom diálogo com o partido.
Vitórias dos Democratas suecos (nacionalismo conservador)
Os suecos estão finalmente entendendo o quão fodida é a situação em seu país? Os Democratas Suecos, um partido auto-denominado nacionalista conservador, obtiveram grandes ganhos antes de uma importante eleição. Na verdade, eles podem até obter a maior porcentagem dos votos. Agora o partido possui 49 cadeiras (de 349) no parlamento sueco e duas no europeu.
Um surto de violência entre gangues provocou sentimentos anti-imigração antes de uma eleição na Suécia, colocando um partido de extrema-direita a caminho de grandes ganhos em um dos países mais liberais da Europa.
Dezenas de pessoas foram mortas nos últimos dois anos em ataques na capital Estocolmo e outras grandes cidades por gangues que são na maioria de subúrbios degradados dominados por imigrantes.
No último derramamento de sangue, três homens foram mortos a tiros e três ficaram feridos do lado de fora de um Cyber café na cidade de Malmo em 18 de junho. Um quarto homem foi baleado morto dias depois e outro homem sobreviveu porque estava usando um colete à prova de bala.
Com as chamadas públicas crescendo para políticas mais duras sobre crime e imigração, aumentou o apoio aos Democratas da Suécia, um partido com raízes nacionalistas que quer congelar a imigração e realizar um referendo sobre a adesão da Suécia à União Europeia.
Sempre que a grande mídia usa o termo “neonazista”, isso equivale a pessoas normais que não querem que seu país seja dominado. Há todo tipo de zonas proibidas em todo o país por causa dessa invasão que ocorreu.

 

O www.osentinela.org é um projeto de mídia informativa de viés nacionalista e tradicionalista brasileiro mantido pela própria equipe, escrevendo, editando e atualizando de forma pontual, além dos nossos leitores e seguidores de nossas mídias sociais.
 
O conteúdo sempre será livre e de forma gratuita, mas se você quiser incentivar esse projeto, poderá fazer com qualquer valor.  Assim, estará sendo VOCÊ o financiador daqueles que acreditam na causa nacional.
 
Outras formas de doação através do contato: osentinelabrasil@gmail.com
Nos ajude a espalhar a palavra:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.