Enquanto palhaço imita Goebbels, Governo aprova 2 bilhões de fundo eleitoral

Nos ajude a espalhar a palavra:

No mesmo dia em que as declarações de Alvim, ex-secretário da pasta de Cultura, lotaram as manchetes dos principais jornais do país, acompanhados de gritos estéricos e comparações ridículas da esquerda brasileira, nenhum dos pólos voltou-se ao assunto de que NESSE MESMO DIA (17/01) o Congresso aprova Orçamento com fundo eleitoral de R$ 2 bilhões para 2020… em nome da Democracia brasileira, paga pela União, maior do que nas eleições passadas, de 1,7 bilhões.

A oposição aponta que houve um corte de R$ 500 milhões na área destinada para Saúde, que serviria para financiar as eleições. A opção pelo financiamento público das campanhas eleitorais foi aprovada pelo Congresso, a partir da proposta do Senado (PL 8703/17) em 2017 transformada na Lei 13.487/17. Na época, o Supremo Tribunal Federal (STF) havia proibido o financiamento privado de campanhas.

Hoje, além do financiamento privado que sempre ocorre, como mostrou o “esquema dos laranjas” no PSL (então partido de Bolsonaro) de Pernambuco, ainda por cima os fundos eleitorais públicos, que sobem cada vez mais, destinados à campanhas políticas servem para remodelar de dois em dois anos os “cabrestos do eleitorado”, impondo as facções políticas que devem ser votadas pelo povo.

Fonte: Câmara dos Deputados

Andre Marques
Siga em:

Últimos posts por Andre Marques (exibir todos)

Nos ajude a espalhar a palavra:

One thought on “Enquanto palhaço imita Goebbels, Governo aprova 2 bilhões de fundo eleitoral”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.