Tato, o “neonazi” da direita

Nos ajude a espalhar a palavra:

Segundo o Dicionario Aurélio: Pessoa defensora da causa White Power, que vota no Bolsonaro e curte as paradas do Olavo. Posta “coisas” da Direita, mas só fala de Hitler no “perfil fake”, que é pros irmãos da Direita não verem no “face”, muito menos aquela tia chata que “curte” tudo seu.

Diz-se “europeu” pela cor da pele aparentemente branca, mas nasceu em Piraporinha e seu avô paterno era pardo.

Usa apelido com sobrenome alemão, mas possui nome e sobrenome português, os quais renega, pois não são caras loiros e altos do jeito que ele gosta.

Ele quer expulsar todos os não-brancos da Europa, mas não tem coragem de melhorar de vida, ou de arrumar a própria casa, onde mora com sua mãe e pai.

Nem mesmo olha os problemas do seu país, estado, cidade ou rua, mas…ele é expert em geopolítica sul-americana. Segundo ele: é “tudo mestiço” e merece morrer.

Acredita que o “Comunismo” quer voltar dos mortos pra dominar tudo, assim como seus antagonistas, os libertários, acreditam que o “Nazismo” e o “Fascismo” vão voltar a qualquer hora e por isso, temos que apoiar a Direita, porque pelo menos ela vai…(sempre tem alguma coisa que dizem que vão fazer que na real, não muda nada).

Quer a destruição do sionismo internacional, mas é a pintura de ódio insano (até contra si próprio) que o sionismo quis; fala de nacionalismo europeu e odeia o próprio povo, não percebendo a decadência moral e civilizacional feita pelos próprios europeus, enquanto seu povo natal lhe deu tudo. Até a vida.

Fala em valentia e revolução, mas não suporta ser correto ou ter responsabilidades, vivendo do trabalho de seus pais.

Como posso irritá-los mais?

Andre Marques
Siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.