Damares Alves: “Abuso Sexual Infantil Não é Brincadeira!”

Nos ajude a espalhar a palavra:

Logo após discursar na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Genebra, Suíça, 25 de fevereiro, a ministra Damares Regina Alves, 55, advogada, pastora e atual ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos da atual gestão de governo reclamou, durante encontro com jornalistas, da chacota que sofreu por conta de sua história de vida.

Visivelmente emocionada, Damares fez referência ao fato de quando veio a público um relato no qual ela conta que, depois de sofrer abuso sexual na infância, pensou em se suicidar, mas desistiu ao ver Jesus Cristo em cima de um pé de goiaba pequena árvore frutífera nativa da América tropical.

“Riram e zombaram da minha história de sofrimento e dor. Mas não riram e zombaram só desta ministra quando fizeram tanta chacota. Riram e zombaram de milhões de meninas que são abusadas no Brasil. Isso me incomodou. Riram das crianças que estão tentando suicídio no Brasil, que estão se suicidando. O suicídio é a segunda causa de morte entre jovens no meu país. Nós precisamos lidar com esse assunto com muita delicadeza e sabedoria. E a forma como riram da minha tentativa de suicídio”.

‘Eu sei o que é estar no colo de um pedófilo’

Damares destacou que tinha apenas 10 anos quando ocorreu o episódio da goiabeira e que lutará para que casos de pedofilia caiam no país.

“E quando falo que o Brasil ganhou o título de pior país da América do Sul para ser menina, um dos motivos é o abuso. Eu fui vítima do abuso. Eu sei o que estar no colo de um algoz. [..]. A gente quer que isso não aconteça mais no Brasil.”

Questionada sobre o modo como a imprensa internacional tem repercutido declarações suas, a ministra disse que foi mal interpretada. Ela afirmou que suas falas foram retiradas de contexto e que, em muitos momentos, isso demonstrou intolerância religiosa.

“O que aconteceu é que pegaram frases minhas ditas dentro de uma igreja para o meu segmento, o meu povo (sua Igreja, de cunho protestante)). Interpretaram de forma errada. Como ministra, nenhuma das minhas declarações foi questionada ainda. Questionaram as minhas falas como pastora. Isso, num primeiro momento, me incomodou, porque eu vi que o que aconteceu de verdade foi uma tremenda demonstração de preconceito religioso. Chegaram a dizer “como uma pastora vai ser ministra dos Direitos Humanos?”

Abuso sexual infantil não é “brincadeira”

Estudo do setor de pesquisas da revista britânica “The Economist”, de 2018, o Brasil está na posição 11ª, entre 40 países avaliados em intensidade de casos de abuso sexual infantil.

Analisando dados quantitativos e qualitativos de 40 países, o “Out of the Shadows Index” (Índice Fora das Sombras), apoiado pelas fundações World Childhood e Oak, mostra que os dez países melhor colocados em um ranking de combate a abuso sexual infantil e exploração, segundo a metodologia do relatório estão entre os mais ricos do mundo. No entanto, apenas três deles (Reino Unido, Suécia e Canadá) têm uma pontuação acima de 75 – em uma escala que chega a 100 pontos.

O Brasil, com 62,4 pontos. Nesta pontuação geral, ele está acima da média do grupo: 55,4 pontos. O documento destaca o aparato legal do país na proteção às crianças, assim como o engajamento do setor privado, da sociedade civil e da mídia no tema.

Isso quer dizer que melhores índices socioeconômicos não implicam diretamente em maior proteção às crianças – e os países mais pobres não são, necessariamente, piores para elas. A vulnerabilidade das crianças e dos adolescentes ao abuso sexual é uma ameaça universal, como aponta o próprio relatório.

Até o presente momento, nenhuma feminista de plantão apareceu publicamente para apoio de Damares. 

Fonte: O Globo I G1

Siga em:

Sentinela

Site formado em 2013 com foco em história não oficial do Brasil e geral, política, filosofia, economia, cultura e etc.

Com foco geral em análises de um ponto de vista da Terceira Posição Política e do Revisionismo histórico, nossa missão e visão consiste em trazer a verdade (assim como questioná-la, já que nenhuma verdade é absoluta) sobre uma ótica diferente do habitual.

Pense diferente.
Siga em:
Nos ajude a espalhar a palavra:

4 thoughts on “Damares Alves: “Abuso Sexual Infantil Não é Brincadeira!””

  1. ” A arte não representa aquilo que vemos, ela nos faz ver! ” Paul Klee https://liberdadeparaensinar.files.wordpress.com/2015/09/imagem-7.png

    “Por vezes as pessoas não querem ouvir a verdade porque não desejam que suas ilusões sejam destruídas ” Friedrich Nietzsche https://3.bp.blogspot.com/-AYI8kBd3Ltw/WqXVfLrNj4I/AAAAAAACCCw/imTH8nI7itEjrLhojg3f_VBfdLrfpYnZwCLcBGAs/s1600/O%2BBrasil%2Be%2Ba%2Bcrise%2Bde%2Bvalores.jpg

    Is this what we fought for in World War two? https://www.youtube.com/watch?v=aLjW3kCAZIY

  2. “Da corrupção das mulheres procede a confusão das raças; da confusão de raças, a perda de memória; da perda de memória, todo entendimento; e disto – todo o mal. ”- Sri Krsna, O Bhagavad-Gita https://nationalvanguard.org/2019/06/lost-daughters/

    ‘’Uma nação se edifica e é destruída através de suas mulheres.” https://germanenherz.files.wordpress.com/2017/03/schiller-frauen.jpg > consoante às citações bíblicas em Provérbios 12:04 + 14:01 + 19:14 ” A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata a derruba com as próprias mãos” https://www.osentinela.org/andre/por-que-o-numero-de-mulheres-em-movimentos-nacionalistas-vem-crescendo/#comment-3167

  3. https://cdn.pensador.com/img/frase/cl/ar/clarice_lispector_o_obvio_e_a_verdade_mais_dificil_de_s_lpwpr6r.jpg

    Empiricamente, em qualquer época ou em qualquer lugar, QUANDO O MELHOR LIDERA, TUDO MELHORA; Então confira aqui pelo que REALMENTE se lutou na segunda guerra mundial https://www.youtube.com/watch?v=nLhjFixNDWU&t=167s

    Mateus 07:16 “Pelos seus frutos os conhecerei” https://www.youtube.com/watch?v=bpvYMat7VUw&t=76s

    O impacto da pornografia sobre os meninos – Um grande desafio da educação atual – Por Sean Fitzpatrick https://wearetime.blogspot.com/2017/04/efeitos-da-indulgencia-sexual-sobre-o.html?showComment=1532623672851#c3852316569489532763

    “”A terra ainda não gerou tal povo que seria tão impuro e foi, tão sujo por dentro, tão vil e repugnantemente depravado. E aqui os judeus estão à frente de todos.” vide cap. VIII https://archive.is/PIIpv#selection-4035.0-4035.165

    http://i1.wp.com/www.wehuntedthemammoth.com/wp-content/uploads/2015/01/cultural_marxism.jpg

    https://concisepolitics.files.wordpress.com/2018/09/ezra-pound-hated-wars-of-greed-and-domination-caused-by-lies-propaganda-of-the-rothschilds-crime-syndicate.png

    1. PORNOGRAFIA – OUTRA DISTRAÇÃO JUDAICA

      Postado por sternbald em 5 de dezembro de 2014 ·

      Uma compilação de Richard, com um postscript de Sternbald

      “O autocontrole é o elemento essencial da auto-estima e o respeito próprio é o elemento essencial da bravura.” (Tucídides: A História da Guerra do Peloponeso)

      Para muitos, a pornografia é pouco mais que um passatempo inofensivo e divertido, algo para desfrutar e desfrutar, em vez de desprezar e evitar.

      De fato, a pornografia – e a masturbação excessivamente extravagante que necessariamente se segue – é uma arma que está sendo lançada contra nossos povos. Ele transformou um número muito grande de nós – 90% dos homens, segundo algumas estimativas – em conchas vazias de nós mesmos, procurando incessantemente a próxima intoxicação por dopamina, sem se preocupar com a parceria e a moralidade e sem poder sentir toda a gama de emoções humanas, presa fácil da mídia e seu fluxo interminável de mentiras e humilhações.

      Nosso cérebro em intoxicação por dopamina

      A mania de pornografia é essencialmente a mesma que qualquer outro tipo de dependência. As mesmas estruturas cerebrais são abordadas e podemos observar os mesmos padrões de comportamento que ocorrem em viciados em drogas e alcoólatras, ou seja, um desejo intenso pelo dopamina do “hormônio da felicidade”, o principal estimulante do desejo.

      Para a maioria dos mamíferos, não há melhor fonte de dopamina do que a relação sexual. Experimentos em ratos mostraram que após a ejaculação, um rato macho leva pelo menos 7 dias para recuperar completamente seus poderes e recuperar a exposição à dopamina como antes da relação sexual; e os ratos produzem sementes muito mais rapidamente que os humanos; portanto, o número de dias necessários para se recuperar é provavelmente maior nos seres humanos do que nos ratos. Durante a fase de recuperação, um homem não achará igualmente atraente ou excitante dormir com a mesma mulher; ele também descobrirá que suas habilidades cognitivas são limitadas por alguns dias devido a sua exaustão:

      O efeito Coolidge e o caminho para o inferno

      No entanto, existe uma maneira de superar essa condição, e é a introdução de uma mulher completamente nova na equação. Isso imediatamente leva a um forte aumento na produção de dopamina, de modo que o homem é novamente motivado a se envolver nessa nova mulher e a redistribuir seus genes. Isso é conhecido como efeito Coolidge .

      É o efeito Coolidge que pode causar a mania da pornografia, porque o cérebro inconscientemente não consegue distinguir entre uma mulher real e uma mulher na tela do computador, e assim leva a abundância de vídeos e imagens pornográficos como raras “oportunidades de acasalamento” verdade, renunciar seria tolice. E, diferentemente dos companheiros de brincadeira em revistas e mulheres sensuais nos vídeos de sexo das locadoras, a pornografia na Internet de hoje oferece uma infinidade de fogos de artifício com dopamina, a apenas um clique do mouse. Assim, podemos experimentar mais “mulheres dispostas” em 10 minutos do que nossos ancestrais em 10 anos.

      Costuma-se dizer que a pornografia existe há séculos, portanto deve ser inofensiva. Mas essa afirmação acaba sem sentido quando você compreende completamente o tremendo efeito da novidade no cérebro. Atualmente, a pornografia na Internet 24/7, com seus gêneros ilimitados, torna impossível satisfazer o apetite sexual. Permite ir muito além do apetite, geralmente com consequências indesejáveis ​​e inesperadas. Para alguns, masturbar-se na pornografia na Internet costuma ser mais atraente que o sexo real. Assim como o vício em heroína, a mania de pornografia leva a uma dependência sem fim, porque o ponto de satisfação simplesmente não é atingido.

      Após o consumo (repetido) de pornografia e a masturbação, sentiremos um vazio interior, tristeza e falta de energia, o que faz com que se esqueça rapidamente, muito rapidamente, dos hormônios da felicidade liberados e da alegria que eles criam. Você pensaria que nossos jovens saberiam que isso não faz nenhum bem ao corpo e à mente deles. Mas a masturbação e a pornografia se tornaram tão comuns nos dias de hoje que poucos pensariam assim.

      Com todo orgasmo que um homem experimenta durante a fase de recuperação, ele cairá cada vez mais no estado de exaustão sexual; juntamente com isso, sua capacidade de dominar a vida cotidiana diminuirá drasticamente: ele ficará lento e preguiçoso, terá dificuldade em se concentrar em uma coisa e perderá grande parte de sua motivação e vontade de ter sucesso.

      A perda da masculinidade

      Masturbação é emasculação. Dê uma olhada ao redor. A masturbação é a razão do caráter frouxo, castrado e passivo de tantos jovens brancos que podemos ver hoje.

      Evitar o tráfego significa maior agressividade. George Lincoln Rockwell cunhou a famosa frase: “Um homem que não quer foder não vai lutar”.

      Nossos ancestrais reprimiram a pornografia e se manifestaram contra a masturbação; e embora suas razões fossem em parte idiotas religiosas, nossas razões são viáveis ​​e biologicamente bem fundamentadas. Finalmente, a masturbação é barata e um sinal de fraqueza. Masturbação é o controle sobre o homem branco.

      Foi cientificamente comprovado que o cérebro reage à pornografia da mesma maneira que a drogas entorpecentes perigosas. Portanto, se alguém que consome pornografia regularmente desenvolve um vício nessa exploração degradante de meninas e mulheres brancas, ele também pode saber em seu coração que isso não está errado apenas em um sentido.

      Além disso, pesquisas mostram que esse comportamento leva ao comportamento anti-social e à diminuição do desejo sexual, para citar apenas alguns desenvolvimentos prejudiciais. No lugar da assertividade natural e da vontade de moldar o próprio ambiente, o consumidor de pornografia, após algum tempo, permanece apenas a concha de seu eu anterior.

      O cidadão modelo do futuro é o feliz masturbador. Esta atividade cativante irá mantê-lo ocupado durante todo o dia. Isso o torna dócil e complacente, cheio e sonolento, como esterco atordoado voa em uma fossa ou latrina. Ele estará ocupado demais se danificando para começar revoluções ou frustrar os planos de nossos inimigos que são responsáveis ​​por nossa escravidão.

      * * *

      O consumo de pornografia é uma distração deliberada que mantém nossos jovens ocupados. Quem se masturba 3-5 vezes por dia na frente do computador, joga jogos de computador e senta na frente da TV, não se torna uma personalidade forte. Nossa juventude não deve ser forte, mas doente de corpo e mente. Um povo confiantes, fortes jovens que podem dar significado mais profundo para a vida, que procuram uma vida familiar intacta e, possivelmente, contra a estados genocida rebelde podia, é um horror nossos inimigos.

      Quanta moral e vida psíquica de nossa juventude são destruídas pela pornografia pode ser demonstrada por um exemplo. Andrew Hamilton descreve em A Eliminação da Fronteira Racial, o curso de um filme pornográfico que não é de forma alguma uma exceção ou raridade na ampla variedade de pessoas humilhantes e inter-raciais de nossa espécie na Internet:

      Na cena do filme “Bukkake”, que ele descreve, cerca de 70 homens selecionados aleatoriamente de todas as raças ou misturas de raça possíveis, a maioria negra, mestiça ou asiática, foram trazidos das ruas de Los Angeles por US $ 5 como atores.

      Numa grande sala de um prédio imundo, foi filmada: uma garota americana se despiu, se ajoelhou e depois ejaculou cada uma das 70 criaturas reunidas em seu rosto bonito e virado para cima e em sua boca aberta. Ela engoliu o esperma. Enquanto isso, ela estava sob o queixo uma bandeja de copo para pegar o excesso de esperma. Depois que todos terminaram, ela recebeu ordem de beber as coisas na bandeja, embora fosse difícil para ela engasgar.

      Então o homem com a câmera de vídeo disse para ela se levantar. Ela estava de joelhos há tanto tempo que suas pernas estavam rígidas e ela só podia tremer. A câmera seguiu a garota nua para um banheiro sujo, onde quebrou o conteúdo do estômago em um vaso sanitário e também foi filmada.

      Andrew Hamilton escreve:

      “Que edificante. É seguro dizer que esse espetáculo nunca teria ocorrido em uma sociedade branca sem judeus ou seria incomumente raro, certamente não é comum “.

      * * *

      O caminho para a liberdade

      Como exatamente podemos superar a mania de pornografia? Aqui estão algumas sugestões para uma vida mais saudável e gratificante:

      Como primeiro você precisa de uma razão convincente para o qual você deseja romper com a pornografia. Seja qual for o motivo, anote-o e tenha-o em mãos em momentos de fraqueza, para se lembrar do que você está trabalhando e por que está fazendo.

      Se você tem um bom amigo ou um membro da família que possa ajudá-lo com o que está por vir, pense em pedir ajuda.

      Segundo , mantenha-se afastado da pornografia de qualquer forma e descarte o material apropriado, se houver.

      Terceiro , encontre um hobby, de preferência um esporte como futebol, tênis ou exercite-se em uma academia. Isso permitirá que você use sua energia sexual para algo útil e produtivo, e manterá você longe de ficar sozinho ao redor do computador.

      Não se deve esquecer que a masturbação em si é um desperdício desnecessário de energia poderosa, mas que sem a pornografia é muito menos prejudicial do que em conexão com ela.

      Como a quarta Agora se preparando para as várias fases que se atravessa em superar seu vício, ele:

      1) Na primeira semana ou duas, seu desejo por pornografia aumentará. Não ceda a isso.

      2) Após esse período de tempo, você pode chegar a um ponto em que seus desejos são tão grandes que seu cérebro toma contramedidas: nas próximas duas semanas, sua libido será literalmente inexistente. Não se preocupe se você sofre de disfunção erétil – suas habilidades voltarão em breve, você está no caminho certo.

      3) Após essas quatro semanas, seu antigo desejo por pornografia retornará, mas muito menos pronunciado. Não desista agora!

      Após essas semanas de abstinência bem-sucedida, seus anseios antigos serão silenciados e você experimentará a vida com muito mais profundidade do que antes.

      A pornografia de nosso tempo é uma arma: é levada a nos pacificar, nos distrair, a brutalizar-nos e, finalmente, a nos controlar. Vamos chutar essa adaga da nossa garganta e lutar sem distração.

      * * *

      A maior parte deste artigo foi retirada do Pornography Addiction de Peter Mansfield : suas causas, efeitos e como se livrar dele (Daily Stormer). A seção Perda de masculinidade é de The Future of White Women: A Speculation , de William Ventvogel ; A descrição do filme pornô que devo a Deep Roots Translation por Andrew Hamiltons A remoção da fronteira racial . Tradução do restante da seleção de texto e imagem: Richard.

      * * *

      A presente contribuição é de extrema importância, pois a perversão de nosso instinto reprodutivo natural é uma das principais armas judaicas-satânicas. Seus efeitos concretos são descritos com precisão aqui e devem despertar o desejo, ou melhor, a vontade de se libertar desse vício prejudicial em qualquer homem racional com uma auto-estima residual.

      Eu posso imaginar que a porcentagem de usuários de pornografia com 90% e a frequência de masturbação com cerca de 3 vezes ao dia em homens jovens não sejam muito altas. A combinação de fatores é fatal: por um lado, as mulheres são privadas de sua motivação familiar natural, são persuadidas de pretensões irrealistas ao parceiro ideal, e o comportamento masculino natural entre membros de seu próprio povo é desqualificado como “macho” e “acasalamento” na cultura. – e estrangeiros em uma transfiguração sistemática, mas desculpada, se não admirada. Por outro lado, os jovens arianos são acusados ​​de complexos de inferioridade e seus modelos são intimados – enquanto a onipresença da pornografia, ou seja, estímulos sexuais,

      A menos que um homem tenha consciência e força de vontade para evitar completamente esses contextos sociais, ou a menos que seja naturalmente tão atraente e autoconfiante que não possa prejudicá-lo, a combinação desses fatores o transforma automaticamente em masturbação e consumo. de pornografia. Ao mesmo tempo, nossa taxa de natalidade é drasticamente reduzida e a mistura racial é favorecida.

      Um aspecto – e de fato o mais importante – da nocividade aqui demonstrada de forma convincente na pornografia e na masturbação ainda precisa ser completado. Como mencionado, você sente

      [n] Após o consumo (repetido) de pornografia e a masturbação, […] um vazio interior, tristeza e falta de energia que fazem você esquecer rapidamente e muito rapidamente os hormônios secretados da felicidade e a alegria que eles criam.

      O autor tenta explicar esse efeito bioquimicamente e resume a esse respeito

      Nossos ancestrais reprimiram a pornografia e se manifestaram contra a masturbação; e embora suas razões fossem em parte idiotas religiosas, nossas razões são viáveis ​​e biologicamente bem fundamentadas.

      Embora os mecanismos bioquímicos (liberação de dopamina, etc.) sejam inegáveis, o vício não pode ser combatido nesse nível biomecânico (a não ser no nível de sintomas através de medicamentos, que nos afetariam mental e emocionalmente).

      CONSIDERAÇÕES DE FRANZ STERNBALD

      A presente contribuição é de extrema importância, pois a perversão de nosso instinto reprodutivo natural é uma das principais armas judaicas-satânicas. Seus efeitos concretos são descritos com precisão aqui e devem despertar o desejo, ou melhor, a vontade de se libertar desse vício prejudicial em qualquer homem racional com uma auto-estima residual.

      Eu posso imaginar que a porcentagem de usuários de pornografia com 90% e a frequência de masturbação com cerca de 3 vezes ao dia em homens jovens não sejam muito altas. A combinação de fatores é fatal: por um lado, as mulheres são privadas de sua motivação familiar natural, são persuadidas de pretensões irrealistas ao parceiro ideal, e o comportamento masculino natural entre membros de seu próprio povo é desqualificado como “macho” e “acasalamento” na cultura. – e estrangeiros em uma transfiguração sistemática, mas desculpada, se não admirada. Por outro lado, os jovens arianos são acusados ​​de complexos de inferioridade e seus modelos são intimados – enquanto a onipresença da pornografia, ou seja, estímulos sexuais,

      A menos que um homem tenha consciência e força de vontade para evitar completamente esses contextos sociais, ou a menos que seja naturalmente tão atraente e autoconfiante que não possa prejudicá-lo, a combinação desses fatores o transforma automaticamente em masturbação e consumo. de pornografia. Ao mesmo tempo, nossa taxa de natalidade é drasticamente reduzida e a mistura racial é favorecida.

      Um aspecto – e de fato o mais importante – da nocividade aqui demonstrada de forma convincente na pornografia e na masturbação ainda precisa ser completado. Como mencionado, você sente

      [n] Após o consumo (repetido) de pornografia e a masturbação, […] um vazio interior, tristeza e falta de energia que fazem você esquecer rapidamente e muito rapidamente os hormônios secretados da felicidade e a alegria que eles criam.

      O autor tenta explicar esse efeito bioquimicamente e resume a esse respeito

      Nossos ancestrais reprimiram a pornografia e se manifestaram contra a masturbação; e embora suas razões fossem em parte idiotas religiosas, nossas razões são viáveis ​​e biologicamente bem fundamentadas.

      Embora os mecanismos bioquímicos (liberação de dopamina, etc.) sejam inegáveis, o vício não pode ser combatido nesse nível biomecânico (a não ser no nível de sintomas através de medicamentos, que nos afetariam mental e emocionalmente).

      De fato, a decisão de consumir pornografia depende do nosso livre arbítrio, e certamente não se baseia em contextos puramente bioquímicos; caso contrário, não seríamos nada além de máquinas.

      Então, afinal, é um problema mental (que na primeira citação também vem à mente ao mencionar o vazio interior e a tristeza), que só pode realmente ser resolvido se percebermos por que a pornografia e a masturbação são para nós mental e espiritualmente ruim.

      As razões de nossos ancestrais são válidas, mas hoje em dia parecem pouco, porque as conexões para mentes simples sobre a fórmula “Deus nos proibiu de encurtar” e o conhecimento dos antecedentes foi perdido para muitos, o que certamente não é menos importante um efeito da também onipresente propaganda anticristã judaica.

      A chave para a compreensão está aqui: nós existimos em três níveis, a saber, espiritual, mental e físico . Determinar é o nível mental: se tivermos a consciência correta aqui, os dois níveis inferiores serão automaticamente alinhados corretamente. O espírito ou o livre arbítrio é o que nos define como seres humanos – como Jesus nos mostra, uma vez que somos filhos do espírito originalmente criativo, ou seja, Deus. Mas somente quando a mente é o elemento determinante em nós, podemos também fazer justiça à nossa natureza divina através de nossos pensamentos e ações.

      Qualquer devassidão sensual reverte esse relacionamento, violando a ordem natural-divina e nos deixando doentes e fracos. Se nos deixamos dominar pelo prazer sensual (seja gratificação instintiva, gula, preguiça etc.), abandonamos nosso livre arbítrio ou permitimos que ele fosse entregue ao nível físico e, portanto, às conexões bioquímicas que foram observadas corretamente.

      A consequência é um enfraquecimento da substância da mente e da alma, que percebemos como o vazio e a tristeza internos mencionados.

      O fatal nisso é que a devassidão sensual (assim como todos os outros “pecados”, isto é, fraquezas de caráter ou comportamento prejudicial a si próprio e a alienígenas) nos torna mais materiais / materialistas, a ponto de nem sequer termos nossa natureza emocional e espiritual. pode perceber mais, portanto, dificilmente encontra uma saída para a atração do Vertierung, que certamente não se limita ao problema da pornografia.

      Em contraste com esses pecados, o alimento mentalmente-mentalmente saudável nos dá força e felicidade e fortalece nossa consciência e nosso livre arbítrio. A única maneira de nos opor em larga escala à manipulação da psicologia de massa descrita aqui é, portanto, fortalecer a consciência e o livre arbítrio de tantas pessoas quanto possível, retornando à espiritualidade.”

      Fonte: https://verbotenesarchiv.wordpress.com/2014/12/05/pornographie-eine-weitere-koschere-ablenkung/

      Veja também:

      QUEM TIVER OLHOS PARA ENXERGAR … ENTÃO VEJA … QUE OS PAÍSES DO MUNDO OCIDENTAL NÃO SE TORNARAM DE MODO ALGUM MAIS BONITOS, MAIS SEGUROS E MAIS CIVILIZADOS APÓS A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL https://verbotenesarchiv.wordpress.com/2015/04/20/wer-augen-hat-der-sehe/ CORROBORANDO A LEI DE DEUS, PORTANTO, DA NATUREZA: EM QUALQUER ÉPOCA OU LUGAR EM QUE O PIOR CONSIGA ASSUMIR O PODER, INEXORAVELMENTE, TUDO PIORA. https://nationalvanguard.org/?s=Jewish+Merchants+of+Sin+and+Porn%2C+part+4

      Judeus na indústria pornográfica americana por Nathan Abrams http://www.jewishquarterly.org/issuearchive/articled325.html?articleid=38

      Por que só podemos perder com os judeus … por A. Wyatt Mann https://verbotenesarchiv.wordpress.com/2014/12/01/warum-wir-mit-den-juden-nur-verlieren-konnen/

      Psicanálise, Sexologia, Escola de Frankfurt e a “Nova Esquerda” https://nationalvanguard.org/2018/11/jewish-merchants-of-sin-and-porn-part-5-psychoanalysis-sexology-the-frankfurt-school-and-the-new-left/

      JEFFREY EPSTEIN: A REVELAÇÃO https://verbotenesarchiv.wordpress.com/2015/01/25/jeffrey-epstein-die-aufdeckung/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.