Lobby da UE faz moção de Censura à Hungria por não adotar política de imigracionismo

Nos ajude a espalhar a palavra:
O Parlamento da União Européia votou pela imposição de censura ao “Artigo 7” contra a Hungria, depois que a nação recusou permitir que a invasão maciça de imigrantes continuasse – embora a UE tenha violado suas próprias regras ao não ganhar uma maioria de dois terços que é legalmente obrigatório parar iniciar esse processo.
O ministro das Relações Exteriores da Hungria, Péter Szijjártó, disse em sua reação que conforme relatado pelo novo serviço da Hungary Today, o parlamento da UE adotou uma moção de censura, alegando que a nação da Europa Central fez um “ato de pequena vingança” dos políticos pró-migração.
Citado em um relatório do novo serviço da Hungary Today, Szijjártó disse que “a Hungria e o povo húngaro foram condenados porque provamos que a migração não é necessária e pode ser detida”.
Ele passou a dizer que a votação foi “fraudulenta” e insistiu que sob os acordos europeus, as abstenções deveriam ter sido contadas como votos contra a adoção do relatório. Ele acrescentou que o governo húngaro estudaria as opções de recursos legais.
Houve 448 votos a favor da adoção da censura pelo artigo 7, 197 votos contra e 48 abstenções (incluindo as do Partido Jobbik húngaro, que enfatizou bastante a questão para tentar trazer o apoio de seu país).
As próprias regras da UE dizem que qualquer moção de censura do “Artigo 7” deve ser adotada por uma maioria de dois terços, que neste caso precisou de 457 votos. Os 448 votos a favor estavam claramente aquém disso, o que significa que as regras da própria UE a este respeito foram claramente violadas.

Confira nossa Loja da Livraria Virtual

Isto, obviamente, não fez diferença para os globalistas que governam a UE, e o processo do “Artigo 7” foi agora acionado.
Em uma declaração anterior, Szijjártó disse que a Hungria estava sendo “atacada porque não permite a entrada de migrantes ilegais em seu território”.
Reagindo a um comunicado do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), que afirmou que a recusa da Hungria em se deixar invadir pelo imigração, “contraria [as] obrigações da Hungria sob a lei internacional de direitos humanos e representa uma violação grave por parte da própria Hungria em suas obrigações e valores que encontraram na União Europeia.”

“Eles farão todos os esforços para inundar a Hungria e toda a Europa com migrantes. O governo húngaro continuará a proteger as fronteiras da Hungria e considera a organização da migração ilegal um crime grave, que será firmemente sancionado. A Hungria informará ao OHCHR que a segurança é o direito humano mais básico e que o povo europeu tem o direito de viver em segurança. Vamos insistir em fazer valer esse direito e proteger a segurança da Hungria e, consequentemente, da Europa como um todo”, disse ele.

Fonte: The New Observer / Hungary Today

—————————————————————————————–
Veja Também:

Outras formas de doação? Entre em contato: osentinelabrasil@gmail.com

Nos ajude a espalhar a palavra:

One thought on “Lobby da UE faz moção de Censura à Hungria por não adotar política de imigracionismo”

  1. "união europeia", na verdade uma pocilga podre de pederastas, porcos depravados, comunistas, trotsquistas, maoístas, judeus, ciganos, globalistas, multiculturalistas e outros degenerados desse naipe que vão ser destruídos pelos muçulmanos e, merecem isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.