Líderes Judeus Apelam para Proibição do Partido Nacional-Socialista Sueco antes das Eleições Gerais

Líderes e membros proeminentes da comunidade judaica na Suécia renovaram os chamados para proibir o Movimento Nacional Socialista de Resistência Nórdica (NRM – Nationalsocialist för nordisk motstånd), após a mais recente de várias manifestações bem-sucedidas do partido nos últimos meses.

Aproximadamente 300 ativistas nacionalistas participaram de uma manifestação realizada pelo NRM na manhã de sábado (2), destinada a atrair a atenção para o partido no período que antecede as eleições gerais da Suécia programadas para 9 de setembro.
O comício de sábado segue-se a uma demonstração que foi realizada em julho durante uma conferência política anual e a uma manifestação realizada em setembro do ano passado em Gothenberg.
Apesar de defender políticas que restringem a cidadania aos nórdicos, repatriando imigrantes que não são nativos e trabalhando contra o poder da elite sionista global, o NRM não foi proibido.
A comunidade judaica em Estocolmo (capital sueca), liderada pelo seu presidente Aron Verstandig disse que “a atividade neonazista” na Suécia está em ascensão “há algum tempo” e descreveu o NRM como um partido “abertamente violento” que deveria ser proibido.

“Eu vejo como extremamente preocupante que tenhamos um crescente movimento neonazista na Suécia, e os políticos devem fazer o que puderem para proibir essas organizações. O governo não fez o suficiente para limitar esse grupo e a legislação precisa ser aprovada” para proibir o partido”, disse ele.

Verstandig disse também que a comunidade judaica se sentiu “muito intimidada” pela marcha de sábado, mesmo que a manifestação não tenha sido dirigida especificamente contra os judeus.

“Essa comunidade é composta em grande parte por sobreviventes do Holocausto e seus descendentes, então ver pessoas abertamente dizendo que são nazistas em público é muito assustador”, disse ele.

O NRM descreve-se como uma organização nacional socialista, que procura estabelecer uma sociedade como tal e tem um item específico da agenda política de retomar o poder da elite sionista global que ocupou economicamente e militarmente a maior parte do nosso mundo.
Sua plataforma política denuncia os sionistas globais que não só promovem o Estado de Israel, mas também trabalham a longo prazo para a instabilidade em todas as nações, o que poderia ser uma ameaça à sua estrutura de poder.
Apesar da demonstração e da crescente visibilidade do NRM, Verstandig disse que em geral há um bom ambiente para a comunidade judaica em Estocolmo, e que não sente nenhum senso de discriminação, observando que os acampamentos de verão e instituições de ensino judaico são totalmente atendidos.
Ele disse que a comunidade, no entanto, se sente ameaçada pelos “neonazistas“, assim como pelos extremistas islâmicos que foram acusados ​​pela maioria dos incidentes antissemitas no país nos últimos anos (lembrando que o termo ‘semita’ também inclui os árabes. Só para termos uma ideia de como isso é usado como manobra da informação).
Annika Hernroth-Rothstein, jornalista e consultora política, descreveu a manifestação do NRM como “incrivelmente desconfortável” para a comunidade judaica, particularmente porque os contra-manifestantes incluíam elementos da “extrema-esquerda” que também estiveram envolvidos em incidentes e sentimentos antissemitas na Suécia. (esquerda operaria não progressista)
Ela diz que “os esforços da NRM em rotular certas pessoas, incluindo ela mesma e outras figuras públicas proeminentes como traidores da Suécia e dos povos nórdicos, representaram um perigo significativo para ela e para outras pessoas que destacaram.” No entanto, ela concorda que o NRM não era uma ameaça significativa para a comunidade judaica ou para a sociedade em geral, uma vez que o apoio público era muito limitado, e disse que os islamistas na Suécia representavam um problema muito maior.
Ela disse que os judeus são incapazes de se identificar livremente como judeus em público devido a preocupações de segurança, são proibidos de realizar abates religiosos para carne kosher e não podem estabelecer escolas judaicas devido a proibições em escolas religiosas. (Eles deveriam agradecer ao irmão da Sinagoga, George Soros)
Ela também observou os esforços legislativos para proibir a importação de carne kosher, que ainda está disponível atualmente, e para proibir a circuncisão são mais uma prova que a comunidade judaica se sente sob cerco. 

“O antissemitismo é o herpes da Europa, ele desaparece por um tempo e depois se recupera”, declarou ela. Os judeus da diáspora são um tributo à sociedade, e nós somos o canário na mina de carvão para toda a civilização, e por essa medida este país e este continente estão indo pelo ralo. A comunidade judaica se preocupa com o país e o ama, e é realmente perturbador que esse amor não seja recíproco. Ninguém se importaria se os judeus fossem embora. Nós dissemos a eles o que é necessário, como permitir carne kosher, permitindo que pessoas que se identificam de forma judaica possam se mover livremente, permitindo escolas religiosas, mas ninguém faz nada.”

Cada um com os mestres que merece, não é mesmo? Porque os judeus forma expulsos do seio de todas as nações que habitaram? Porque eles são o povo escolhido e todos nós sofremos de uma doença (como ‘herpes’) chamada antissemitismo? Onde um semita acusa outro semita de antissemitismo? 

Site Oficial Nord Front: www.nordfront.se
————————————————————————————————————————–
Veja Também:


O www.osentinela.org é um projeto de mídia informativa de viés nacionalista e tradicionalista brasileiro mantido pela própria equipe, escrevendo, editando e atualizando de forma pontual, além dos nossos leitores e seguidores de nossas mídias sociais.

O conteúdo sempre será livre e de forma gratuita, mas se você quiser incentivar esse projeto, poderá fazer com qualquer valor. Assim, estará sendo VOCÊ o financiador daqueles que acreditam na causa nacional.


Outras formas de doação? Entre em contato: osentinelabrasil@gmail.com

One thought on “Líderes Judeus Apelam para Proibição do Partido Nacional-Socialista Sueco antes das Eleições Gerais”

  1. É impressionante como a ditadura holocau$tica dos racistas talmudistas domina a Europa e o mundo Ocidental! Então nós somos covardes, burros ou bundas moles nos deixando dominados por uma insignificante minoria de racistas judeus! Então que venham os muçulmanos para salvar a Europa da ditadura holocau$tica-judaica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *