O mistério do pesquisador chinês assassinado nos EUA

Nos ajude a espalhar a palavra:

O assassinato de um professor chinês da universidade estadunidense de Pittsburgo, morto a vários tiros, causou um rebuliço global. O cientista estava perto de fazer “descobertas muito significativas” sobre o coronavírus, que desencadeou a pandemia global.

E, embora os investigadores afirmem que não podem vincular o motivo do assassinato à pesquisa científica avançada sobre um assunto tão sensível, um véu de mistério já está envolto em torno do caso sob investigação.

Bing Liu, 37, e outro homem, Hao Gu, 46, também de Pittsburgo [Pensilvânia, EUA], foram encontrados mortos no mesmo dia, sábado, 2 de maio, este último não muito longe da cena do crime. Depois de disparar vários tiros contra o pesquisador que estava no pátio de sua casa, este supostamente cometeu suicídio em seu carro. Então a história oficial continua.

Bing Liu, professor que pesquisava Covid-19 é assassinado e autoridades dizem que o assassino cometeu suicídio logo depois. Foto: Reprodução

Segundo os investigadores, não foi um assalto, pelo contrário, os dois se conheciam e o assassino agiu enquanto a esposa da vítima estava fora de casa. De acordo com a polícia de Pittsburgh, a “trilha chinesa” deve ser excluída: ou seja, um assassinato ligado às origens asiáticas do homem; mas, ao mesmo tempo, não se pode deixar de considerar a possível implicação de sua pesquisa sobre SARS-CoV-2.

Fontes dentro da universidade norte-americana, onde a vítima estava trabalhando por seis anos, disseram: “Bing estava à beira de fazer descobertas muito significativas para compreender os mecanismos celulares que estão subjacentes na infecção do SARS-CoV-2 e as bases celulares das seguintes complicações.” [1]

Seus colegas do Departamento de Biologia e Sistemas Computacionais da Escola de Medicina da Universidade de Pittsburgh o descreveram como um “pesquisador e mentor excepcional”, afirmando que eles se comprometerão a “prestar homenagem à sua excelência científica”, completando a pesquisa que estava realizando com dedicação.

Bing Liu, originário da China, formou-se e doutorou-se em ciência da computação pela Universidade Nacional de Cingapura e depois se estabeleceu nos Estados Unidos. Continuou sua carreira acadêmica pela prestigiada Universidade Carnegie Mellon, onde colaborou com o professor Edmund Clarke e, em seguida, para a Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh.

Também em Pittsburgh, os pesquisadores italianos Andrea Gambotto e Louis Falo estão atualmente envolvidos na coordenação de um grupo de pesquisadores que têm trabalhado incansavelmente para criar uma vacina eficaz para interromper o novo coronavírus SARS-CoV-2.

Segundo o cientista italiano, a vacina – um tipo de adesivo aplicado na pele de cobaias e que pode ser o primeiro a ser aprovado pela Food and Drug Administration – passou na fase de testes em animais, produzindo a quantidade de anticorpos suficientes para neutralizar o vírus. [2]

É claro que esse é um objetivo muito cobiçado neste momento de competição científica que vê uma verdadeira corrida para criar uma vacina que “salvará o mundo”. O que está em jogo, de fato, não é apenas a salvaguarda da humanidade, mas também enormes interesses econômicos e políticos.

Por esse motivo, e pelas “descobertas muito significativas” obtidas pela vítima em relação ao vírus misterioso, a ligação pública está sendo procurada pela opinião pública entre sua pesquisa no Covid-19 e essa execução brutal.

Receba nossas postagens por e-mail

Um jovem pesquisador promissor perdeu a vida. Ele deixa uma esposa e seus pais, que ainda moram na China.

O porta-voz oficial chinês Zhao Lijian acusou formalmente os EUA de levar o coronavírus para a China. [3] A hipótese da guerra biológica por trás da pandemia global foi levantada por especialistas russos há algumas semanas. [4]

A rádio Sputnik, em fevereiro, estabeleceu um paralelo entre as guerras do ópio do século XIX e a Grã-Bretanha, sugerindo que, juntamente com as “organizações internacionais”, eles procuravam controlar os assuntos internos da China, assim como o império britânico forçou a China a abrir seus mercados e ceder território à mão armada.

As autoridades supõem que Hao Gu (suposto assassino) teria matado o cientista Bing Liu. Seu corpo foi encontrado no carro da vítima próximo ao apartamento de Bing onde o mesmo teria sido executado. Ambos morreram por perfurações de tiros e ambos eram chineses com cidadania estadunidense. A polícia trabalha com a hipótese de suicídio de Hao Gu, afirmando que os ferimentos indicam que ele teria atirado em si mesmo após matar Bing Liu. Isso por si iria levar a crer, de acordo com a teoria oficial que trata-se de crime passional? Gu era engenheiro de software que trabalhava para a Eaton em Moon Township, na Pensilvânia à 16 anos. Ele era formado em Shangai, China e na East Tennesse State University atuando como Professor associado da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh. [5]

Fonte: Free West Media

Free West Midia. The mystery of the Chinese researcher murdered in the US. Free West Midia, Pittsburgh, 8 mai. 2020. Disponível em https://freewestmedia.com/2020/05/08/the-mystery-of-the-chinese-researcher-murdered-in-the-us/

Notas:

[1] Computacional and Systems Biology. Department Mourns the Passing of Dr. Bing Liu. University of Pittsburgh School of Medicine, News. Disponível em https://www.csb.pitt.edu/department-mourns-the-passing-of-dr-bing-liu/

[2] UPMC Italy. UPMC – UNIVERSITY OF PITTSBURGH: POTENZIALE VACCINO CONTRO COVID-19. UPMC Italy, COVID-19 Bulletin UPMC in Italy, I nostri specialisti, 03 abr. 2020. Disponível em https://www.upmcitaly.it/covid19/upmc-university-of-pittsburgh-potenziale-vaccino-covid-19/

[3] Editorial. Autoridade da China acusa Exército dos EUA de espalhar coronavírus em Wuhan. Diário do Nordeste, Mundo, 13 mar. 2020. Disponívem em https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/mundo/online/autoridade-da-china-acusa-exercito-dos-eua-de-espalhar-coronavirus-em-wuhan-1.2222136

[4] Equipe Focus. Coronavírus arma biológica? Russos acham que sim: Teóricos da conspiração russos acreditam que as rusgas no campo comercial entre as duas potencias acabaram fazendo com que os EUA tomassem medidas de sabotagem. Focus Jornal, 31 jan. 2020. Disponível em https://www.focus.jor.br/coronavirus-arma-biologica-russos-acham-que-sim/

[5] Heightzone. Hao Gu. Disponível em https://heightzone.com/hao-gu/

Andre Marques
Siga em
Nos ajude a espalhar a palavra:
Gostou do artigo? Você pode contribuir para o site com uma doação:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.