Aos Jovens Hipócritas e sem Cultura

Nos ajude a espalhar a palavra:
Jovens do Brasil,
Sinto vergonha da juventude e sua hipocrisia.
Foi preciso acontecer um desastre para que pudessem levantar o discurso, e trazer a tona, frases sobre a destruição da história do Brasil. Não sejam hipócritas. Há anos a história do Brasil vem sendo destruída, difamada e tendo muitos fatos e personagens omitidos, como se nunca tivesse existido. Tudo isso, dentro das nossas salas de aula. E ainda mais, nos materiais escolares relacionados a história da nossa nação.
É comum ver o escarnio de educadores com relação aos nomes presentes na história de nossa pátria. Agora, todos param para se importar com a “história do Brasil”. Deixo aqui um questionamento: Porquê vocês não deram valor ao que tem enquanto tinham? Deixo outro questionamento também: Porquê esperaram que resquícios físicos da história, e da ciência, do Brasil fossem destruídos para que vocês pudessem dar importância? Que eu saiba, são vocês jovens que escrevem por ai, em ônibus, paredes e murais coisas como: “Dê flores aos vivos, não aos mortos”, ou até mesmo, “Valorize enquanto tem, porquê depois que perde…”.
Eu estou envergonhado por fazer parte de uma juventude hipócrita. Mas diferente de dessa maioria de jovens, eu sempre tive em minha boca a frase “eu sou patriota” e, mesmo não fazendo parte do Braço Armado da nossa nação, me disponibilizei, desde cedo, a defender minha cultura, a história do meu país, e as nossas tradições, coisas que muitos de “vocês” não fazem questão.
Inclusive, é normal ouvir da boca de “vocês” que vivemos num país sem cultura, ou sem história. O que mais “vocês” dizem mesmo? Não lembro, nem quero saber, pois, estão errados.
Muitos também, julgam e criticam o governo por não ter zelado por nosso patrimônio nacional. Mas não lembram que o Queermuseum, em 2017, recebeu cerca de R$800.000,00 (oitocentos mil reais) via Lei Rouanet, enquanto que, em agosto do mesmo ano, o museu publicava o relatório anual, com dados do ano anterior (2016) evidenciando os problemas na infraestrutura do museu.
O Relatório pode ser acessado/baixado através deste link aqui.
E, em 2015 o museu chegou a fechar as portas.
Caso queira saber mais, o site aos fatos publicou uma matéria que apresenta outras matérias sobre o museu.
E acessando este link, você conhecerá um museu no qual os governistas e responsáveis pela manutenção da nossa cultura estão preocupados em manter, e que “vocês”, jovens, param para aplaudir enquanto esquecem que existem patrimônios que precisam da vossa atenção.
Para finalizar, gostaria de dizer: “para que tá feio”. E gostaria de deixar aqui, em relação a
hipocrisia de vocês o meu sincero: “miga seje menas”.
Deixem que se queixem aqueles que dão valor ao que tem, os patriotas, aqueles que olham para a nação. Aos, verdadeiros, artistas nacionais que se dedicam para fazer que com nossa cultura viva para as próximas gerações. Deixem que se queixem aqueles que zelam pelos museus, aqueles que cuidam de resquícios físicos da nossa história e ciência, aqueles que dão a vida para defender o que temos, seja patrimônio físico ou intelectual.
Ao falar em patriotas, falo dos patriotas de verdade e não daqueles que defendem “fulano ou sicrano” para ocupar o cargo de presidente, e se alguém falo um “Ai” por conta desse(s) Candidato(s) o individuo vem com paus e pedras. Mas na hora de defender a cultura e os valores da nação não sabem como fazer.
Juventude, deixem as hipocrisias, os candidatos, neguem as irmandades secretas, neguem as falsas – e falhas- ideologias, neguem as crenças exteriores. Apaguem na mente o desejo que “vocês” tem de que o Brasil torne-se um país parecido com outro. Acredite na vossa nação, valorize a vossa, defenda a tua tradição e faça da juventude algo saudável e vívido.
Eu, como jovem, me sinto triste ao ver que a juventude está se autodestruindo. Só o nacionalismo salva!
Jovens nacionalistas, lutem, assim como eu. Não se deixem enganar por grupos de ativismo- que se dizem nacionalistas-, eles são iguais aos outros, não importa o propósito ou a ideologia, todos fazem culto a rebeldia.

Jovens nacionalistas, é difícil manter-se de pé em uma sociedade em ruínas, mas é o nosso maior dever
————————————————————————————————————————–
Nota do site:
Alves de Araújo é um jovem brasileiro, trabalha na área de designer gráfico, é universitário, catequista, ativista nacionalista e designer do site O Sentinela
————————————————————————————————————————–
Veja Também:Ramón Bau: Sobre a juventude e seus ideais

 

O www.osentinela.org é um projeto de mídia informativa de viés nacionalista e tradicionalista brasileiro mantido pela própria equipe, escrevendo, editando e atualizando de forma pontual, além dos nossos leitores e seguidores de nossas mídias sociais.
 
O conteúdo sempre será livre e de forma gratuita, mas se você quiser incentivar esse projeto, poderá fazer com qualquer valor.  Assim, estará sendo VOCÊ o financiador daqueles que acreditam na causa nacional.
 
Outras formas de doação? Entre em contato: osentinelabrasil@gmail.com
Nos ajude a espalhar a palavra:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.