Encontro Nacionalista europeu marcha em homenagem a general Hristo Lukov na Bulgária

Nos ajude a espalhar a palavra:

Mais de dois mil militantes nacionalistas , de vários países da Europa, desfilaram nas ruas de Sófia, em homenagem ao general Hristo Lukov.

Photo: Dimitar Dilkoff

Erguendo tochas onde arde o fogo crescente do nacionalismo, iluminando as suásticas e os símbolos das SS, mais de duas mil pessoas marcharam, este sábado, em Sófia, capital da Bulgária, onde ecoaram cânticos nacionalistas. O desfile homenageou o general Hristo Lukok, líder nacionalista búlgaro cujo governo Nacional-Socialista/Fascista apoiou a Alemanha e a Itália durante a Segunda Guerra Mundial, alto representante com uma estreita ligação ao Terceiro Reich e de política anti-sionistas.

O líder da União Nacional Búlgara, Zvezdomir Andronov, traça como objetivo a “salvação do povo búlgaro” da crise social e econômica que o país enfrenta há décadas.

Grupos de outros países – como Alemanha, Hungria ou Noruega – também se juntaram para fazer agitar as bandeiras nacionalistas e de Terceira Posição na Europa “É importante estarmos em contacto com outros movimentos nacionalistas europeus. Acreditamos, firmemente, que países independentes e livres são muito importantes”, defende o sueco Par Sjörgen, do Movimento de Resistência Nórdica.

Movimento de Resistência Nórdica I Bulgária
Movimento de Resistência Nórdica I Bulgária
Movimento de Resistência Nórdica I Bulgária

Contra-ataque

O governador da cidade tinha proibido a marcha anual, mas o tribunal regional aceitou o pedido e lhes deu aval para manifestar a liberdade de expressão enquanto a comunidade judaica se sentiu “ignorada”, diz Robert Singer, líder do Congresso Mundial Judaico contando aos órgãos da imprensa europeia.

Photo: Nikolay Doychinov

A mobilização originou, como resposta, uma convocatória insurgente, sob os dizeres já batidos de “Nazis fora das ruas”. “Não queremos que o nazismo do século XX volte. Não queremos que voltem a destruir a vida de milhões de pessoas”, afirma Galina Lacheva, simpatizante de um movimento antifascista.

Uma forte presença policial nas ruas de Sofia evitou que os protestantes entrassem em conflito… para a sorte dos “antifascistas” lacaios do sistema neoliberal.

Quem foi Hristo Lukov

Nascido em 6 de janeiro de 1887, foi um general búlgaro que liderou a União das Legiões Nacionais Búlgaras (SBNL).

A União das Legiões Nacionais Búlgaras (em búlgaro: “ъюз на българските национални легиони”) era uma organização nacionalista na Bulgária que foi formada em 1933 . Também conhecido como Associação dos Legionários, fundado e liderado por Hristo Lukov, então quando ainda tenente-coronel. O movimento durou até 1944.

Comandante geral da 13ª Divisão do Exército do Reino da Bulgária durante a Primeira Guerra Mundial , e mais tarde ministro da Guerra. Durante a Segunda Guerra Mundial, ele foi um grande defensor das potências do Eixo , particularmente da Alemanha Nacional-Socialista . Lukov foi assassinado por partidários comunistas em 13 de fevereiro de 1943.

Lukov também foi dono de vários prêmios e condecorações que incluem a Ordem de Bravura, 4º grau, primeira e segunda classe; Ordem de Santo Alexandre, 3ª classe sem espadas e 4ª classe com espadas; Ordem do Mérito Militar , 1ª classe e a famosa Cruz de Ferro de 1939, 2ª classe, dada pelo governo nacional alemão.

Fonte: Expresso I Metapedia Nordic Resistance Moviment

Nos ajude a espalhar a palavra:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.